Terminologia offshore, Notas de estudo de Engenharia de Petróleo
danilo-souza-35
danilo-souza-35

Terminologia offshore, Notas de estudo de Engenharia de Petróleo

61 páginas
50Números de download
1000+Número de visitas
100%de 0 votosNúmero de votos
3Número de comentários
Descrição
Glossário dos principais termos técnicos da engenharia de petróleo
100 pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
Baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 61
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 61 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 61 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 61 páginas
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 61 páginas
Microsoft Word - TERMINOLOGIA OFFSHORE.doc

TERMINOLOGIA OFFSHORE

LETRA A ................................................................................................................................ 3

LETRA B ................................................................................................................................ 7

LETRA C .............................................................................................................................. 12

LETRA D .............................................................................................................................. 22

LETRA E .............................................................................................................................. 28

LETRA F .............................................................................................................................. 29

LETRA G .............................................................................................................................. 33

LETRA H ............................................................................................................................. 34

LETRA I ............................................................................................................................... 36

LETRA J ............................................................................................................................... 37

LETRA K .............................................................................................................................. 37

LETRA L .............................................................................................................................. 38

LETRA M ............................................................................................................................. 40

LETRA N .............................................................................................................................. 42

LETRA O .............................................................................................................................. 42

LETRA P .............................................................................................................................. 44

LETRA Q .............................................................................................................................. 47

LETRA R .............................................................................................................................. 48

LETRA S .............................................................................................................................. 50

LETRA T .............................................................................................................................. 57

LETRA U .............................................................................................................................. 59

LETRA V .............................................................................................................................. 60

LETRA X .............................................................................................................................. 60

LETRA Y .............................................................................................................................. 60

LETRA Z .............................................................................................................................. 61

Terminologia Offshore Letra A

A A.A.O.D.C. (AMERICAN ASSOCIATION OF OIL-WELL DRILLING CONTRACTORS) - ASSOCIAÇÃO AMERICANA DE EMPREITEIROS DE PERFURAÇÃO DE POÇOS DE PETO - Esta organização é dedicada à pesquisa, educação, prevenção de acidentes e outros assuntos de interesse de empreiteiros.

ABANDON - ABANDONAR - Cessação ou paralisação dos trabalhos em um poço que se tornou improdutivo, vedação do poço com plugs de cimento e aproveitamento do equipamento recuperável.

ABANDONED WELL - POÇO ABANDONADO - Poço que deixou de proporcionar uma produção economicamente viável.

ABRASION DRILLING - DESGASTE POR PERFURAÇÃO - Quando a broca ou comando se desgastam durante a perfuração do poço.

ABSORPTION - ABSORÇÃO - Geofísica: Processo pelo qual a energia radiante é convertida em outras formas de energia. Química: Penetração de moléculas ou íons de uma substância no interior de um sólido ou líquido.

ACCELERATOR - ACELERADOR - Comando utilizado para dar movimento à mesa rotativa. Também são as substâncias químicas que reagem com o cimento usado no revestimento de colunas ou vedação em geral, para redução do tempo de secagem da pasta de cimento. Tais substâncias são o cloreto de cálcio e o cloreto de sódio.

ACCUMULATOR - ACUMULADOR - Unidade elétrica com a finalidade básica de uma bateria.

ACID BOTTLE - BULBO DE ÁCIDO - Um tudo de vidro colocado em uma abertura do container de aço para registrar o desvio da vertical. Neste tubo encontra-se o ácido hidrofluórico que ataca o vidro em qualquer variação gravando assim este ângulo.

ACIDIGE - ACIDIFICAÇÃO - Técnica para aumento da produção de um reservatório com formação calcária, de baixa permeabilidade, através da injeção de ácido na formação. Este bombeio geralmente é feito de bordo de um navio de estimulação de poços de petróleo com o uso de ácido clorídrico.

ACOUSTIC POSITIONING - POSICIONAMENTO ACÚSTICO - Tipo de posicionamento utilizado para identificar um poço ou locação no fundo do mar. Utiliza transponders posicionados próximos à cabeça do poço. A localização é determinada pela utilização de ondas acústicas (Doppler, sonar).

ACOUSTIC LOG - PERFIL ACÚSTICO - Termo genérico que engloba todos os registros feitos para medir uma ou mais características, de uma onda acústica que se propaga em um poço preenchido por fluido, tais como: tempo de trânsito intervalar, amplitude de parte de uma onda acústica, trem de ondas acústicas, tempo de trânsito e amplitude da energia acústica refletida.

ACOUSTIC RELEASE - LIBERAÇÃO ACÚSTICA - Sistema para liberar bóia ou equipamento submerso. Normalmente usado para liberar transponders.

ACOUSTIC TRANSPONDER - BALIZA EMÉTRICA - Equipamento utilizado para localização no fundo do mar. Normalmente em número de quatro com rastreador na plataforma.

ACTIVE PIT - POÇO ATIVO - Poço que foi explorado e está produzindo.

ACYCLICS HYDROCARBONS - HIDROCARBONETOS ACÍCLICOS - Hidrocarbonetos acíclicos, abertos e alifáticos; forma química estrutural de um hidrocarboneto; composto orgânico acíclico ou aberto. São os alcanos, alcenos, alcadienos e alcinos.

ADDITIVE - ADITIVO - Componente químico utilizado em formulações químicas.

AERATION - AERAÇÃO - Geologia: Processo de suprimento de ar ou gases para os poros de um solo ou rocha.

AFTER COOLER - RESFRIADOR - Utilizado após ou por ocasião do aquecimento excessivo em um comando de perfuração.

AFT THRUSTER - PROPULSOR LATERAL DE RÉ - Veja STERN THRUSTER. A. H .

DRUM - TAMBOR DE MANUSEIO - Tambor de estivagem do cabo de manuseio de âncoras em um guincho de reboque e manuseio.

AIR-CUSHION VEHICLE - VEÍCULO A COLCHÃO DE AR - Veículo que utiliza colchões de ar em seu deslocamento, sendo o mais comum o Hovercraft.

AIR CUTTING - CORTE A AR - Forma de se cortar objetos rígidos a base de ar.

