Quinua e Sorgo - Apostilas - Engenharia de Produção Agroindustrial, Notas de estudo de Engenharia de Produção. Centro Universitário de Caratinga (UNEC)
Rogerio82
Rogerio82

Quinua e Sorgo - Apostilas - Engenharia de Produção Agroindustrial, Notas de estudo de Engenharia de Produção. Centro Universitário de Caratinga (UNEC)

21 páginas
8Números de download
1000+Número de visitas
100%de 2 votosNúmero de votos
1Número de comentários
Descrição
Apostilas de Engenharia de Produção Agroindustrial sobre o estudo da Quinua e Sorgo, Tipos de Sorgo, Vantagens e Desvantagens do Sorgo, Fatores Anti-Nutricionais do Sorgo, Estrutura e Tecnologia.
20 pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
Baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 21
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 21 páginas
Baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 21 páginas
Baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 21 páginas
Baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 21 páginas
Baixar o documento
Slide 1

Basicamente, existem quatro tipos de Sorgo:

Sorgo Granífero;

Sorgo Sacarino;

Sorgo Vassoura;

Sorgo Forrageiro.

O sorgo é uma cultura marginal ao

milho, assim como o milho é

marginal à soja;

Em nível mundial, o sorgo é uma

cultura marginal;

O sorgo produzido no Brasil é todo

consumido na alimentação animal;

Para o uso industrial, não há

estatísticas que apontem a

demanda por sorgo em grão.

A grande vantagem econômica do sorgo, é o preço menor do que o do milho;

O país pode consumir mais Sorgo em rações de aves, suínos e bovinos;

O aumento da produção de sorgo poderia atuar como regulador da oferta de grãos para a produção de ração.

O grande problema do sorgo está na

comercialização;

O custo de produção de sorgo é semelhante ao

do milho;

A produção de sorgo só é realizada quando o

produtor já possui o destino para a sua colheita.

Algumas variedades de sorgo possui

polifenois;

Os polifenois conferem certa resistência

ao grão;

Retirar a camada do córtex sementes

que contém o pigmento é difícil;

Muitos grãos contêm outros fenóis,

incluindo os flavonóides e pigmentos

antocianinas.

Algumas variedades de sorgo possui

polifenois;

Os polifenois conferem certa

resistência ao grão;

Retirar a camada do córtex sementes

que contém o pigmento é difícil;

Muitos grãos contêm outros fenóis,

incluindo os flavonóides e pigmentos

antocianinas.

O Sorgo é um grão de áreas de chuvas

escassas;

É uma cultura que tem uma elevada

resistência à seca;

As principais áreas de cultivo são

atualmente Índia, China e as zonas

semi-áridas da África;

Existem algumas variedades que foram

selecionados como uma cultura para a

produção de açúcar;

O sorgo também é tolerante ao calor e

a salinidade;

A camada de farelo do sorgo é mais

complexa que a dos demais cereais.

Papas (mingaus);

Alimentos a base de grãos germinados;

Alimentos fermentados;

“Kisra”;

Cerveja opaca “Chibuku”.

ARAÚJO, C. Sorgo tem potencial para uso na alimentação do brasileiro. 2008. Disponível em:

<www.agrosoft.org.br/agropag/100573.htm>. Acesso em 04 out. 2010.

ASCHERI, J. L.; SPEHAR, C. R.; NASCIMENTO, N. E. Caracterización química comparativa de harinas instantaneas por

extrusión de quinoa (Chenopodium quinoa Willd.), maíz y arroz. Alimentaria, Madrid, v. 39, n.331, p. 82-89.2002.

BADAWI, C. Quinua – O alimento do momento. FSP-USP. São Paulo, [s.n.]. Disponível em:

<http://www.nutrociencia.com.brupload_filesarquivosquinua.doc>. Acesso em 04 out. 2010.

BELEZA E SAÚDE. Quinua. Disponível em: <http://belezaesaude.dae.com.br/quinua>. Acesso em 03 out. 2010.

BITTENCOURT, B.; CONTRERAS, E. Quinua: proteína em grão. Disponível em:

<http://boaforma.abril.com.br/dieta/pro-musculos/quinua-proteina-grao-488349.shtml>. Acesso em 01 out. 2010.

CARDOZO, A.; BATEMAN, J. V. La quinua en la alimentación animal. Turrialba, San Jose,v. 11, p. 72-77, 1961.

FAO - Cultivos Andinos: Cap. VIII Valor Nutritivo y Usos de la Quinua. CD Rom. Disponível em

<http://www.rlc.fao.org/prior/segalim/prodalim/prodveg/cdrom/contenido/libro03/cap8_2.htm#Top>. Acesso em 04 out.

2010.

FAO - Seminário Internacional: “La Quinua: Alimento y Cultivo Promisorio del Siglo XXI”. Santa Fé de Bogotá,

Colômbia. 2003. Disponível em: <http://www.rlc.fao.org/eventos/2000/octubre/semina/nota.pdf>. Acesso em 04 out.

2010.

HENRIQUE, B. Brasil terá cultivo de Quinoa, 2008. Disponível em:

<http://www.estadao.com.br/noticias/suplementos,brasil-tera-cultivo-de-quinoa,175900,0.htm>. Acesso em 01 out. 2010.

