Procedimento Entrada Espaço Confinado-Infraero, Notas de estudo de Cultura
iran-monteiro-6
iran-monteiro-6

Procedimento Entrada Espaço Confinado-Infraero, Notas de estudo de Cultura

12 páginas
50Números de download
1000+Número de visitas
5Número de comentários
Descrição
Procedimento Entrada espaço Confinado
80 pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
Baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 12
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 12 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 12 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 12 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 12 páginas

PROCEDIMENTO PARA ENTRADA EM ESPAÇOS CONFINADOS

1. Definições: 1.1. Espaços confinados são locais que possui:

• Limitação de aberturas para entrada e saída;

• Não é projetado para ocupação contínua por pessoas.

• Ventilação existente é insuficiente para remover contaminantes ou onde possa existir a deficiência ou enriquecimento de oxigênio.

1.2. Os espaços confinados incluem: tanques, poços, caminhões tanques, poços de balanças, galerias e dutos de esgoto, caixas d’água, cisternas, etc.

1.3. A listagem de espaços confinados de cada dependência deverá constar como anexo deste procedimento, com suas localizações e riscos associados.

2. Política:

1.4. É responsabilidade do Gerente do empregado e seu primeiro supervisor indicado, garantir que o espaço confinado esteja em condições seguras para a entrada.

1.5. Eles devem estar cientes e alertas para os riscos potenciais ou reais que poderão ser encontrados enquanto o trabalho estiver sendo realizado dentro do espaço confinado.

1.6. É exigido que todas as medidas necessárias sejam tomadas para controlar ou eliminar tais riscos.

3. Propósitos:

1.7. Os propósitos de entrada em um espaço confinado podem ser: limpeza de paredes e superfícies, remoção de produto, reparos estruturais ou mecânicos, inspeções necessárias para determinar as condições das estruturas internas de galerias, dutos instalações hidráulicas, pneumáticas, elétricas, ou qualquer outra atividade necessária de monitoramento ou manutenção.

4. Procedimento: 1.8. Todo trabalhador designado para trabalhos em espaços confinados deve ser submetido a exames médicos

específicos para a função que irá desempenhar, conforme estabelecem as NRs 07 e 33, incluindo os fatores de riscos psicossociais com a emissão do respectivo Atestado de Saúde Ocupacional - ASO.

1.9. A pessoa que necessita adentrar um espaço confinado deve apresentar-se a alguém autorizado e obter uma Permissão para Entrada em Espaço Confinado.

1.10. Por pessoa autorizada entenda-se uma das pessoas a seguir que tenha o Certificado do curso de Supervisor de Espaço Confinado. • Gerente de Setor

• Coordenador de Setor

• Encarregado de setor

1.11. Todas as pessoas que planejam entrar ou estiverem envolvidas com entradas em espaços confinados devem ter participado do Treinamento para Entrada em Espaço Confinado.

1.12. Este pessoal deve também ter uma cópia assinada dos procedimentos para entrada em espaço confinado em seus arquivos como documentação do treinamento.

1.13. Uma Reunião Pré-Entrada, tratando das precauções para cada entrada específica, será realizada antes da entrada no espaço confinado.

1.14. Um dos participantes da equipe será designado como Líder. 1.15. Este Líder terá experiência anterior com entrada em espaço confinado e não entrará no espaço confinado e ficará

ao cargo da operação, garantindo que todos os procedimentos de segurança sejam seguidos. 1.16. Todos os participantes da equipe de entrada assinarão a Permissão para Entrada em Espaço Confinado. 1.17. Nos espaços confinados que forem adentrados / visitados, deve-se prevenir que nenhum líquido, gás, vapor ou

outros materiais venha a invadir o espaço confinado. 1.18. Equipamentos bloqueados/ etiquetados serão testados para certificar que não haja energia acumulada. 1.19. Todos os controles elétricos e pneumáticos dos equipamentos instalados ou que abasteçam o espaço confinado

serão bloqueados ou desconectados (por exemplo: comportas pneumáticas, bombas, motores, etc.). 1.20. Cartazes / sinais de aviso deverão ser divulgados e fixados nos devidos equipamentos ou nas áreas para avisar os

funcionários da entrada em espaço confinado. 1.21. Barreiras físicas ou isolamento de área serão colocados próximos às janelas de entrada. 1.22. Uma verificação de segurança será feita em todos os dispositivos de segurança inclusive cintos, talabartes,

guindaste e equipamento de resgate, e o local será inspecionado por uma pessoa responsável treinada antes que a permissão seja dada.

1.23. Um cinto de segurança e linha de vida (duas linhas de segurança independentes) será usada quando houver risco de queda em altura superior a 2 (dois) metros.

1.24. A pessoa jamais abandonará qualquer uma dessas linhas de segurança. 1.25. Mantenha o cabo esticado a todo instante, a corda de segurança deverá permanecer amarrada em ponto

estacionário. 1.26. O tempo máximo permitido para entrada é de 4 horas por empregado, podendo ser reduzido dependendo do

trabalho realizado. 1.27. Deve haver meio de comunicação com o empregado dentro do espaço confinado e para convocar uma equipe de

resgate (paramédicos, ambulância, bombeiros, etc.).

1.28. Todas as entradas em espaços confinados exigem uma equipe com no mínimo dois membros. Um permanece fora durante todo o tempo em que estiver sendo realizado o Trabalho em Espaço Confinado.