AIR GUN - CANHÃO A AR - Geofísica: Tipo de fonte sísmica que injeta uma bolha de ar comprimido, por alta pressão, na água. O espectro de freqüência depende da quantidade de ar da bolha, da pressão do ar e da profundidade da água (ou pressão da água). Arranjos de canhões de diferentes tamanhos são usados para ampliar o espectro de freqüência gerado. Também podem ser usados em poços.

AIR LIFT - ELEVAÇÃO PNEUMÁTICA - Técnica de injeção de ar comprimido dentro de uma coluna fluida num poço para estimulação do fluxo do fluido.

AIR TUGGER - EMPURRADOR A AR - Meio utilizado para mudar objetos submersos de posição através de ar comprimido.

ALICYCLIC HYDROCARBONS - HIDROCARBONETOS ALICÍCLICOS - Hidrocarbonetos alicíclicos, cíclicos ou fechados; forma química estrutural de um hidrocarboneto; compostos orgânicos cíclicos ou fechados que não contêm o anel benzênico, exceto os aromáticos.

ALKANE - ALCANO - Hidrocarbonetos de ligação simples; compostos binários de carbono e hidrogênio, saturados, acíclicos; hidrocarbonetos saturados. Fórm. (Cn H2n). Produzem ácidos orgânicos quando submetidos a um agente oxidante na presença de um catalisador. São insolúveis em solventes fortemente polarizados (água), e solúveis em solventes apolares (benzeno) e em solventes fracamente polarizados (álcool), e, muito utilizados em reações de combustão e substituição (halogenação, nitração, sulfonação).

ALKENO - ALCENO - Alcenos; hidrocarbonetos de dupla ligação; composto binário de carbono e hidrogênio, acíclico, insaturado; alqueno; olefina. Fórm. (Cn H2n). São incolores, inodoros, insolúveis em água e solúveis em álcool, éter, benzeno. Formam reações de adição, oxidação e polimerização, produzindo ácidos, cetonas e diálcool.

ALKINE - ALQUINO - Alquinos, alcinos; hidrocarbonetos de ligação tripla; composto binário de carbono e hidrogênio, acíclico. Fórm. (Cn H2n - 2). São incolores, inodoros, insolúveis em água e solúveis em álcool ou éter, entretanto, o acetileno, que é um alquino, tem cheiro agradável e é parcialmente solúvel em água. Formam reações de adição, oxidação e polimerização produzindo alcanos, halenos, cetonas, aldeídos, ácido carboxílico e polímeros.

ALKYLATION - ALQUILAÇÃO - Introdução de uma alquila em uma molécula orgânica, isto é, é a introdução, em uma molécula orgânica, de um radical obtido pela retirada de um hidrogênio de um hidrocarboneto alifático.

AMINE - AMINA - Aminas; compostos orgânicos nitrogenados obtidos do gás amoníaco (NH3) pela substituição de um ou mais de um de seus hidrogênios por radicais hidrocarbônicos. São incolores; as líquidas são tóxicas e apresentam cheiro de peixe e as sólidas são inodoras.

ANALYSIS (CORE) - ANÁLISE DE TESTEMUNHOS - É o exame laboratorial de amostras de rocha e/ou sedimentos (testemunhos) retiradas de uma perfuração de poço. Na indústria de petróleo, o principal objetivo do exame é determinar a capacidade da formação de conter petróleo/gás, a facilidade de passagem dos mesmos pela formação pela formação e o grau de saturação de petróleo/gás/água da mesma. Também são analisadas as características petrográficas, estratigráficas e paleontológicas dos testemunhos.

ANCHOR - ÂNCORA - âncora ou ferro - Instrumento de fixação de objetos móveis (tais como plataformas, navios, barcaças, etc.) ao fundo do mar por sua penetração e sustentação através de cabos de aço ou amarras. A mais usada por plataformas semi-submersíveis é a do tipo stevfix.

ANCHOR - TUBULAÇÃO PERFURADA - Técnica de ancoragem da coluna de perfuração em um poço em exploração para teste da sua velocidade de fluxo.

ANCHOR (DEAD LINE) - LINHA FIXA CHUMBADA - As guarnições que chumbam a linha fixa do cabo de içamento, que acomoda as cargas manipuladas pelo guincho (unidade de içamento). Essa chumbagem (ancoragem) é geralmente munida de um mostrador em frente ao perfurador que indica as cargas manipuladas pelo equipamento de içamento.

ANCHOR BOLSTER - ÂNCORA SUPORTE DE APOIO - Tipo de âncora utilizada para estaiar e nivelar estruturas submersas.

ANCHOR CHAIN - AMARRA DE ÂNCORA - Corrente formada por elos onde é conectada a âncora. O peso do seio (catenária) também trabalha como âncora ou amortecedor.

ANCHOR CRADLE - BERÇO DA ÂNCORA - Veja CRADLE. ANCHOR HANDLING - MANUSEIO DE ÂNCORA - Operação realizada por uma embarcação especializada (AHTS/RAS) e consiste na colocação ou retirada da âncora de uma unidade através do guincho da embarcação de apoio.

ANCHOR HANDLING AND TOWING SHIP - EMBARCAÇÃO DE REBOQUE E MANUSEIO DE ÂNCORAS - Embarcação destinada à operação de reboque e manuseio de âncoras através de guincho especial instalado em seu convés e capacidade de manobra bastante desenvolvida, bem como um alto valor de força de tração estática (Bollard Pull).

ANCHOR PATTERN - PLANO DE ANCORAGEM - Plano preestabelecido para ancoragem de uma unidade, de acordo com as restrições no fundo da nova locação.

ANCHOR PILLING - PERFILAGEM DE ÂNCORAS - Processo de ancoragem onde se usam duas ou mais âncoras enfileiradas (pig-back).

ANCHOR SHANK - HASTE DA ÂNCORA - Corpo, estrutura central de uma âncora onde normalmente são fixados seus acessórios.

ANCHOR SLIPPING - GARRAR - Quando a tensa, tipo de fundo, não é adequada à penetração da âncora, a mesma desliza (garra).

