Telhados verdes, Pesquisas de Sustentabilidade. Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC)
lzpovoas
lzpovoas13 de Abril de 2016

Telhados verdes, Pesquisas de Sustentabilidade. Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC)

DOCX (18 KB)
5 páginas
226Número de visitas
Descrição
Estudo sobre telhados verdes
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 5
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 5 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 5 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 5 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 5 pages
baixar o documento

INTRODUÇÃO

O Ecotelhado, também conhecido como “cobertura verde” ou “telhado verde” é basicamente um jardim suspenso. Esse tipo de cobertura vegetal pode ser instalada tanto sobre a laje de prédios quanto em telhados convencionais. Sua composição pode incluir desde pequenas gramíneas (extensivo), arbustos à grandes árvores frutíferas (intensivo). Sua viabilidade não se dá apenas em função da boa aparência ou do conforto visual que este venha a oferecer. A técnica da cobertura verde é capaz amenizar significativamente muitos dos problemas ambientais como: excesso de poluição, poeira e barulho, calor em excesso, alagamentos em época de chuvas.

1. TEMA

Construção verde.

1.1. Delimitação do Tema

A implantação da construção verde na forma do Ecotelhado.

2. PROBLEMATIZAÇÃO

A falta de área verde nas cidades está interferindo na qualidade do ambiente urbano. Além da paisagem, as pessoas buscam também o conforto térmico do ambiente em que vivem por um meio natural.

3. OBJETIVOS

Conhecer as características da Construção Verde em forma de telhados. - Verificar a viabilidade da implantação do Telhado Verde. - Caracterizar o processo de implantação. - Analisar o custo benefício. - Descrever as vantagens e desvantagens. - Identificar quais são os melhores locais para a implantação.

4. JUSTIFICATIVA

Levando em consideração as atuais mudanças climáticas repentinas e os demais efeitos causados pela ação destruidora do homem, o equilíbrio dos ciclos biológicos tem sido perdido. Dados comprovam que o verão do ano de 2013/2014 é o mais quente e seco dos últimos 30 anos. Consequentemente a população tem uma busca incessante por conforto térmico. A implantação do telhado verde é uma alternativa natural de reduzir a sensação térmica no interior de ambientes além de zelar pela preservação ambiental. Além do fator termal, também há a preocupação com a “área verde”. A paisagem das cidades está se tornando cada dia mais cinza, com mais prédios e menos espaço para árvores. Como a construção do telhado verde se dá em áreas que não seriam ocupadas originalmente, o desenvolvimento das cidades não seria impedido.

5. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

A construção verde ou sustentável é uma abordagem ambientalmente consciente e eficiente para a criação de estruturas que leva em conta todo o seu ciclo de vida, desde os materiais utilizados até a eficiência do seu uso e disposição dos resíduos decorrentes. A primeira regra para se montar um telhado verde é ter uma estrutura que suporte o peso. A média é de 80 kg por metro quadrado saturado de água. É uma técnica de arquitetura que consiste na aplicação e uso de solo ou substrato e vegetação sobre uma camada impermeável, instaladas nas coberturas de residências e edifícios. Para o Poder Público, o uso de telhados verdes é uma excelente estratégia para o combate às enchentes em centros urbanos, onde o solo é asfaltado e impermeabilizado. Coberturas vegetadas aumentam o tempo de detenção das chuvas, reduzem a velocidade da água, que escoam mais lentamente, e também seu impacto geral. O preço do metro quadrado de um telhado verde varia de R$100,00 e R$150,00.

5.1. Seleção de Plantas

A seleção de plantas depende do meio crescente bem como as condições locais, manutenção disponível, e a aparência desejada. Baixa manutenção, ser durável e plantas resistentes à seca são usadas para Coberturas Verdes Extensivas, versus, uma quase ilimitada seleção de plantas para Coberturas Verdes Intensivas.

5.1.1. Cobertura Verde Extensiva

Plantas para a cobertura verde extensiva têm que sobreviver à intensa radiação solar, exposição ao vento, seca, baixo suprimento de nutrientes, temperaturas geladas e áreas limitadas para as raízes. Adequadas variedades de plantas são aquelas que crescem em severas localizações com pouca umidade e suprimentos de nutrientes, como, ambientes de montanha seca, costas, semi-desertos ou secos prados. É muito importante que estas plantas que são nativas para as condições locais, levem em consideração, a disposição de suportar a biodiversidade.

