QUESTÕES DE ANATOMIA, Exercícios de Anatomia. Profesorado Superior de Ciencias Sociales
cibele-19
cibele-19

QUESTÕES DE ANATOMIA, Exercícios de Anatomia. Profesorado Superior de Ciencias Sociales

458 páginas
31Números de download
781Número de visitas
100%de 8 votosNúmero de votos
Descrição
QUESTIONÁRIO DE ANATOMIA PARA ESTUDANTES
30 pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
Baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 458
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 458 páginas
Baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 458 páginas
Baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 458 páginas
Baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 458 páginas
Baixar o documento

36. Cite quantas e quais são as glândulas anexas dos sistemas genital masculino, além das suas funções.

São três tipos de glândulas anexas:

- Próstata: há dois tipos:

* O disseminado – que funciona durante a micção e ejaculação (ovino e caprino).

* O lobulado – que está presente nos equinos e caninos.

- Glândula vesicular: Produzem uma ejaculação pesada. Esta situada entre a ampola e a próstata, despejando juntamente com as outras duas, a secreção do coliculo seminal.

- Glândula bulbo uretral: está situada próxima a raiz peniana

Os equinos possuem as três glândulas.

Os ruminantes também possuem as três glândulas, porem a próstata é pouco desenvolvida.

Os felinos possuem a próstata é-a glândula bulbo uretral.

Os cães possuem apenas a próstata.

Os suínos possuem as três glândulas.

37. Liste os órgãos do sistema genital feminino e indique os que são órgãos genitais primários e os secundários.

Órgãos sistema genital:

- Ovários

- Tubas uterinas

- Útero

- Vagina

- Vestíbulo da vagina

Órgão Primário:

- Ovário

Órgãos secundários:

- Tubas uterinas

- Útero

- Vagina

- Vestíbulo da vagina

38. Faça a classificação das placentas das fêmeas domésticas.

- Vaca - placenta zonaria cotiledonar. Epitelio-corial / Epitélio Uterino + Córion (Placenta vilosa).

- Égua: Placenta difusa completa. Epitelio-corial / Epitélio Uterino + Córion (Placenta vilosa).

- Porca: placenta difusa incompleta. Epitelio-corial / Epitélio Uterino + Córion (Placenta rugosa).

- Cadela e gata: placenta zonaria circular. Endotelio-corial / Endotélio uterino + Córion (Placenta peguilhada).

39. Quantos e quais são os ligamentos do sistema genital feminino?

- Ligamento largo do útero: contém pouca gordura e musculo liso. São bem mais largos no meio que nas extremidades, e a parte caudal está inserida na parte cranial da vagina.

- Ligamento redondo do útero: são faixas de musculo liso e gordura. Cada ligamento passa através do canal inguinal envolto por uma bolsa peritoneal, uma prega ligamentosa estende-se cranialmente da bolsa ovariana, lateralmente ao rim, e se insere na parede abdominal no meio da ultima costela.

- Ligamento ovariano: é uma faixa de musculo liso que está incluída entre as camadas do ligamento largo. Liga a parte caudal da extremidade uterina ao corno do útero.

40. Descreva a estrutura e a localização das glândulas mamárias.

A glândula mamaria é uma das principais características dos mamíferos está presente em ambos os sexos, porem se desenvolvem integralmente nas femeas. Elas são em par e ocorrem na região peitoral, torácica ou inguinal, ou em todas as três.

A gata, cadela e porca possuem diversos pares de glândulas, numa fileira que se estende do peito inferior até a virilha.

No ruminante e na égua, as glândulas dos dois lados são parcialmente fundidas, na região púbica, para formar um úbere.

A maioria dos animais domésticos possuem glândulas múltiplas, correspondendo ao numero de suas crias (Parkes, 1956).

Estão compostas por um sistema de ductos que conectam massas de epitélio secretor (parênquima) envolvidos por tecido conjuntivo, gordura, vasos e nervos (estroma). O conjunto encontra-se sustentado por uma cápsula fibro-elástica.

O parênquima consiste em uma camada única de células epiteliais secretoras formando os alvéolos mamários que drenam para ductos pequenos que vão progressivamente se unindo a ductos maiores até abrir em uma cisterna ou diretamente na teta.

Os alvéolos são agrupados em unidades conhecidas como lóbulos, cada um deles envolvido por um septo distinto de tecido conjuntivo. São recobertos por células contráteis de natureza mioepitelial e que respondem ao reflexo de ejeção do leite.