ANGLE BUILD-UP - AUMENTO DO ÂNGULO DE INCLINAÇÃO - Termo utilizado quando uma coluna de perfuração se inclina.

ANGLE DROP-OFF - DIMINUIÇÃO DO ÂNGULO DE INCLINAÇÃO - Termo utilizado quando uma coluna de perfuração diminui sua inclinação.

ANGLE OF DEVIATION - ÂNGULO DE DESVIO OU DECLINAÇÃO - É a declinação ou desvio do vertical absoluto que um poço poderá sofrer por acidente ou em conformidade com o projeto.

ANYDRITE - ANIDRITA - Substância derivada de um ácido pela eliminação de uma ou mais moléculas de água.

ANILINE POINT - PONTO DE ANILINA - Trata-se de método de análise.

ANNULAR BLOWOUT PREVENTER - PREVENTOR ANULAR DE EXPLOSÃO - Válvula anular que bloqueia automaticamente o retorno da pressão da formação.

ANNULAR SPACE - ESPAÇO ANULAR - É o espaço entre a coluna de perfuração e a parede do poço ou, entre a coluna de revestimento e a parede do poço.

ANNULUS - ESPAÇO ANULAR - Forma arredondada que a broca delineia ao fender a formação.

ANNULUS PRESSURE RESPONSIVE (ARP) - SENSOR DE PRESSÃO ANULAR - Sensor utilizado para determinar pressões que retornam pelo comando de perfuração.

ANNUNCIATOR - ANUNCIADOR - Equipamento que anuncia, via comando de perfuração, a formação de gás ou óleo, ou também excesso de pressão na formação.

ANTICLINE - ANTICLINAL - Em geologia, indica uma dobra com flancos para baixo e convexidade para cima, contendo rochas estratigraficamente mais antigas em seu núcleo.

ANTI-POLLUTION MEASURES - MEDIDAS ANTI-POLUIÇÃO - Medidores que informam os limites máximo e mínimo de poluição por gás ou óleo. Também chamados de explosímetros, de uso comum para verificação do percentual de gás tóxico nocivo à saúde determinando as condições FREE FOR MAN ou FREE FOR FIRE.

A.P.I. (AMERICAN PETROLEUM INSTITUTE) - INSTITUTO AMERICANO DE PETRÓLEO - É uma associação americana para comércio de petróleo. O API é o instituto líder na padronização de equipamentos de perfuração e produção para campos petrolíferos.

APPRAISAL WELL - POÇO DE AVALIAÇÃO - Poço perfurado para fins de avaliação de um reservatório.

ARC-PLASMA TORCH - MAÇARICO A ARCO-PLASMA - Tipo de maçarico usado em soldagem submersa.

ASSOCIATED GAS - GÁS ASSOCIADO - Gás natural que ocorre associado com óleo tanto sob forma de gás livre como em solução.

A.S.T.M. (AMERICAN SOCIETY FOR TESTING MATERIALS) - SOCIEDADE AMERICANA PARA ENSAIOS DE MATERIAL - Esta sociedade também promulgou um grande número de normas e códigos relacionados aos equipamentos da área petrolífera e dos materiais usados em suas fabricações.

ATAPULGITE CLAY - COBRIR COM LAMA - Maneira de rebocar a formação perfurada com fluido a base de lama.

AUTOMATED SHUTDOWN - FECHAMENTO AUTOMÁTICO - Funcionamento do preventor de explosão (BOP) quando a pressão excessiva sobe pelo comando de perfuração.

AUTOMATIC GAS DETECTOR - DETETOR AUTOMÁTICO DE GÁS - Sensores componentes do sistema de segurança da plataforma.

AZIMUTHAL THRUSTER - LEME-PROPULSOR - Ou hélice azimutal, consiste em um hélice de passo controlável dentro de um tubulão (tubo Kort) com capacidade de girar 360º. Sistema comum para propulsão de plataformas e de grupos de posicionamento dinâmico.

Letra B

BACK CHASING LENGHT - DISTÂNCIA DE RETORNO DO PESCADOR - Distância a ser percorrida pelo rebocador trazendo o "chaser" (pescador).

BACK-OFF - DESAPARAFUSAR - Geralmente se refere à ação de desaparafusar a tubulação de perfuração de uma ferramenta ou item perdido dentro do poço.

BACK-PRESSURE - RETRO-PRESSÃO - Pressão resultante da restrição ao pleno fluxo natural do gás ou petróleo.

BACK-UP MAN - PORTA-TENAZ - Elemento da equipe de perfuração que segura as tenazes (sistema de fixação de tubos por garras) para evitar que uma seção de tubulação gire, enquanto outra seção está sendo nela aparafusada ou desaparafusada.

BAILS - ELOS DE LIGAÇÃO - Elos que ligam o gancho de içamento principal com os elevadores das tubulações de perfuração.

BAILER - REMOVEDOR DE PASTAS OU APARAS - É um container cilíndrico munido de uma válvula na extremidade inferior utilizado para remover fluido pastoso ou aparas de um poço; é manipulado por um cabo de arame. A unidade (bailer) é utilizada na operação de perfuração com broca tipo formão para a remoção de fluido pastoso ou aparas produzidas pela broca durante o corte da formação.

BALDT LINK - ELO TIPO BALDT (PÊRA) - Elo de conexão para amarras. Seus diâmetros internos são diferenciados.

BALL-UP - AMARROTAR - Condição em que uma formação viscosa, tal como o xisto “gumbo” (ou xisto argiloso), amarrota os cortadores da broca e faz necessária uma retirada e reposição da coluna de perfuração (round-trip - viagem de ida e volta) para a devida limpeza da broca.

BALL WEEVIL - OPERÁRIO INEXPERIENTE - Um operário de campo de petróleo sem experiência na rotina.

BANKSMAN - PORTALÓ - Pessoa que auxilia o guindasteiro na movimentação de carga quando este tem dificuldade de visualizar locais.

BAR - BAR - Unidade de medida de pressão equivalente a 105 pascais. Um pascal (Pa) eqüivale à pressão da força de um newton aplicada perpendicular e uniformemente sobre uma superfície plana de área igual a um metro quadrado; um newton é a força que, agindo sobre um corpo de massa igual a um quilograma, lhe atribui a aceleração de um metro por segundo ao quadrado, na direção da força.