5.1.2. Cobertura Verde Intensiva

Tendo construído um apropriado sistema de Cobertura Vegetal desenvolvido e com suficiente crescimento médio (com raízes de maior volume de penetração, abastecidas de nutrientes e água) a formação de sofisticadas variedades de plantas é possível. As plantas selecionadas precisam ser resistentes à intensa radiação solar e fortes ventos. Vegetação com variedades de plantas como as perenes, herbáceas, gramas e árvores permitem uma característica natural ao telhado. Havendo uma ampla comunidade de plantas aumentará a quantidade de manutenção necessária.

5.2. Vantagens

• Drenagem: A vegetação do Telhado Verde auxilia na drenagem da água da chuva, reduzindo assim a necessidade de escoamento de água e de sistemas de esgoto. • Isolamento Acústico e Térmico: A vegetação também é capaz de reduzir ruídos urbanos e diminuir a temperatura do ambiente. Este benefício, além de manter o local mais agradável, ainda economiza energia, pois diminui o uso de climatizadores e ar condicionado. • Estética: Os locais com Telhado Verde adquirem uma aparência bem mais elegante e requintada. • Valorização do Imóvel: Os imóveis que recebem o projeto tendem a ser mais valorizados no mercado, devido aos benefícios que ele traz. • Ação Sustentável: Esta ação contribui para a sociedade, uma vez que leva a vegetação para ambientes urbanos, trazendo inúmeras melhorias para o nosso dia a dia. • Contribui para a manutenção da umidade relativa do ar no entorno da edificação e para formação de microclima, purificando o oxigênio e melhorando a qualidade de vida de moradores e ocupantes do imóvel e vizinhança. • Combate às chamadas ‘ilhas de calor’, formadas nos centros urbanos pela presença excessiva de estruturas de concreto.

5.3. Desvantagens

• Manutenção: O Telhado Verde necessita de frequentes manutenções para manter sua estrutura saudável e bonita. • Alto Investimento Inicial: O projeto inicial pode ter um alto custo. • Restrições: A vegetação possui diversas restrições quanto à estrutura, temperaturas e outras características ambientais que podem inviabilizar o projeto. • Sistema Complexo: Um projeto de Telhado Verde é complexo e necessita de mão de obra especializada, pois envolve diversos aspectos de um imóvel. • Surgimento de Pragas: Caso não receba manutenção, podem surgir pragas urbanas no telhado e seus benefícios tornam-se quase inválidos. • Caso o sistema não seja aplicado de forma correta, pode gerar infiltração de água e umidade dentro do edifício. Segundo o engenheiro agrônomo e diretor da Ecotelhado, João Manoel Feijó, qualquer laje impermeabilizada pode receber um telhado verde. Existem três modelos disponíveis no mercado específicos para cada tipo de construção e para cada categoria de plantas que será utilizada. “A diferença é em relação à espessura da camada de substrato”, explicou ao EcoD o professor Márcio D'Ávila. “Essa camada de terra varia de acordo com o tipo de uso que o telhado vai ter e com a área disponível. Uma camada mais fina exige menor manutenção e geralmente é usada para gramíneas, já uma mais grossa possibilita uma maior cobertura vegetal e tem maior manutenção”, esclarece. Qualquer imóvel pode receber a instalação do telhado verde, desde que atenda alguns aspectos como: resistência da estrutura, impermeabilização, desnível e declividade da cobertura construída ou a ser construída. A instalação de um ecotelhado inclui diversas etapas, como a disposição de uma camada impermeabilizante, de um sistema de drenagem, da camada de solo e de uma vegetação adequada à superfície a ao clima local. A manutenção, segundo Feijó, é igual a de um jardim comum e os custos são similar a de um telhado

convencional.

