Sistema Integrado de Transporte - Porto Alegre, Pesquisas de Urbanismo. Universidade do Vale do Itajaí (Univali)
vitoria-souza-2
vitoria-souza-2

Sistema Integrado de Transporte - Porto Alegre, Pesquisas de Urbanismo. Universidade do Vale do Itajaí (Univali)

26 páginas
18Número de visitas
Descrição
Trabalho do 5 período de Arquitetura sobre o funcionamento do transporte publico em Porto Alegre - RS
20 pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
Baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 26
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 26 páginas
Baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 26 páginas
Baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 26 páginas
Baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 26 páginas
Baixar o documento
Apresentação do PowerPoint

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ – UNIVALI CAMPUS BALNEÁRIO CAMBORIÚ

Centro de Ciências Sociais e Aplicadas - Curso de Arquitetura e Urbanismo - Disciplina: Planejamento Urbano

Período: 6º - Ano letivo: 2018 - 1º Semestre - Professores: Janio Vicente e Luciana Noronha Pereira.

Acadêmicas: Carolina Giovanella, Gabriella Luy, Lucas Bossi e Vitória Souza.

SISTEMA INTEGRADO DE

TRANSPORTES - PORTO ALEGRE

País: Brasil

Estado: Rio Grande do Sul Cidade: Porto Alegre

• Porto Alegre é um município brasileiro e a capital do estado

do Rio Grande do Sul;

• A Região Metropolitana de Porto Alegre, também conhecida

como Grande Porto Alegre encontra-se em processo de

conurbação – unificação de cidades por proximidade,

utilizando-se do mesmo centro e alguns recursos - reunindo

34 municípios do estado;

População estimada 2017 - - - - - - - - - - 1.484.941 pessoas

População 2010 - - - - - - - - - - - - - - 1.409.351 pessoas

Área da unidade territorial (km²)- - - - - - 496,682

Densidade demográfica (hab/km²) - - - - -2.837,53

Dados IBGE, disponível em: <https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rs/porto-alegre/panorama> Acesso em mar.

2018.

USO DO SOLO

• Zona norte densificada;

• Comércios próximos a orla;

• Zona norte possuindo mais centralidades;

• Zona sul predominando uso residencial, áreas de APP e

parques;

• Usos diversificados nos principais eixos da cidade;

Corredor de Ônibus - Avenida Cavalhada

Canaleta exclusiva – Av. Assis

Ciclovia – AV. Beira Rio

Local - Rua Gonçalo de Carvalho

• Em Porto Alegre e Região Metropolitana a gestão do Transporte

Público Coletivo está organizado em serviços por ônibus, de gestão municipal e metropolitana, e serviço por trem metropolitano, de gestão federal.

• O projeto de mobilidade não foi concebido como um sistema,

acarretando excesso de oferta na área central da Capital e

deficiência na integração entre física e tarifaria;

• Possui alguns terminais intermodais e terminais de integração;

Planejamento e gerenciamento:

• A Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade

Urbana (Smim) fiscaliza e trabalha com os seguintes

órgãos:

Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC)

• É uma empresa que regula e fiscaliza as atividades

relacionadas ao trânsito e transportes no município.

Art. 4º A Empresa Pública de Transporte e Circulação

exercerá o controle e fiscalização do serviço de transporte

seletivo direto, nos termos do inc. VII, do art. 7º da Lei nº

8.133/98.

Art. 2º A prestação do serviço de transporte seletivo direto

poderá ser delegada pelo Município, através de

procedimento licitatório, a pessoas jurídicas.

Municipal

Operação:

Carris

• É uma das empresas operadoras do transporte público da

cidade, que inclui também 4 consórcios;

• Mob Mobilidade em Transportes é composto por 3 empresas;

• Sul é composto por 4 empresas;

• Vialeste 3 empresas;

• Sudeste 2 empresas;

• As lotações como um serviço complementar de transporte

público;

As empresas operadoras são responsáveis por:

• Adquirir a frota de ônibus de acordo com as determinações

• Contratar e remunerar pessoal de operação (motoristas,

cobradores, etc);

• Manutenção e limpeza dos veículos;

• Executar as ordens de serviços encaminhadas

Metropolitano

Planejamento e gerenciamento:

A METROPLAN

Órgão de gestão urbana e regional do Governo do Estado

do Rio Grande do Sul que tem como objetivo promover o

desenvolvimento integrado entre os municípios.

• Atua no gerenciamento do Transporte Coletivo Intermunicipal

nos municípios da Região Metropolitana (34 municípios);

• Responsável pelo planejamento e controle operacional do

sistema: horário, itinerário, condições da frota, urbanidade do

pessoal de operação, cálculo tarifário e regulamentação do

transporte de fretamento.