Os lóbulos são agrupados em unidades maiores denominadas lobos, que são rodeados por septos de tecido conjuntivo.

As células mioepiteliais também se localizam ao longo dos ductos.

A proporção parênquima secretor e tecido conjuntivo é controlada por mecanismo hormonal. Durante a lactação encontra-se maior proporção de parênquima do que de estroma, e fora da lactação, isto se inverte.

41. Descreva as mudanças estruturais que ocorrem no endométrio durante um ciclo estral, explique como essas mudanças são controladas através de hormônios e quais?

Os períodos reprodutivos podem ser classificados como ciclos estrais contínuos ou estacionais.

O ciclo estral é o período decorrente entre sucessivas fases de receptividade sexual, geralmente chamadas de cio ou estro. Os ciclos podem ser monoestrais (uma vez por ano) ou poliestrais (duas ou mais vezes por ano).

A duração dos ciclos estrais contínuos é específica da espécie.

Outra diferenciação no mecanismo cíclico é a separação das espécies de ciclo contínuo em ovuladores espontâneos (por exemplo, a porca, a vaca, a ovelha) e induzidos (como a coelha, a gata).

No ovulador espontâneo o estro coincide com o inicio da ovulação; já o ovulador induzido é receptivo ao macho em qualquer momento, e a ovulação ocorre a intervalos variáveis após o coito.

A ovulação se deve ao bloqueio de estímulos atuantes sobre o hipotálamo, gerando liberação de FRH e LRH, que produzem secreção de gonadotrofinas hipofisárias.

O ciclo estral pode ser dividido em duas fases gerais:

1) fase folicular correspondente ao período de crescimento e maturação dos folículos caracterizada por secreção estrogênica gradualmente acelerada e alteração da mucosa uterina e vaginal;

2) fase lútea, iniciada pela ovulação do folículo e sua subsequente transformação em corpo amarelo. A duração da fase lútea depende de o corpo amarelo se tornar funcional ou não, no primeiro caso secretando progesterona, com seu consequente efeito sobre a mucosa uterina e vaginal.

De certo modo, a maturidade sexual varia entre as espécies.

O ciclo estral pode ser definido como sendo o período de tempo entre o inicio de um estro e a ocorrência de outro, no entanto, costuma-se estudar suas fases partindo do proestro, pois esta fase pode ser considerada como um preparo da fêmea para o estro.

Ele é regulado por mecanismos endócrinos e neuroendócrinos que são os hormônios hipotalâmicos, as gonadotrofinas produzidas pela adeno-hipófise e os esteroides secretados pelos ovários.

O proestro e o estro são também chamados de fases estrogênicas ou proliferativas. Nesta fase há primariamente o crescimento e maturação dos folículos ovariano, sob ação do Hormônio Folículo Estimulante (FSH), o qual atua estimulando a proliferação de células da camada granulosa do ovário, a secreção de Estrógeno (E2) pelas células da teca interna, o desenvolvimento folicular, hiperplasia endometrial e manifestações do estro ou cio.

O aumento progressivo na concentração de E2 determina um mecanismo de feedback negativo que inibe a liberação de FSH e, consequentemente por um mecanismo de feedback positivo estimula a liberação de Hormônio Luteinizante (LH), o qual atua terminando a maturação folicular e promovendo a ovulação.

Durante todo este período, o útero está continuamente se preparando para a implantação. O sangramento da microvasculatura uterina está diminuído ou extinguido, o desenvolvimento glandular com aumento da vascularidade está quase completo. O útero pode tornar-se palpável numa examinação abdominal cautelosa, observando seu tamanho aumentado e espessura.

As glândulas endometriais crescem em tamanho, hipertrofiam e secretam o fluido endometrial responsável pela nutrição da estrutura embrionária até a sua implantação.

Se não ocorre a concepção, o endométrio começa a produzir Prostaglandina F2alfa (PGF2alfa) que atua promovendo a luteólise e consequente diminuição brusca da concentração de P4. Assim, ocorre uma maior liberação de Hormônio Liberador de Gonadotrofinas (GNRH) pelo hipotálamo, reiniciando um novo ciclo estral.

Os animais podem ser classificados de acordo com o desenvolvimento do ciclo estral.