BARE FOOT COMPLETION - COMPLETAÇÃO CRUA - É a completação (conclusão) de um poço numa formação reservatório que é estável e não necessita de revestimento ou completação com tubulação de revestimento perfurado. BARITE - BARITA - Ou baritina. Sulfato de bário (Ba SO4) com peso específico de 4,5 que pode ser adicionado à lama circulante de perfuração para aumentar o seu peso e proporcionar uma coluna hidrostática para o controle das pressões da formação. É um mineral ortorrômbico amarelo, branco ou incolor que ocorre ou sob forma granular, ou como cristais tabulares, ou ainda como massas compactas.

BARGE ENGINEER - ENGENHEIRO DE BALSA - Função a bordo de uma unidade de produção com o objetivo de supervisionar a mesma. Normalmente oé o Encarregado do Sistema de Lastro.

BARREL (CORE) -TRÉPANO PARA RECUPERAÇÃO DE TESTEMUNHOS - É um dispositivo tubular munido na sua extremidade inferior de uma broca tipo anular e projetada para recuperar, da formação em perfuração, testemunhos sólidos em forma de barra para avaliação por geólogos.

BASKET - FERRAMENTA DE PESCA - É um dispositivo para “pescar’, utilizado para recuperar sucata ou ferramentas partidas do fundo de um poço, tais como roletes de rolamentos ou fragmentos dos cortadores de uma broca partida.

BASKET (CEMENT) - CESTA - É uma cesta de borracha em forma de funil guarnecida com travas acionadas por molas as quais mantêm a borda superior da cesta rente a parede do poço. É utilizada a fim de proteger a formação contra contaminação ou para limitar área de cimentação.

BATHYMETRY - BATIMETRIA - Processo de levantamento das profundidades e de mapeamento topográfico do fundo oceânico.

BATTER - TALUDE - Escarpa, aclives ou declives acentuados no relevo submarino.

BEAN - AFOGADOR - Nome dado a um dispositivo afogador que é utilizado para controlar o fluxo de fluido ou gás sob pressão, através de uma tubulação.

BEDROCK - EMBASAMENTO - Leito de rocha sólida subjacente à cobertura sedimentar que pode ser encontrado durante a perfuração de poços petrolíferos.

BELL DIVING - SINO - Equipamento para transporte de mergulhadores para trabalho ou inspeções visuais sustentado por umbilical.

BELL MOUTHED - EXPANDIDO EM BOCA DE LOBO - Tipo de abertura feita em uma tubulação para se emendar outra.

BELLY HAND - BARRIGUEIRA - Processo utilizado em estimulação de poços. Provoca “inchaços” na formação.

BELLY BUSTER - CHOQUE POR BARRIGUEIRA - Maneira de dar impacto à formação durante o estímulo de um poço.

BENDING TEST - TESTE DE FLEXÃO - Teste de flexão da coluna.

BENTONITE - BENTONITA - É uma argila coloidal composta principalmente por montmorilonita que incha em contato com umidade. A bentonita é a base essencial da maioria das lamas de perfuração e transfere para a lama propriedades tais como o tioxotrópico formador de gel que não é corrosivo, não abrasivo e lubrificante. BENZENE - BENZENO - Líquido incolor derivado do petróleo, de odor característico e agradável, menos denso que a água e imiscível com esta. Se solidifica a 5,4ºC e tem ponto de ebulição a temperatura de 80,1ºC; bastante volátil, produzindo vapores altamente tóxicos e conhecido no comércio, impropriamente, pelo nome de benzol ou benzina; é muito utilizado como solvente de borracha, resinas, gorduras, graxas, etc., e na preparação do fenol, anilina e dos inseticidas BHC e DDT.

BENZENE RING - ANEL BENZÊNICO OU CICLO BENZENO - Forma químico-estrutural do benzeno; maneira como o benzeno se agrupa quimicamente.

BENZINE - BENZINA - Fração da destilação do petróleo constituída essencialmente de hexano e heptano com ponto de ebulição inferior a 85ºC.

BENZOL - BENZOL - Mistura de alcenos usada como solvente industrial.

BIRD CAGE - GAIOLA - Serve para achatar e abrir as pernas ou cordão de um cabo de aço.

BIT - BROCA - Instrumento de várias formas e tipos usado na perfuração de formações.

BIT BALLING - BROCA ESFÉRICA - Broca tipo esférica.

BIT BREAKER - SACA-BROCA - É uma placa montada dentro do recesso da bucha mestre da mesa (ou plataforma) rotativa, permitindo a operação de desaparafusar as brocas de uma coluna de perfuração.

BIT COLLAR - COLAR DE BROCA - É uma tubulação de serviços contínuos utilizada para ligar um trépano à coluna de perfuração. Serve também para aumentar o peso da broca.

BIT SUB - BROCA DE IMERSÃO –

BIT WEIGHT - PESO DA BROCA –

BLACK OIL - ÓLEO CRU - É o óleo recém-saído do poço.

BLANK LINER - LUVA CEGA - É uma luva sem perfurações. Serve para fortalecer algum ponto da coluna de perfuração.

BLEED-OFF - SANGRAR PRESSÃO - É a operação de redução lenta da pressão através de uma válvula de controle.

BLIND RAM - RECALQUE CEGO - Recalques de aço com inserções de borracha montados em um cabeçote de poço para evitar rupturas. Quando estão na posição “fechado”, mantêm o cabeçote do poço fechado de modo semelhante a uma válvula principal.

BLOCK LINE - LINHA DO MOITÃO - Linha de arame (cabo de aço) bobinada no tambor principal de um guincho de tração e, através da polia do guindaste e do moitão móvel, serve para manipulação da coluna de perfuração e outras cargas. O diâmetro do cabo é geralmente entre 29 e 32 mm e poderá ter um núcleo sólido (alma).

BLOW OUT - ESTOURO - Condição de um poço descontrolado devido aos fluidos da formação estourarem na superfície. A causa de um estouro sem controle pode ser sabotagem, falha do equipamento do cabeçote do poço ou do equipamento dentro do poço, descuido da equipe de controle ou por um Ato de Providência. São raros.