Operação:

• 34 empresas de transporte viário;

• 1 Empresa de transporte ferroviário- A Empresa de Trens

Urbanos de Porto Alegre S.A. – TRENSURB que opera uma

linha de trens urbanos com extensão de 43,8 quilômetros,

no eixo norte da Região Metropolitana de Porto Alegre;

• 1 Empresa de transporte hidroviário – A CATSUL

Hidroviário

• Implantado em 28 de Outubro de 2011;

Lotação

• Em 16 de maio de 1977 começaram a circular as primeiras

linhas de táxi-lotação - Tristeza e Ipanema;

Ônibus

• Implantado em 04 de janeiro de 1873, quando foi inaugurada

a primeira linha de bondes de tração animal da Cia. Carris de

Ferro Porto Alegrense;

• A rede foi ampliada e melhorada com a eletrificação, que

permitiu maiores velocidades e vencer aclives mais

íngremes, facilitando a expansão urbana em direção aos

subúrbios pela redução dos tempos de viagens;

• Na década de 1920 foi autorizada a operação de ônibus,

veículos com carrocerias de madeira adaptadas sobre

chassis de pequenos caminhões;

• Em 1953, uma grande crise levou o Município a estatizar a

Cia. Carris e intervir em diversas empresas de ônibus.

• A partir de 1979, foram criados as linhas transversais e

construídos corredores de ônibus nas principais avenidas da

cidade;

• No ano de 2008 a implantação do sistema de bilhetagem

automática;

Metrô

• Implantado no principal eixo de crescimento da Região

Metropolitana o trem metropolitano;

• Entre 1980 e 1985, foram realizadas as obras de

implantação do sistema, sendo que em 1984, desembarcaram

25 trens elétricos, importados do Japão. O primeiro trecho

inaugurado, tinha 27 quilômetros de extensão;

• Em 1997, a Trensurb chegou à cidade de São Leopoldo,

• E entre 2012 e 2014, totalizou uma extensão de 43,8

quilômetros;

• O sistema abrange toda a região metropolitana de Porto

Alegre que são ao todo 34 cidades;

• Predominância de transporte viário – ônibus ou carro;

• O metrô abrange cidades como Porto Alegre,

Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo e Novo

Hamburgo.

MODALIDADES DE TRANSPORTE INTEGRADAS

Integração ônibus-carro: caracterizada pela existência de estacionamento para carros próximo à estação (terminal) de ônibus;

Integração ônibus-catamarã: existência de terminais proximos que fazem essa conexão;

Integração ônibus-metrô: existência de terminais proximos e integração tarifaria entre essas modalidades;

• A bicicleta meio de transporte não motorizado se encontra próximo há terminais intermodais, principalmente no centro;

Integração Tarifária: O passageiro que embarca em um

ônibus pode fazer a integração com outro ônibus embarcando

sem pagar outra passagem;

• Utiliza-se o TRI-Transporte Integrado sistema de bilhetagem

eletrônica no transporte por ônibus, metrô e BIKEPOA;

O TRI proporciona integração temporal nas seguintes condições:

• Integração ônibus - ônibus: o usuário tem 30 minutos para

pegar o segundo ônibus e não paga a segunda tarifa;

• Integração ônibus - Trensurb (trem metropolitano): o usuário

tem 30 minutos para fazer a integração e é adotado um

desconto de 10% sobre o valor somado das duas passagens.

Integração Tarifa Integrada

Trensurb

Tarifa Unitária

Trensurb +

Tarifa Ônibus

Economia para o usuário

Integração

Porto Alegre R$ 6,84 R$ 7,60 10%

Integração Canoas

(Vicasa) R$ 5,45 R$ 7,25 24,83%

Integração ônibus-

metrô-ônibus

(Canoas/Vicasa-

Porto Alegre)

R$ 9,32 R$ 11,55 19,3%

Tarifa Integração Trem-Ônibus:

Tarifa TRENSURB, disponível em: <http://trensurb.gov.br/paginas/paginas_detalhe.php?codigo_sitemap=20 >

Acesso em mar. 2018.

Modal Lotação

• Função: Especial

• Traçado: Radial

• O transporte por lotação é um sistema complementar à rede

de ônibus urbano, sendo uma alternativa para os usuários que

buscam atributos como agilidade, rapidez e conforto.

• Transporte realizado por micro-ônibus, possui capacidade de

transportar até 21 passageiros.

• Atualmente o sistema é operado por 403 permissões

autorizadas, distribuídas em 29 linhas principais e 18

desmembramentos. O mesmo não opera com integração

tarifaria com outros modais.

• O sistema de lotação possui 11 terminais, sendo apenas 2

terminais que funcionam para linhas noturnas.