Assim sendo, as vacas e porcas por possuírem ciclos estrais durante todo o ano, são denominadas poliéstricas não sazonais. As éguas, ovelhas e cabras já que têm ciclos estrais durante um período limitado do ano, são denominados animais poliéstricos sazonais. Já as cadelas que apresentam um período de inatividade sexual dentro do ciclo (anestro) consideradas monoéstricas. Na gata, a ovulação é induzida, ou seja, é necessário que haja cópula para que ocorra ovulação. Porém, a maioria das espécies ovula espontaneamente após a sequência apropriada de eventos endócrinos e fisiológicos.

42. Marque a opção correta. O colo é uma parte:

a) da vulva;

b) da vagina;

c) do útero;

d) das tubas uterinas;

e) do ligamento largo do útero.

43. Faça a distinção entre sistema nervoso parte central e parte periférica.

O sistema nervoso central divide-se em encéfalo e medula. O encéfalo corresponde ao telencéfalo (hemisférios cerebrais), diencéfalo (tálamo e hipotálamo), cerebelo, e tronco cefálico, que se divide em: BULBO, situado caudalmente; MESENCÉFALO, situado cranialmente; e PONTE, situada entre ambos.

O sistema nervoso periférico é formado por nervos encarregados de fazer as ligações entre o sistema nervoso central e o corpo.

44. Explique porque a neurologia é considerada uma ciência dinâmica.

Neurologia é o ramo especializado no estudo do sistema nervoso (central e periférico).

Estuda as doenças do sistema nervoso e as relações e suas relações com as outras partes do corpo tratam diversas patologias relacionadas ao sistema nervoso.

PS: NÃO FAÇO IDEIA SE ESSA QUESTAO TA CERTO, MAS NÃO ENCONTREI MAIS ND =’(

ESTUDO DIRIGIDO ANATOMIA VETERINÁRIA I

ESQUELETO E ARTICULAÇÕES

1) Como é feita a divisão anatômica do corpo de um animal em partes?

2) Defina quais são os planos paralelos e intermediários aos seguintes planos:

a. Entre plano cranial e caudal

b. Entre plano dorsal e ventral

c. Entre planos lateral direito e esquerdo

3) Quais as diferenças de nomenclatura quanto aos planos encontradas nos seguintes segmentos?

a) Crânio

b) Mão e pé

c) Falanges

4) Qual a diferença entre os seguintes termos: medial, médio, intermédio e mediano?

5) Quais as principais funções do esqueleto? Quais ossos compõem o esqueleto apendicular, axial e visceral nos animais domésticos?

6) Dê pelo menos três exemplos de ossos longos, curtos, planos, irregulares e pneumáticos.

7) Qual a constituição (estrutural) dos ossos curtos, planos, irregulares e pneumáticos?

8) Descreva pormenorizadamente a constituição de um osso longo e por quais regiões os mesmos são irrigados e inervados?

9) As perguntas abaixo servem para todos os ossos do esqueleto, incluindo estudo comparativo:

a) Qual nome do osso?

b) A qual segmento pertence?

c) Articula-se com quais outros ossos e acidentes ósseos?

d) Qual sua classificação quanto à forma?

e) Quais suas faces ósseas?

f) Quais acidentes ósseos ou particularidades ósseas são descritos na apostila (bovinos)?

g) A qual espécie animal pertence?

10) O canal que se continua caudalmente ao forame magno é denominado: ______________________ Este aloja a: _____________________________________.

Em cada forame intervertebral emergem os:___________________________________

11) Descreva como as costelas se articulam com as vértebras torácicas e com o esterno.

12) Qual o nome do espaço formado entre os arcos vertebrais? Cite o nome de um especificamente que é utilizado em intervenções cirúrgicas.

13) Quais ossos constituem a pelve óssea?

14) Quais ossos constituem o acetábulo? Quais constituem o assoalho da cavidade pelvina?

15) Onde estão situadas as fabelas nos cães?

16) Qual a função dos ossos sesamóides?

17) Em qual ângulo da patela prende-se a cartilagem patelar?

18) Quantas vértebras cervicais, torácicas, lombares, sacrais e coccígeas têm as seguintes espécies:

a) Bovina e pequenos ruminantes

b) Eqüina

c) Suína

d) Canina

e) Galinhas

19) Em qual plano está situada a coluna vertebral?