BLOW OUT PREVENTER (BOP) - SISTEMA DE SEGURANÇA CONTRA ESTOUROS - É um conjunto de comportas de controle montadas no cabeçote do poço, capazes de ser colocado em volta de uma tubulação de perfuração ou de revestimento e projetado para controlar um poço na situação de descontrole. Os componentes de um conjunto de controle de estouros são fabricados obedecendo aos mais altos padrões e podem, em alguns casos, serem testados até uma pressão de 1.400 kg/cm2.

BLOW UP - EXPLOSÃO - Explosão por causa diversa, geral.

BOARD (FOURBLE) - PLATAFORMA PROVISÓRIA - É uma plataforma montada num guindaste na altura de aproximadamente 27 metros acima do piso para facilitar o manuseio de tubulações de perfuração para dentro e fora do poço.

BOARD (HEAD) - TÁBUA PROTETORA - É uma tábua de proteção sobre a cabeça da posição do perfurador.

BOILERHOUSE - RELATÓRIO FALSO - Emitir um relatório falso sem realmente executar o serviço.

BOLLARD PULL - FORÇA DE TRAÇÃO ESTÁTICA - Expressa em toneladas, define a capacidade de reboque de um arranjo de propulsão (hélices principais ou thruster).

BOOMER - OPERÁRIO MIGRANTE - Termo dado a um operário de campo de petróleo que migra de um campo a outro. É também gíria de campo para um dispositivo usado para apertar as correntes de um caminhão com um carregamento de tubulações ou outro equipamento pesado.

BOOSTER STATION - ESTAÇÃO DE COMPRESSÃO - Local onde os mergulhadores ficam em quarentena para operação de mergulho com a finalidade de se adaptarem à pressão reinante no local de trabalho.

BOREHOLE - PERFURAÇÃO DO POÇO - Conjunto de operações para a perfuração de um poço.

BOREHOLE TELEVIEWER - PERFIL DE IMAGENS DA PAREDE DO POÇO - Registro que fornece imagens das paredes do poço. Estas imagens são resultado da ativação de um transmissor rotativo que emite pulsos localizados de energia acústica de alta freqüência que varrem as paredes do poço. As imagens são o produto das ondas acústicas refletidas.

BOTTOM HOLE CHOKE - REBOCO DAS PAREDES DO POÇO –

BOTTOM HOLE CONTRACT - CONTRATO DE CONCLUSÃO DE POÇO - É um contrato que estipula o pagamento de dinheiro, ou outras considerações, na conclusão de um poço a profundidade pré-determinada.

BOTTOM HOLE DIFFERENTIAL PRESSURE - PRESSÃO DIFERENCIAL DO FUNDO DO POÇO - Em alguns poços, tais como os dos grandes campos de petróleo do Oriente Médio, as pressões diferenciais do fundo do poço podem atingir de 280 a 350 kg/cm2 ou mais. Já em outras áreas, as pressões podem ser insignificantes.

BOTTOM HOLE PRESSURE - PRESSÃO DE FUNDO –

BOTTOM HOLE PRESSURE GAUGE - INDICADOR DE PRESSÃO NO FUNDO –

BOTTOM HOLE SAMPLE - AMOSTRA DO POÇO –

BOTTOM PULL - TRAÇÃO NO FUNDO DO POÇO –

BOTTOM SAMPLER - AMOSTRADOR DE FUNDO -

BOTTOM SETTINGS AND WATER - ASSENTAMENTO DA ÁGUA E DO FUNDO- Quando a água está cristalina, estática, sem turbilhonamento.

BOTTOM TIME - TEMPO DE PERMANÊNCIA NO FUNDO –

BOTTOM TOW - REBOQUE DE FUNDO - Método utilizado no deslocamento de objetos no fundo do mar.

BOUNCE DIVE - LIMITE DO TEMPO DE MERGULHO -

BOWL - ANEL - Pesado anel de aço no qual são colocadas cunhas cônicas para apoiar a coluna de tubulação.

BOWL (CASING) - ANEL - É um dispositivo que suporta o peso da coluna de revestimento para a mesma ser consertada quando danificada.

BOWLINE - NÓ DE IÇAMENTO - É um nó muito utilizado para o içamento de equipamento pesado com o cabo livre (veja CATLINE). A vantagem do nó é que este pode ser facilmente desfeito independentemente do peso colocado.

BOW SHACKLE - MANILHA REDONDA - Manilha com o centro (seio) da “ferradura” bem arredondado. Veja SHACKLE.

BOW THRUSTER - PROPULSOR LATERAL DE PROA - Tipo de propulsor localizado na proa, em um túnel, para aumentar a capacidade de manobra da embarcação.

BRADENHEAD GAS - GÁS DE CABEÇOTE DE REVESTIMENTO - É o gás produzido do petróleo que surge entre o tubo de produção e o de revestimento.

BRAKE HINGE - JUNTA DE FREIO -

BRAKE HORSE POWER (BHP) - POTÊNCIA EFETIVA - O valor representa somente a saída do motor principal e não deve incluir a potência de saída de qualquer outra máquina de bordo. É a saída A da norma DIN 6270.

BRASS RUNNING NIPPLE - NIPPLE DE PROTEÇÃO - É uma peça (ou tampão) utilizada para proteger as roscas do equipamento durante a operação de retirada das varetas da bomba embutida. É fabricada em metal não-ferroso (cobre, latão, alumínio, etc.) para evitar faíscas do contato das varetas. BREAKING DOWN - DESMONTAGEM - É a operação de desaparafusar uma coluna de perfuração em suas seções individuais quando um poço foi completado (concluído) e a coluna de perfuração é retirada pela última vez.

BREAK OUT - DESMONTAGEM - É a operação de desaparafusar seções individuais de uma coluna de perfuração.

BRIDGE - OBSTRUÇÃO - É uma obstrução em um poço devido ao desabamento da formação ou a presença de um “peixe”(ferramenta ou sucata perdida no poço).