5.4. Etapas de implantação

1ª Etapa: Camada de impermeabilização: para impedir a infiltração da água. (Lona plástica, papelão carpete usado) 2ª Etapa: Camada de proteção: para impedir danos na impermeabilização (compensado de madeira) 3ª Etapa: Camada de drenagem: responsável pela retenção de água e drenagem rápida e eficiente do excesso desta. (britas) 4ª Etapa: Camada de substrato: camada onde se encontram os nutrientes dando suporte à vegetação, retendo e absorvendo água. (matéria orgânica e terra encontrada no próprio local) 5ª Etapa: Camada de vegetação: a cobertura vegetal propriamente dita e que vai ficar por cima do telhado, sendo utilizadas espécies vegetais mais rústicas que não demandam maiores cuidados com manutenção. (mudas retiradas no próprio local).

Portanto pode-se afirmar que Telhado Verde ou Ecotelha oferece inúmeros benefícios tais como: um efetivo isolamento térmico do telhado, diminuindo o aquecimento da telha e do ar abaixo da mesma quando sujeito à radiação solar intensa e temperaturas externas elevadas, conforto térmico, economia de energia elétrica, maior absorção de água da chuva diminuindo assim hidrogramas de cheias cada vez mais críticos nas grandes cidades.

6. CRONOGRAMA

ETAPAS 06 jan 2014 13 jan 2014 Definição do Tema X

Levantamento Bibliográfico X X Demais tópicos abordados

X Revisão / Redação Final

X

7. REFERÊNCIAS

ARILSON, A. Telhado sobre Telhado. Disponível em: < http://www.ebah.com.br/ content /ABAAABV80AJ/trabalho-sobre-telhado>. Acesso em 13 jan 2014.

EDITORIAIS ARQUITETURA E CONSTRUÇÃO. Guia da construção verde: Telhados verdes. Edição de 25 de fevereiro de 2010. Disponível em: < http://

www.ecodesenvolvimento.org/voceecod/guia-da-construcao-verde-telhados- verdes>. Acesso em 13 jan 2014.

HENEINE, M. C. A. S. Cobertura Verde. Monografia apresentada ao Curso de Especialização em Construção Civil da Escola de Engenharia UFMG. Belo Horizonte, 2008. Disponível em: < http://www.cecc.eng.ufmg.br/trabalhos/pg1/ Monografia% 20Maria%20Cristina%20Almeida.pdf>. Acesso em 13 jan 2014.

IDHEA - INSTITUTO PARA O DESENVOLVIMENTO DA HABITAÇÃO ECOLÓGICA. Telhado Verde. Disponível em: <http://www.idhea.com.br/pdf/ telhadoverde.pdf>. Acesso em 06 jan 2014.

KOLB, W. Telhados de Cobertura Verde e Manejo de Águas Pluviais. Instituto Estadual de Viticultura e Horticultura do Estado de Bavéria, Departamento de Paisagismo. Alemanha. Disponível em: < http://www.abcmac.org.br/files/ simposio/4simp _walter_telhadodecoberturaverdemanejodeaguas.pdf>. Acesso em 06 jan 2014.

OLIVEIRA, E. W. N. Telhados verdes para habitações de interesse social: retenção das águas pluviais e conforto térmico. Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 2009. Disponível em: <http://www.peamb.eng.uerj.br/trabalhosconclusao/2009/ EricWa tsonNettodeOliveiraPEAMB_2009.pdf>. Acesso em 06 jan 2014.

REDAÇÃO DO PENSAMENTO VERDE. Quais as vantagens e desvantagens do telhado verde? Arquitetura Verde, 11 de maio de 2013. Disponível em: <http:// www.pensamentoverde.com.br/arquitetura-verde/quais-as-vantagens-e-desvanta gens-do-telhado-verde/>. Acesso em 06 jan 2014.

TRIGUEIRO, A. Empresas adotam o conceito de telhado verde em suas construções. Edição do dia 12/11//2013. Disponível em: <http://g1.globo.com/ jornal-da-globo/noticia/2013/11/empresas-adotam-o-conceito-do-telhado-verde- em-suas-construc oes.html>. Acesso em 06 jan 2014.

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Normas para elaboração de trabalhos acadêmicos. Curitiba: Editora UTFPR, 2009.

VASCONCELOS, Y. Como fazer um telhado verde? Revista Vida Simples, ed 12/2007. Disponível em: <http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/casa/ conteudo_264394. shtml>. Acesso em 06 jan 2014.

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 5 pages
baixar o documento