20) Os seguintes acidentes ósseos são formados pela fusão de quais particularidades ósseas:

a) Crista sacral mediana

b) Crista sacral intermédia

c) Crista sacral lateral

21) Quais os nomes dos espaços entre as costelas?

22) Qual a outra nomenclatura para costelas verdadeiras? Por quê?

23) Qual a outra nomenclatura para costelas falsas? Por quê?

24) As cartilagens costais das costelas falsas formam qual estrutura?

25) Quais os nomes da 1º e 7º esternébra do esterno?

26) Qual o nome da camada de osso esponjoso no crânio? E de osso compacto?

27) Por que os ossos frontais e maxilares são considerados pneumáticos? Eles comunicam com qual cavidade do crânio?

28) Quais ossos constituem os contornos rostral, dorsal, caudal e ventral da órbita óssea? Qual estrutura completa o contorno ventral, que não ossos?

29) Nos cães a borda caudal da órbita óssea é completada por qual estrutura?

30) O que preenche a bula lacrimal?

31) O forame lacrimal comunica-se com a cavidade nasal por meio de um canal chamado:__

32) Qual forame forma o canal facial?

33) Em qual osso situa-se a fossa hipofisária?

34) Quais ossos formam o assoalho da cavidade craniana? E as paredes lateral, caudal e rostral da mesma são formadas por quais ossos?

35) Qual osso separa a cavidade nasal da cavidade craniana?

36) Como é o nome da abertura caudal da cavidade nasal?

37) Como é o nome da porção caudal do septo nasal?

38) O forame lácero ou lacerado no eqüino é formado pela fusão de quais outros forames? Considere para comparação o ruminante.

39) Quais ossos formam o sinsacro nas aves?

40) Em qual acidente ósseo e com qual osso do crânio articula-se o aparelho hióide? Qual a função deste aparelho?

41) Quais ossos formam o palato ósseo?

As perguntas passam a focar agora articulações. Estas são exemplos de conhecimentos que podem ser cobrados.

42) Quais as funções das articulações?

43) Qual a função do líquido sinovial e quem o produz?

44) Qual a função dos discos articulares, meniscos, lábios articulares e coxim adiposo infrapatelar?

45) Em relação aos ligamentos responda: tecido que os formam, função e classificação geral quanto sua localização na articulação.

46) Para todas as articulações responda as seguintes perguntas:

a) Qual o nome da articulação?

b) Quais ossos formam essa articulação?

c) Qual sua classificação quanto ao meio de união?

d) Qual tecido encontra-se entre as superfícies ósseas?

e) Se a articulação for uma sutura ou do tipo sinovial responda também: Qual sua classificação quanto à forma?

f) Se a articulação for do tipo sinovial responda também: Qual sua classificação quanto ao movimento executado? Qual sua classificação funcional?

g) Quais os nomes das estruturas encontradas em cada articulação?

47) O ligamento transverso do acetábulo é formado a partir de qual estrutura da articulação do quadril e cruza qual acidente ósseo?

48) Qual a diferença entre os bovinos e pequenos ruminantes em relação aos ligamentos patelares?

49) Cite os ligamentos que ligam o fêmur à patela, a patela à tíbia e o fêmur à tíbia.

50) Qual a única articulação sinovial presente na cabeça? Dê sua classificação completa.

52) Além da função de união as suturas desempenham no crânio outra função muito importante. Qual é?

53) Quando as suturas se ossificam elas mudam de nome e passam a se chamar:

54) Os discos intervertebrais estão situados entre quais acidentes ósseos das vértebras?

55) Em quais regiões na coluna vertebral são encontradas articulações sinoviais e quais movimentos são permitidos nas mesmas?

56) Defina a origem e inserção do ligamento da nuca parte funicular e laminar.

REVISÂO AV2 – ANATOMIA DO APARELHO LOCOMOTOR

Quais os ossos que fazem parte do Neurocrânio?

Frontal, occipital, temporais, etmoidal, esfenoidal, parietais.

Quais os ossos que compõem o Viscerocrânio?

Zigomático, Maxilas, Nasais, Lacrimais, Conchas inferiores, Vômer, Palatinos, Mandíbula.

Quais os ossos que compõe a orbita? Frontal, Esfenoidal, Zigomático, Maxilar, Palatino, Lacrimal, Etmoidal.

Quais os ossos da orbita são pneumáticos? Etmóide e Lacrimal.