• Tarifa de 2017: 6,00

• Média de passageiros por mês em 2015: 1.607.804,00

• Média de passageiros por dia em 2015: 61.839,00

Modal Ônibus: Empresa de transporte coletivo Carris

• O sistema está organizado em linhas circulares na área central,

linhas radiais ligando o centro às zonas norte, leste e sul; além

de linhas transversais conectando às zonas norte e sul.

• A companhia Carris é uma empresa pública, que inclui a

associação dos transportadores de passageiros de Porto

Alegre(ATP), esta possui 11 empresas privadas de ônibus

organizadas em quatro consórcios.

Tarifa de 2017: 4,30

• Total de passageiros transportados por ano em 2015: 301.223.100

• Total de passageiros transportados por dia útil em2015: 1.1018.270

Linhas circulares centro: 21 linhas - Traçado: Interbairros - Função:

Convencional

Linhas radiais(centro/norte):60 linhas - Traçado: Radial -Função:

Alimentadora

Linhas radiais(centro/sul): 90 linhas - Traçado: Radial - Função:

Alimentadora

Linha radiais(centro/leste): 60 linhas - Traçado: Radial - Função:

Alimentadora

Modal metrô: Trensurb

• Função: Troncal - Traçado: Radial

• O metrô de Porto Alegre, consiste em uma única linha de trem urbano

que abrange a área norte de Porto Alegre, incluindo vários municípios

• A linha de metrô possui apenas uma linha, esta possui 42 quilômetros

de extensão e 22 paradas.

• Passageiros transportados por ano em 2016: 56.161.503

• Passageiros transportados por mês em 2016: 4.680.125

• Passageiros transportados por dia em 2016: 214.550

• Tarifa Transurb: 3,30

Aeromóvel

• Função: Alimentadora - Traçado: Local

• Terminais: dois (um na Estação Aeroporto da Trensurb, outro no

Terminal 1 do Aeroporto Salgado Filho).

• Tarifa: R$ 1,70 (integração gratuita com o metrô)

• Demanda prevista do sistema: 7,7 mil passageiros por dia.

Modal Catamarã:

• Função: Alimentadora

• Traçado: Radial

• Modal metropolitano, ligando porto alegre á guaíba

• Frota de dois catamarãs

• Sistema de navegação por GPS e alcançam uma velocidade de 45 km/h. No seu

interior, contam com dois banheiros, TV, acesso à internet, ar condicionado,

120 assentos e mais dois para pessoas com necessidades especiais, cintos de

segurança para os cadeirantes e espaço para cinco bicicletas

• Cada viagem entre Porto Alegre e Guaíba dura, aproximadamente, 30 minutos;

Entre o Píer Barra Shopping Sul e Guaíba dura aproximadamente 15 minutos.

• Passageiros transportados por ano em 2012: 71.955

• Passageiros transportados por dia em 2012: 9.123

• Tarifa: 10,30 por trecho

• Locação de bicicletas a partir do cartão TRI, o mesmo utilizado para

transporte público;

• Disponibilizadas 110 bicicletas em 11 estações, distribuídas

especialmente por Centro Histórico, Cidade Baixa e Zona Sul.

• A iniciativa é patrocinada pelo Itaú Unibanco e tem apoio da EPTC e da

prefeitura de Porto Alegre;

Modelos de ciclovias implantadas: Ciclovia Ipanema (Ciclovia Ayrton Senna da Silva)

• Trata-se de uma ciclovia segregada junto à via, bidirecional, 3,0 m de

largura média e pavimento em asfalto pintado.

Ciclovia da Diário de Notícias

(Ciclovia Eduardo Schaan)

• Trata-se de uma ciclovia segregada

em calçada, bidirecional, 3,2 m de

largura e parte do pavimento em

bloco intertravado colorido e a

outra em asfalto pintado.

Ciclovia da Restinga

• Monodirecionais junto ao canteiro central e mais

tarde foram feitas ciclovias segregadas e

bidirecionais.

Ciclovia da Diário de Notícias

(Ciclovia Eduardo Schaan)

Ciclovia Ipanema (Ciclovia Ayrton

Senna da Silva)

Ciclovia da Restinga

Terminais de

ônibus:

Cassiano, Uruguai,

Parobé, CPC, Dom

Feliciano, Salgado

Filho, Cairú,

Triângulo, Safira,

Azenha, Antônio de

Carvalho, Belém

Velho, Lomba do

Pinheiro, Restinga

Terminais

intermodal

ônibus/metrô: Aeroporto

Terminais Catamarã:

Cais Mauá (Armazém B3),

Cristal (Barra Shopping)

Estações de metro:

Terminal Cairú Terminal Triângulo

Estação Mercado - TRENSURB Estação mercado público, terminal hidroviário,

estação borges medeiros

Estação Rodoviária

Terminal da Azenha

Faixa Reversível - João de Oliveira Remião

Fluidez ao transporte coletivo e ao tráfego da região, nos horários de pico da manhã. Para implantar o

contrafluxo, foram realizadas pinturas na via e instaladas placas indicativas.