BRIDGE PLUG - CONJUNTO VEDADOR - É um conjunto de vedadores ou obstruidores com cunhas cônicas e uma luva de borracha vedante. É colocado no poço para isolar uma zona produtiva dentro do poço, a fim de testar a zona a um nível mais alto.

BRIDGING MATERIAL - MATERIAL VEDANTE - Material fibroso que é adicionado à lama para vedar uma formação que perde lama circulante. Para esta finalidade, todo tipo de material é utilizado, tal como: sementes de algodão, feno cortado, folhas de palmeira cortadas, tiras de celofane, serragem, tecido rasgado, sacos, etc.

BRIDLE - CABRESTEIRA - Arranjo de reboque composto de duas pernas de cabo de aço ou amarra, mais pendentes, que partem de extremidades opostas do objeto a ser rebocado, unidas pela placa triangular. Veja MONKEY FACE.

BRING IN - ESTIMULAÇÃO - É o processo de fazer com que o fluido (óleo) possa fluir da formação para dentro da perfuração do poço.

BRUCKER SURVIVAL CAPSULE - CÁPSULA DE SALVAMENTO - De formato circular, substitui a baleeira nas fainas de abandono.

BULLDOG GRIP - GRAMPO FORTE - Grampo (clip) de grandes dimensões, para uso em cabo de aço de 40 mm de diâmetro ou mais.

BULL ROPE - CABO - É um cabo sem fim usado em uma operação de perfuração com broca tipo formão, suspensa por um cabo de aço, para acionar o conjunto do tambor de içamento usado na perfuração a cabo.

BULL WHEEL - GUIA - É o conjunto do tambor de içamento usado na operação de perfuração com broca tipo formão.

BUMPER JAR / BUMPER SUB - AMORTECEDORES DE FUNDO -

BUOY - BÓIA - Veja MONOBUOY.

BURNING - QUEIMA - Queima controlada do gás; poço produzindo em condições normais; verificado por meio dos queimadores de teste.

BURNOUT TEST - TESTE DE SEGURANÇA DA QUEIMA DO GÁS - Teste usado preliminarmente a fim de serem verificadas as condições de segurança do poço, antes de sua produção normal.

BUSHING - BUCHA - São inserções de aço colocadas na plataforma (ou mesa) rotativa para acomodar a bucha da tubulação de apoio e acionamento da coluna de perfuração.

BUTTERFLY VALVE - VÁLVULA BORBOLETA - Tipo de válvula utilizada em redes para o controle do fluxo de fluidos, geralmente colocada na extremidade do mangote flutuante que vai para o navio-tanque

BY-PASS - TUBULAÇÃO OU CONEXÃO DE DESVIO - Geralmente se refere a uma tubulação de desvio que redireciona a operação da válvula ou outro mecanismo de controle. É instalada para permitir o fluxo do líquido enquanto são executados ajustes ou reposições das peças do equipamento de controle

Letra C

CABLE LIFTER - COROA DE BARBOTIN - Conhecido somente por coroa. Acessório de um guincho de reboque e manuseio de âncoras para trabalhos com amarras (correntes).

CABLE TOOL BIT - BROCA TIPO FORMÃO - Broca tipo formão usada na operação de pulverização da rocha para posterior remoção pelo bailer. Veja BAILER.

CABLE TOOL DRILLING - PERFURAÇÃO A CABO - É a operação de pulverizar a rocha dura com broca tipo formão para posterior remoção pelo bailer (veja BAILER). A perfuração a cabo é um método muito lento mais usado para poços artesianos.

CAISSONS - CAIXÕES FLUTUANTES - De pressão ou pneumáticos; normalmente são pernas (legs) cilíndricas suportadas por flutuadores submersos e que sustentam a unidade de perfuração do tipo “coluna estabilizada” , submersível ou semi-submersível, interligadas por braços tubulares. Internamente são tanques de lastro utilizados para manobras de imersão e emersão, a fim de manter o calado de perfuração (drilling draft), o adriçamento e a estabilidade da plataforma.

CAISSON DISEASE - ACIDENTE DE DESCOMPRESSÃO - Acidente que ocorre em súbitas emersões nas fainas de mergulho.

CAKE (MUD) - SEDIMENTAÇÃO - É o depósito de resíduos sólidos da lama de perfuração que se ergue na parede do poço oposta de uma formação porosa devido a transparência da água da lama para a formação. A formação porosa age como elemento filtrante. Essa condição poderá causar sérias complicações, podendo dificultar a retirada da broca do poço.

CALF-LINE - COLO DE ARAME - Cabo de aço usado para baixar a tubulação de revestimento dentro do poço durante a operação de pulverização da rocha.

CALF WHEEL - TAMBOR DE IÇAMENTO - Tambor de içamento em uma armação de pulverização da rocha por onde se manipula o cabo de aço.

CALLIPER LOG - PERFIL DE DIÂMETRO DO POÇO - É o registro do diâmetro do poço.

CALL-BACK MARKER - MARCADOR DE RETORNO - Instrumento que informa dados geológicos e químicos da formação.

CANTILEVER MAST - MASTRO DE REBATER - Mastro de embarcações que pode ser rebatido para permitir a passagem sob estruturas tais como pontes, etc.

CAP - TAMPA / COBERTURA - Estrutura adicional que tem a finalidade de proteger quadros e unidades eletro-pneumáticas que são montadas a céu aberto.

CAPITAL STRING - BARRA DE PRODUÇÃO - Comandos tubulares fixos e permanentes utilizados para conduzir óleo ou gás do poço para as unidades. CAPPED - ENVOLVIMENTO - Maneira pela qual uma estrutura deficiente é reforçada após o seu desgaste.

CAPPING DEAD - PASSAGEM FINAL - Último reforço passado com solda em estruturas emendadas.

CAP ROCK - ROCHA CAPEADORA, SELANTE - É uma camada de rocha impermeável sobreposta ao reservatório de petróleo ou gás que impede a migração dos fluidos.

CAPSTAN - CABRESTANTE - Guincho auxiliar para manobras, localizado nas laterais do convés da embarcação, na parte de ré, com saia vertical.

CARDAN JOINT - JUNTA CARDAN - Junta que permite o movimento helicoidal entre dois eixos.