MÙSCULOS DA FACE

LIGAMENTOS DA COLUNA VERTEBRAL

Qual a função dos ligamentos longitudinais anteriores e posteriores?

Lig. Longitudinal anterior- Mantém a estabilidade das articulações

intercorpovertebrais e evita a hiperextensão da coluna vertebral.

Lig. Long. Posterior - Evita a hiperflexão da coluna vertebral e a protrusão posterior do núcleo pulposo do disco.

FUNÇÃO DA COLUNA :

A coluna vertebral possui 4 tipos de curvaturas:

*Curvatura Cervical (curvatura secundária), *Curvatura Torácica (curvatura primária), *Curvatura Lombar (curvatura secundária), *Curvatura Sacral/Coccigea (curvatura primária).

SUAS FUNÇÕES:

*Aumentam a força da coluna vertebral, *Ela dá sustentação aos nossos membros e mantém nossa cabeça suspensa, *sustentação da parte do tronco mais alta do corpo.

:

JOELHO:

MUSCULOS:

Tendão de Aquiles

ou

calcâneo

ANATOMIA DO APARELHO LOCOMOTOR

Sistema Esquelético

Formado pelo conjunto de ossos do corpo humano, catalogados em 206 ossos. São estruturas anatômicas remodeláveis que apresentam forma e contagem variáveis durante as diversas fases da vida. O esqueleto divide-se anatomicamente em:

ESQUELETO AXIAL: formado pelos ossos do eixo longitudinal do corpo (centrais) mais relacionaods com a proteção de órgãos corporais:

crânio;

12 pares de costelas;

esterno;

coluna vertebral -incluindo sacro e coccix.

ESQUELETO APENDICULAR: formado pelos ossos da extremidade do corpo (laterais), mais relacionados com a locomoção corporal. Subdividem-se em

cintura escapular - clávicula e escápula

membros superiores - úmero, rádio, ulna, ossos do carpo e metacarpo e falanges

cintura pélvica: também conhecido como ossos da pelve ou osso do quadril. Formado pela união de 3 ossos (ílio, ísquio e púbis)

membros inferiores - fêmur, patela, fíbula, tíbia, ossos do tarso e metatarso e falagens

OBS: 1º dedo - polegar(mãos) e hálux(pés)

Tipos de ossos

a) Longos: comprimento maior que a largura e a espessura. Possui eixo longitudinal amplo.

ex: úmero, fêmur, falanges

b) Curtos: comprimento, largura e espessura semelhantes.

ex: ossos do carpo e do tarso

c) Planos ou laminares: comprimento semelhante a largura e ambos maiores que a espessura. Em forma de placas ou tipo côncavo- convexo

ex: escápula, calota craniana.

d) Irregulares: sem formato anatômico definido. Com aspecto fora do tradicional, bizarro.

ex: vertebras, ossos da face.

e) Pneumáticos: apresentam ar em seu interior. Possuem dupla classificação.

ex: frontal, etmóide, esfenoide, maxilas

f) Sesamóide: ligads a cápsulas articulares ou tendões.

ex: patela

Estruturas ósseas acopladas

1) Crânio: conjunto formado por 22 ossos interligados, com excessão da mandíbula, único osso móvel do crânio.Divide-se anatomicamente em:

a) ossos da calota craniana (8 ossos): unidos por articulações fibrosas (endurecidas), do tipo sutura. Compõe-se de 3 placas ósseas unidas: Frotal, 2 temporais, 2 parietais, occipital, esfenóide e etmóide.

b) ossos da face (14 ossos): ossos irregulares e pneumáticos unidos, com excessão da mandíbula. Apresentam 3 aberturas ( fonação, audição, fala e respiração). São eles: 2 nasais, 2 conchas nasais, 2 zigomáticos, 2 lacrimais, vômer, mandíbula, 2 palatinos, 2 maxilas.

2) Esqueleto torácico: formado pela união de 12 pares de costelas + esterno + 12 vértebras torácicas.

Divisão das costelas:

1 a 7 - Costelas verdadeiras - ligadas ao esterno

8,9 e 10 - costelas falsas - ligadas indiretamente ao esterno

11 e 12 - costelas flutuantes. - não ligadas ao esterno.

3) Bacia: formada pelos 3 ossos da pelve - ílio, ísquio e púbis - + sacro + cóccix.

Coluna vertebral

Mantém o eixo longitudinal do corpo ( posição ereta) e protege a medula espinhal.