1.29. Procedimentos de emergência escritos devem ter sido desenvolvidos e revisados nos últimos 12 meses. 1.30. A abertura de entrada deve ser grande o bastante para permitir o acesso por uma pessoa usando o cinto de

segurança pára-quedista e equipamento respiratório quando necessário. 1.31. O guincho e cinto de segurança (bem como os talabartes) devem ser aprovados para uso com pessoas. 1.32. O cinto de segurança pára-quedista deve ser projetado para elevar uma pessoa inconsciente como se ela estivesse

em pé. Este equipamento deve ser inspecionado antes e após cada uso. Equipamento gasto ou desfiado deve ser substituído.

1.33. Todas as entradas necessitam ter monitoramento contínuo de concentração de oxigênio e gases tóxicos. Produtos químicos perigosos exigem o uso de equipamentos especiais.

1.34. Se a ventilação forçada não melhorar a atmosfera onda houver deficiência de oxigênio, ou os gases tóxicos excederem o limite permitido e a entrada realmente for necessária, um respirador autônomo deve ser utilizado. As pessoas que utilizarem este equipamento necessariamente devem ser treinadas no uso dele. Este treinamento deve ser documentado.

1.35. Em atmosferas explosivas ou ambientes classificados deverá ser utilizada iluminação a prova de explosão e ferramentas que não produzam faíscas com certificação no órgão competente.

1.36. Ferramentas, equipamentos e materiais devem ser colocados dentro do espaço confinado antes da entrada, e retirados após o pessoal ter saído.

1.37. Adicionalmente, capacetes devem possuir jugular e os bolsos esvaziados para prevenir contra a queda de objetos que possam atingir no funcionário dentro do espaço confinado.

1.38. Operações de solda e corte dentro de um Espaço Confinado deverá ser precedido de Permissão para Trabalhos a quente.

1.39. Os trabalhos em altura superior a 2 (dois) metros deverá ser precedido de Permissão para Trabalho em Altura. 1.40. Certifique-se de que todo o pessoal e equipamentos tenham sido removidos antes do espaço confinado antes de

desbloquear os equipamentos e retomar a operação normal.

1.41. A Permissão de Entrada e Trabalho é válida somente para cada entrada.

PLANO DE RESGATE DE ESPAÇO CONFINADO

Caso ocorra um acidente em um espaço confinado, proceda da seguinte maneira:

1. Entre em contato com a sala de comando ou supervisor:

a. Notifique o supervisor

b. Chame o resgate;

c. Envie mais pessoas para a área onde ocorreu a entrada/ acidente.

2. Remova o funcionário do espaço confinado se for seguro fazê-lo (exemplo: desmaio, cortes).

Não movimente o acidentado se houver suspeita de ferimento no pescoço ou coluna e ele já estiver fora de perigo.

3. Uma segunda pessoa não entrará no espaço confinado a menos que o risco original tenha sido eliminado e seja seguro fazer esta nova entrada.

4. Designe duas pessoas para buscar o kit de primeiros socorros e maca e trazê-los para o local da entrada em espaço confinado.

5. Designe um indivíduo para encontrar-se com a equipe de resgate (Bombeiros) e encaminhá-los à área da emergência.

6. Após remover o empregado do espaço confinado, ministre os primeiros socorros adequados até a chegada da equipe de profissionais (Bombeiros, paramédicos).

7. Um (re) treinamento prático de resgate em espaço confinado será realizado anualmente.

8. Caso condições especiais surjam ou você tenha dúvidas, contate a SST da Regional antes de iniciar/dar seguimento às operações.

INFRAERO EMPRESA BRASILEIRA DE INFRA-ESTRUTURA AEROPORTUÁRIA

RELAÇÃO DE ESPAÇOS CONFINADOS

SRNE

As seguintes áreas exigem uma Permissão para Entrada em Espaço Confinado para serem adentradas e possuem os riscos indicados:

ESPAÇO CONFINADO RISCO PRESENTE DIMENSÕES

(LxCxP) VOLUME (m3) MECÂNICO AFOGAMENTO ATMOSFERA

1. Cisterna para armazenamento de água – Prédio da SR

X X

2. Caixa d’água – Prédio da SR X X 3. Cisterna para armazenamento de água – Prédio

da Engenharia X X

4. Caixas d’água – Prédio da Engenharia X X 5. Galerias pluviais X X

<incluas todos os espaços confinados existentes na dependência e assinale as colunas com os riscos correspondentes>

RELAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL PARA ENTRADA EM ESPAÇOS CONFINADOS

Óculos de segurança

Luvas de segurança

Capacete (com jugular)

Máscara descartável contra pó (de acordo com o risco)

Respirador semi-facial purificador de ar com filtros ou cartuchos (de acordo com o risco)

Respirador de cara completa purificadora de aire con filtros o cartuchos (de acordo com o risco)

Equipamento autónomo de respiração (de acordo com o risco)

Cinto de segurança tipo pára-quedista

Tripé, guincho manual, cinto de segurança e linha de vida

Detector portátil 4 gases. Com capacidade para monitorar oxígeno (02), monóxido de carbono (CO), ácido sulfídrico (H2S ) e gases combustíveis (% LEL)

O Procedimento de bloqueio e etiquetagem deverá ser seguido (caso seja necessário)

de certeza que isto a juda a todos a perceber o objectivo de sempre trazermos alguma protecao quando se trata de trabalhos confinado. obrigado
MUITO BOM! OBRIGADA!
muito legal todo o conteùdo de espaço confinado
Obrigado pelo material, muito bom, vai me ajudar....
muito bom essas orientações me ajudaram sobre algumas dúvidas sobre espaço confinado
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 12 páginas