CARGO BILL - MANIFESTO DE CARGA - Forma simplificada da Bill of Lading (BL). Usa-se, no Brasil, a denominação Guia de Embarque de Material - GEM, acompanhando modelo da Petrobrás.

CARGO NET - REDE DE CARGA - Chamada de “ estropo de rede”, trata-se de uma rede quadrada, aproximadamente 2,5 x 2,5 m, malha de aproximadamente 15 cm, com uma alça em cada extremidade de sua área quadrada, que vai ao gato de carga, servindo para transporte de tambores e outras cargas sem ponto de apoio para lingadas comuns.

CARNALLITE - CARNALITA - Material ortorrômbico da seqüência evaporítica, é um cloreto natural hidratado de magnésio e potássio (KMgCl3.6H2O) que ocorre comumente em forma de massas deliqüescentes (que se dissolvem), de cor branca ou avermelhada, sendo utilizado principalmente como fonte de potássio.

CARPENTER STOPPER - ESTROPO CARPENTER - Tipo de boça mecânica usada para a fixação provisória de uma amarra.

CASING - REVESTIMENTO - Tubulação de aço utilizada para revestir um poço após o término da operação de perfuração.

CASING CLAMP - ABRAÇADEIRA - É uma abraçadeira que se acomoda ao redor da tubulação de revestimento quando essa é colocada ou retirada do poço.

CASING COLLAR - COLAR DE REVESTIMENTO - É um colar aparafusado a uma seção de tubulação para uni-la à próxima seção a ser colocada.

CASING CUTTER - CORTADOR DE REVESTIMENTO - É um dispositivo acionado pela coluna de perfuração que possui cortadores temperados controlados por pressão do fluido. Utilizado para cortar através da coluna de revestimento.

CASING HANGER - SUSPENSÃO DO REVESTIMENTO - Ato ou efeito ocorrido durante a fixação do revestimento.

CASING HEAD - CABEÇA OU TOPO DO REVESTIMENTO - Parte superior da tubulação de revestimento.

CASING LINE - CABO DO REVESTIMENTO - É um cabo de aço usado na armação da plataforma de perfuração de broca tipo formão para abaixar uma coluna de revestimento. Também conhecido como CALF- LINE.

CASING MILL - FRESADORA DE REVESTIMENTO - Equipamento utilizado para fresar (fazer ranhuras) o revestimento.

CASING PATCH - REMENDO OU EMENDA DO REVESTIMENTO - CASING PERFORATOR - PERFURADOR DE REVESTIMENTO - É um dispositivo para fazer perfurações em uma coluna de revestimento no lado oposto a uma zona de petróleo, permitindo a produção fluir para dentro do revestimento.

CASING POINT (C.P.) - PONTO DE REVESTIMENTO - Se refere ao ponto do revestimento pelo qual é executada a cimentação através de perfurações existentes na coluna.

CASING PRESSURE - PRESSÃO DO REVESTIMENTO - Pressão de gás que se cria entre uma coluna de revestimento e uma coluna de tubulação.

CASING PROGRAMME - PROGRAMAÇÃO DE REVESTIMENTO - Previsão da quantidade de tubulação que deverá ser utilizada para revestir o poço.

CASING PROTECTOR - PROTETOR DO REVESTIMENTO - Luva de borracha colocada na coluna de perfuração para reduzir o desgaste da mesma dentro da coluna de revestimento e das uniões das seções.

CASING PUMP - BOMBA DE BALANCIM - Bomba colocada dentro do poço para aspirar um poço que não flui. Essa bomba é colocada dentro do revestimento na coluna de petróleo e poderá ser acionada por um motor elétrico ou, mais comumente, por varetas de aspiração (coluna de varetas) que são acionadas por uma bomba de balancim instalada acima do cabeçote do poço. Esse tipo de bomba requer pouca manutenção.

CASING RACK - PRATELEIRA - É uma prateleira feita de tubos de aço e localizada fora do piso da torre de perfuração onde são estocadas as seções de tubulação antes de sua colocação no poço.

CASING RAMP - RAMPA DE ACESSO - É um elevado ou rampa de acesso, de aço ou madeira, da prateleira ao piso da torre de perfuração para facilitar, quando se faz necessário, o suprimento ou retirada de seções de tubulação do revestimento.

CASING SHOE - SAPATA DE PROTEÇÃO - Pesada seção de tubo de aço, montada na extremidade inferior de uma coluna de revestimento para, para proteger esta extremidade contra danos durante a operação de descida.

CASING SPEAR - LANÇA DE RECUPERAÇÃO - É uma ferramenta de “pesca” de objetos perdidos no poço que pode ser colocada dentro de uma coluna de revestimento para recuperar uma coluna desprendida, ou para situações semelhantes.

CASING STRING - COLUNA DE REVESTIMENTO - É o termo usado para a coluna de tubulação de aço que reveste um poço, após a perfuração, e feita de seções de tubulação aparafusadas com 6 a 9 m de comprimento. Um poço fundo pode possuir cinco ou mais colunas de revestimento cimentadas em posição. O projeto de um programa de revestimento é um dos aspectos mais importantes, afetando a perfuração e a conclusão (completação) de um poço e requer conhecimentos profundos de geologia e engenharia. O diâmetro do revestimento varia, decrescendo conforme a profundidade atingida.

CASING TESTER - TESTADOR DE REVESTIMENTO - É um dispositivo de vedação utilizado para localizar vazamentos na coluna de revestimento.

CASING TONGS - TENAZES PARA REVESTIMENTO - São tenazes de trabalho contínuo do tipo ajustável que, suspensas na torre de perfuração, são utilizadas para apertar juntas, quando da colocação do revestimento.

CATALYST - CATALISADOR - Equipamento utilizado com a finalidade de reduzir o índice de poluição.

CATCHER SUB - CONEXÃO SUBMARINA - Tipo de conexão utilizada em equipamentos submersos.