Divisão anatômica:

a) cervical: C1 a C7

- C1: Atltas

- C2: Axis

Vértebras especiais que participam na articulação da cabeça.

b) Toráxica: T1 a T12

c) Lombar: L1 a L5

d) Sacro: 5

e) Coccix: 4

Partes anatômicas de uma vértebra:

a) Corpo: região anterior arredondadae macia. São delimitadas pelos discos intervertebrais e suportam o peso corporal.

b) Arco: separado do corpo pelo forame vertebral. Possuem várias proeminências: 4 processos articulares, (2 superiores e 2 inferiores), 2 processos laterais ( direito e esquerdo) e 1 processo espinhoso (posterior).

Curvaturas da coluna

- cifose

- lordose

- escoliose

Sistema Esquelético:

Anatomia microscópica do osso

O tecido ósseo é um dos tipos de tecido conjuntivo embrionário, altamente remodelável. Possui células amplamente separadas, com uma matriz intercelular abundante. Responde a estímulos hormonais e nutricionais, e apresenta formas anatômicas diversas durante a vida.

Sua matriz óssea é composta de 25% de H2O, 25% de fibras colágenas ( que conferem flexibilidade ao tecido), e 50% de sais minerais cristalizados ( que conferem rigidez ao tecido), além de serem responsáveis pelo processo de ossificação, com endurecimento ósseo.

Células do tecido ósseo

a) Osteoblastos: são as células formadoras de ossos, que sintetizam as fibras colágenas e componentes orgânicos para formar a matriz óssea, formando posteriormente os osteócitos.

b) Osteócitos:células maduras, que formam o tecido, mantendo o seu metabolismo diário e a troca de nutrientes cm o sangue.

c) Osteoclastos: células grandes, que sintetizam e digerem (limpam) as substâncias proteicas e os íons degenerados da matriz óssea.

Funções do esqueleto

O esqueleto humano, formado pelo conjunto de 206 ossos, apresenta funções diversas, relacionadas com ações mecânicas e orgânicas.

A) Funções mecânicas:

Suporte e sustentação: o esqueleto humano através de suas características anatômicas, é capaz de sustentar peso externo e estruturas corporais internas, como os músculos nele acoplado.

Proteção: realizado pelo esqueleto axial, principalmente de órgãos corporais internos.

Rigidez: pela presença de cálcio.

Alavancagem: função biomecânica dos ossos do aparelho locomotor, formado desde alavancas simples até as mais complexas.

Fização muscular: através do tendão, que são proliferações musculares que se ligam aos ossos.

B) Funções orgânicas:

Produção das células do sangue: feita pela medula óssea vermelha.

armazenamento de gordura: feita pela medula óssea amarela

armazenamento de sais minerais: ocorre principalmente nas diáfises óssea.

Composição:

50% sais minerais (cálcio)

25% colágeno

25% H2O

A absorção de cálcio ocorre no osso através do exercício, quando este é impactante!!!!

estrógeno - hormônio que auxilia na decomposição do cálcio. Após a menopausa, diminui a produção deste hormônio, causando osteoporose.

Estruturas anatômicas acopladas ao aparelho locomotor

a) tendões: são prolongamentos dos músculos, de tecido conjuntivo, São estruturas de muita resistência mecânica, responsáveis por evitar a ruptura do músculo do osso.

b) ligamentos: proliferações das cápsulas articulares, responsáveis pela fixação dos ossos em uma articulação. São muito elásticas.

c) fáscias ou bainhas: são envoltórios de revestimento dos músculos. Revestem, protegem e isolam os músculos, evitando suas aderências durante a contração muscular.

d) Cápsulas: são estruturas de tecido conjuntivo que revestem todas as articulações. São elásticas, formam os ligamentos e protegem as articulações.

Partes anatômicas dos ossos longos

a) Epífise: extremidades dos ossos longos. Local onde estão as placas de crescimento, por onde os ossos crescem no sentido longitudinal.

b) Diáfise: parte central do osso. É o corpo do osso

c) Metáfise: linha virtual de crescimento. Local onde partem os estímulos para as epífises processarem o crescimetno ósseo.

d) Periósteo: membrana de revestimento dos órgãos. Local onde ocorre a inervação (sensibilidade) e a vascularização (nutrição) do osso.

e) Medula óssea: parte interna do osso, onde fica o canal medular. Nas estremidades são produzidas as células do sangue ( medula óssea vermelha) e na parte central são armazenadas gorduras (medula óssea amarela).