Binário (duas vias paralelas de sentido inverso) - Avenidas Praia de Belas e Borges de

Medeiros

Dois corredores de ônibus nas vias.

O trecho do corredor está devidamente sinalizado, nas cores branca e azul, em pinturas de faixas

contínuas e tachões.

Faixa exclusiva – Avenida Brasil

Prioriza o transporte coletivo, interligando duas grandes avenidas que possuem corredores de ônibus

Corredor de Ônibus - Avenida Cavalhada

O objetivo foi melhorar a mobilidade na região e estimular o uso do transporte público.

O corredor foi implantado à direita da via, com sinalização horizontal específica na cor azul e

sinalização vertical regulamentando o uso. O projeto redefiniu o posicionamento das paradas com o

objetivo de, junto com a faixa prioritária de circulação, dar mais velocidade à operação, reduzindo os

intervalos, atrasos e tempos de deslocamento dos usuários. Todos os abrigos foram substituídos

pelas Paradas Segura, com iluminação, piso tátil, bancos e lixeiras.

João de Oliveira Remião

Avenida Praia de Belas

Avenida Brasil

Avenida Cavalhada

• Rua Voluntários da Pátria – 3,3 km - a duplicação tornando uma

avenida com faixa preferencial para circulação de ônibus, ciclovia,

canteiro central, passeios laterais e implantação de terminal de

ônibus junto à estação São Pedro do Trensurb;

• Av. Edvaldo Pereira Paiva – 5,5 km – ciclovia

• Av. Tronco – 6,0 km - Corredor de ônibus e ciclovia Av. Severo Dullius

– 3,5 km - Ciclovia

• Projeto Sistema BRT - ampliação da extensão dos corredores de

ônibus, dos atuais 55 km para aproximadamente 120 km de corredores

de ônibus, 204 estações de corredores e 24 estações de integração

(terminais).

Projeto Aero móvel de Porto Alegre

Uma linha do modal já implantada pela Trensurb, em Porto Alegre,

entre a Estação Aeroporto do Trensurb e o Terminal 1 do Salgado Filho.

• Em estudo mais linhas de Aeromóvel dentro do município de Porto

Alegre, conectando a região da Rodoviária até a região do Cristal;

Porto Alegre, como uma grande capital, se vê em grande desenvolvimento e crescimento, junto de si ela acarreta desenvolvimento para

toda sua área de entorno (região metropolitana de 34 cidades), com esse crescimento vem a necessidade de adequar a região para que

locomover-se não seja uma dificuldade ou deficiência na cidade, observa-se uma grande intenção tanto municipal e Estadual quanto

federal, no que diz respeito a ampliação da rede de metrôs e novos projetos de aero móveis, vemos implantação de modais que se

apropriem da caracterização geográfica próxima à orla criando novas formas de ir e vir com inserções de catamarãs, dentre outros, em

escala municipal.

Potencialidades:

-abrangência do sistema (região metropolitana de 34 cidades são atendidas de alguma forma)

-variedades de modais (desde ônibus até catamarã e projeto de aeromóvel)

-possibilidade de transbordo graças aos terminais;

-Sistema de bilhetagem eletrônico TRI

-Investimento em transporte não motorizado;

-Priorizando o transporte coletivo nas principais avenidas;

-Metrô eficiente e pontual;

Deficiências:

-gestão (municipal/Estadual e federal podem geram um conflito no quesito facilidade de integração);

-intenção de uso da bicicleta porém não possui infraestrutura adequada em algumas partes;

-pouco uso de transporte hidroviário;

-Metrô ainda não atende a cidade como um todo;

-De acordo a analise de moradores, o sistema de ônibus funciona, as linhas passagem de 15 em 15min, sobre o trafego, ele é mais

intenso nas horas de “pico” assim como em muitas cidades;

-Falta de terminais intermodais;

-Acessibilidade universal;

O que podemos abranger no nosso projeto:

O sistema de transporte publico abrange mais de uma cidade, e possui mais de um modal, como o metro e catamarã.

Em nossa região de estudo que engloba Navegantes, Itajaí, Balneário Camboriú e Camboriú, podemos aplicar o modal do catamarã,

como uma travessia alternativa ao ferry boat. Já o metro seria de grande destaque pois de acordo com analises realizadas na M1, as

cidades com grande potencial de emprego e população são Itajaí e Balneário Camboriú, a implantação do metro auxiliaria o

deslocamentos de trabalhadores, além de evitar congestionamentos nos horário de “picos”.

Até o momento nenhum comentário
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 26 páginas
Baixar o documento