INFOAGRO-BOLIVIA.Quinua. Bolívia. Disponível em: <http://www.infoagro.gov.bo/index1.htm>. Acesso em 07 out. 2010.

IPA – Instituto Agronômico de Pernambuco. Pesquisa: Sorgo. Disponível em: <http://www.ipa.br/resp3.php>. Acesso em

02 out. 2010.

JACOBSEN, E. E.; SKADHAUGE, B.; JACOBSEN, S. E. Effect of dietary inclusion of quinoa on broiler growth performance.

Animal Feed Science and Technology, v. 65, p.5-14. 1997.

LEWIS, L. D. Nutrição Clínica de Eqüinos: alimentação e cuidados. São Paulo: Roca. 2000, 710 p.

LIMA, J. M. P. de; M. A . LIRA; M. L. de LIMA; M. C. M. das CHAGAS - Embrapa/EMPARN (EMPRESA DE PESQUISA

AGROPECUÁRIA DO RIO GRANDE DO NORTE S/A). SORGO. 3p. Disponível em:

<http://www.emparn.rn.gov.br/links/publicacoes/folders/sorgo.pdf>. Acesso em 05 out. 2010.

MAGALHÃES, P. C.; DURÃES, F. O. M.; SCHAFFERT, R. E. Fisiologia da planta de sorgo. Sete Lagoas: Embrapa Milho

e Sorgo, 2000. 46p. (Embrapa Milho e Sorgo - Circular Técnica, 3).

MAGALHÃES, P.C.; RODRIGUES, W.A.; DURÃES, F.O.M. Tanino no grão de sorgo: bases fisiológicas e métodos de

determinação. Sete Lagoas: EMBRAPA - CNPMS, 1997. 26 p. (EMBRAPA - CNPMS. Circular Técnica, 27).

NEGRON, A. A.; ALVARES, G. E.; CALMET, U. E. La quínua y la cañihua en raciones de pollos parrilleros en Puno, Perú. In:

CONVENCIÓN INTERNACIONAL DE QUENOPODIÁCEAS, 2. Actas... Potosí: Universidade Boliviana “Tomas Frías”, 1976. p. 170-176.

NEMATODES. In: FREDERIKSEN, R.A. (Ed.). Compendium of sorghum diseases. St. Paul: American Phytopathological Society, 1986.

p.50-53.

NUTRICIO. Ranto e Quinoa (Quinua Real). Disponível em: <http://www.nutricio.com.br/quinua-amaranto.htm>. Acesso em 01 out.

2010.

PREZOTTO L. D. et al. Análise econômica na substituição de milho por Sorgo triturado e extrusado em dietas para equinos. In:

ZOOTEC, Pirassununga, SP. 2006.

PROCISUR – ICCA (Programa Cooperativo para el Desarrollo Tecnológico Agropecuário del Cono Sur – Instituto Interamericano de

Cooperación para la Agricultura), 1997. Disponível em <www.infoagro.gov.br/index1.htm>. Acesso em 08 out. 2010.

SPEHAR, C. R. Production systems in the savannas of Brazil: key factors to sustainability. In: LAL, R. (Ed.).

Soil quality and agricultural sustainability. Chelsea: Ann Arbor, 1998. p. 301-318.

SPEHAR, C. R. Quinoa – Alternativa para a diversificação agrícola e alimentar. Pesquisa Agropecuária Brasileira. Planaltina, DF,

2007.

SPEHAR, C. R.; CABEZAS, W. A. R. L. Introdução e seleção de espécies para a diversificação do sistema produtivo nos cerrados. In:

CABEZAS, W. A. R. L.; FREITAS, P. L. (Ed.). Plantio direto na integração lavoura pecuária. Uberlândia: UFU, 2000. p. 179-188.

SPEHAR, C. R.; SANTOS, R. L. B. Quinoa BRS Piabiru alternativa para diversificar os sistemas de produção de grãos. Pesquisa

Agropecuária Brasileira. 2002, vol.37, n.6. Disponível em: <www.scielo.br>. Acesso em 03 out. 2010.

SPEHAR, C. R.; SANTOS, R. L. B.; NASSER, L. C. Diferenças entre Chenopodium quinoa e a planta daninha Chenopodium album. Planta

Daninha, Viçosa, v. 22, p. 126-130, 2003.

SPEHAR, C. R.; SOUZA, P. I. M. Adaptação da quinoa (Chenopodium quinoa Willd.) ao cultivo nos cerrados do Planalto Central:

resultados preliminares. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, DF, v. 28, n. 5, p. 635-639, 1993.

SPOHR, E. Quinua. Disponível em: <http://www.planetaorganico.com.br/quinua1.htm &

<http://www.planetaorganico.com.br/quinua2.htm>. Acesso em: 04 out. 2010.

TAPIA, M. Cultivos andinos subexplotados y su aporte a la alimentación. Santiago: FAO, 1997. 217 p.

VICKTOR, M. Quinua a toda poderosa. [s.n.]. Disponível em: <http://revistavivasaude.uol.com.br/Edicoes/61/artigo88322-2.asp>.

Acesso em: 01 out. 2010.

WIKIPÉDIA. Quinoa. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Quinoa>. Acesso em 03 out. 2010.

WIKIPÉDIA. Sorgo. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Sorgo>. Acesso em 06 out. 2010.

excelente material
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 21 páginas
Baixar o documento