Sistema articular:

Articulação é a união de 2 ou mais óssos.

Classificação anatômica:

Baseia-se no material interposto entre os ossos. Podem ser:

a) articulação fibrosa: material fibroso e endurecido entre os ossos

- Suturas: entre os ossos do crânio.

- Sindesmose: entre a tíbia e a fíbula, distal.

b) articulações cartilagíneas: material cartilaginoso, amortecedor entre os ossos.

- Sincondroses: entre as costelas e o esterno

- Sínfises: entre os ossos da púbis (spinfises púbica)

c) articulações sinoviais: são a maioria e as grandes responsáveis pelos movimentos. Possuem líquido sinovial lubrificante, entre os ossos.

- planas: acrômio - clavicular, sacro - ilíaca, ossos do tars, ossos do carpo.

- trocóide: radio-ulnar, atlanto-axial

- gínglimo (dobradiça): cotovelos,joelho, enterfalagianas.

- côndilar ou elipsóide (em pivô): punho

- selares (em sela): trapézio com o 1º metacarpo

- esfenóide (soquete): ombro, quadril

ANATOMIA ANIMAL II – IB 103

Questões de neuroanatomia

QUESTÃO 1

A. Cite os componentes mínimos de um arco reflexo.

B. Cite a natureza dos estímulos capazes de iniciar um arco reflexo (tipos de receptores)

QUESTÃO 2

A. Cite a divisão segmentar ou metamérica do sistema nervoso.

B. Cite a divisão funcional do sistema nervoso.

QUESTÃO 3

A. Conceitue MEDULA ESPINHAL.

B. Cite sua localização anatômica, considerando toda a sua extensão.

QUESTÃO 4

Faça um desenho da MEDULA ESPINHAL, em corte transversal, apontado os detalhes anatômicos possíveis de serem observados macroscopicamente.

QUESTÃO 5

Cite as estruturas relacionadas com os SULCOS LATERAIS DORSAL E VENTRAL da

medula espinhal, respectivamente.

QUESTÃO 6 A. Cite o nome da MENINGE que forma o LIGAMENTO DENTICULADO.

B. Cite a posição anatômica deste ligamento.

QUESTÃO 7

Faça uma comparação entre NERVOS CRANIANOS e NERVOS ESPINHAIS, quanto à

composição funcional (TIPOS DE FIBRAS) de cada tipo.

QUESTÃO 8

Cite 3 (três) estruturas inervadas por nervos cranianos, mencionando o nome do par de

nervos em cada estrutura.

QUESTÃO 9

Cite as modificações na estrutura do tronco encefálico em relação à MEDULA

ESPINHAL.

QUESTÃO 10

Cite a localização dos CENTROS RESPIRATÓRIO, VASOMOTOR E DO VÔMITO.

QUESTÃO 11 Cite as diferenças anatômicas entre S. N. SIMPÁTICO e S. N. PARASSIMPÁTICO

QUESTÃO 12

Fale sucintamente sobre a circulação do LÍQUOR, desde sua produção até sua drenagem.

QUESTÃO 13

Cite os lobos constituintes do TELENCÉFALO.

QUESTÃO 14

Cite a área do córtex cerebral relacionada com a VISÃO.

Anatomia Médica B _ Tórax

Introdução:

_O tórax é a parte superior do tronco situada entre o pescoço e o abdômen tem a forma de um cone truncado.

_ A parede torácica inclui a caixa torácica, os músculos intercostais, a pele, os músculos e a fáscia que recobre a superfície anterolateral.

_ A caixa torácica proporciona: proteção aos órgãos internos, fixação aos membros superiores e sustentação do seu peso, fixação para músculos abdominais e dos membros superiores e resiste às pressões internas negativas geradas pela retração elástica dos pulmões e pelos movimentos inspiratórios.

_ Esta última função da caixa torácica tem implicações clínicas. No caso de retirada das costelas flutuantes, durante a inspiração ocorre afundamento da pele na região devido à diminuição da pressão torácica.

_ A abertura superior do tórax, oblíqua e reniforme, tem como limites: a vértebra T1, o 1º par de costelas e suas cartilagens costais e a margem superior do manúbrio do esterno.

Até o momento nenhum comentário
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 458 páginas
Baixar o documento