CATCHING LINE - LAÇO DE BÓIA - Cabo para laçar (capturar) bóia, com duas pernas e pequena seção intermediária de corrente. CATCHING SAMPLES - RECUPERAÇÃO DE AMOSTRAS - Informações geológicas são obtidas pelo estudo e análise de amostras da formação sendo penetrada pela broca. Um membro da equipe de perfuração obtém essas amostras diretamente da lama circulante quando esta regressa do poço. As amostras são lavadas, secas e precisamente registradas e etiquetadas, apresentando o número do poço, a profundidade de recolhimento, etc.

CATHEAD - TAMBOR EXTERIOR - É o tambor exterior no eixo do tambor de um guincho utilizado para manipular um cabo que puxa tubulações, ou acionar as tenazes de revestimento nas operações de suprimento ou devolução de seções de tubulação.

CATHODIC PROTECTION - PROTEÇÃO CATÓDICA - Prevenção da eletrólise ou ferrugem em estruturas submersas pela colocação de anodos de zinco ou corrente impressa.

CATLINE - CABO DE IÇAMENTO - É um cabo, ou combinação de cabo com arame, operado do tambor exterior e utilizado para o içamento de equipamento ao piso da torre de perfuração.

CATWALK - RAMPA - É uma rampa ligando o piso de uma plataforma de perfuração à prateleira de estocagem de tubulações proporcionando um meio de manipulação das seções de tubulação para o piso da torre (guindaste).

CAVING - DESABAMENTO - Condição em que a formação de uma parede do poço desaba dentro do mesmo.

CAVITY - ALARGAMENTO - Alargamento de um poço devido ao desabamento ou à ação de lixiviação de uma formação macia.

CELLAR - ESCAVAÇÃO - Escavação abaixo do piso da torre que proporciona espaço para itens de equipamento no cabeçote do poço. Serve também como vala para a coleta de águas pluviais ou outros líquidos que posteriormente serão removidos.

CELLAR DECK - CONVÉS DO APARATO DE SUBMERSÃO - Localizado na parte inferior da estrutura da plataforma fixa.

CEMENT - CIMENTO - Material utilizado na cimentação da coluna do poço.

CEMENT BOND LOG - PERFIL DE CIMENTAÇÃO - Registro elétrico da presença de cimento entre a parede do poço e o revestimento e da qualidade de aderência do mesmo ao revestimento e à parede do poço.

CEMENT HEAD - CABEÇA DE CIMENTO - Cabeçote removível montado na extremidade superior de uma coluna de revestimento para facilitar o trabalho de cimentação.

CEMENT HOPPER - TREMONHA DE CIMENTO - É uma tremonha em forma de funil para cimento seco, guarnecida na sua base de uma boca de jato através da qual a água é injetada sob alta pressão para formar um cimento pastoso, para fins de cimentação de uma coluna de revestimento ou colocação de um plug (vedador) de cimento.

CEMENT JOB, CEMENTING - CIMENTAÇÃO - É a operação de cimentação de uma coluna de revestimento no poço ou a colocação de um plug (vedador) de cimento.

CEMENT PLUG - VEDADOR DE CIMENTO - O termo plug de cimento é usado para a coluna de cimento que é colocada na perfuração de um poço por várias razões. O plug pode ser de apenas alguns pés de comprimento ou pode se estender a milhares. Também é utilizado na vedação de uma área no fundo do poço (plug back) que desviou do vertical a fim de reperfurar no ângulo correto de desvio. Plugs também são usados para a vedação de zonas de formação porosa que permitem a perda de lama de perfuração ou a contaminação de reservatório de água potável. CEMENT SQUEEZE - CIMENTAÇÃO A PRESSÃO - É a operação de forçar o cimento pastoso para dentro de uma formação com o auxílio de bombas de alta pressão. O termo se aplica quando o cimento é bombeado com pressão superior àquela normalmente usada. Essas pressões dependem do ponto de ruptura das tubulações mas giram em torno de 352 Kg/cm2.

CENTRALIZER - CENTRALIZADOR - É um acessório colocado sobre uma tubulação para mantê-la centralizada no poço, a fim de que possa ser feita uma luva uniforme de cimento ao redor da tubulação de revestimento.

CETANO - CETANO - Hidrocarboneto sólido, saturado, escamado, branco, brilhante. Fórm. (C16H34).

CETANE NUMBER - ÍNDICE CETANO - À semelhança do índice Diesel, é um índice utilizado para determinar-se, em um motor diesel padrão, a qualidade da ignição do combustível, comparando-o a misturas- padrão de índices de cetano conhecidos. Esse ensaio não é exigido no Brasil, onde a qualidade da ignição é controlada pelo índice Diesel.

CHAFING CHAIN - BOÇA DE AMARRA - Pedaço de corrente com aproximadamente 12 elos de 2 1/4” x 3 m, normalmente chamado de pendente de amarra.

CHAIN - AMARRA - Corrente que, unida à âncora, auxilia no posicionamento da unidade ou embarcação.

CHAIN BARREL HOOKS - ESTROPO DE CORRENTE COM GATOS - Estropo de corrente com ganchos de encaixe nos tambores de 200 litros, para movimentação dos mesmos.

CHAIN LOCKER - PAIOL DE AMARRA - Nome dado ao compartimento especial localizado abaixo da plataforma do guincho de embarcações de reboque e manuseio de âncoras, e nas pernas das unidades, com a finalidade de receber a amarra de âncora.

CHANNELLING - CANALIZAÇÃO - É uma operação na condição em que o cimento em torno da coluna de revestimento não é uniforme, permitindo ao gás ou fluido escaparem para a superfície. Essa condição em casos extremos, pode ser remediada pela cimentação a alta pressão dentro do espaço anular.

CHARTER - AFRETADOR - Pessoa que se propõe, física ou juridicamente, a alugar navios ou plataformas através de contratos.

CHASER - PESCADOR - Equipamento utilizado para pescar uma amarra ou cabo de âncora. Pode ser do tipo permanente (fechado), se correr pelo comprimento do cabo ou amarra até alcançar a âncora pelo seu manuseio por uma embarcação, ou do tipo aberto (uma ou mais patas do tipo garatéia) que, conectado a um pendente e ao cabo de manuseio de um rebocador, pode encontrar o cabo ou amarra da âncora da plataforma para recuperá-la. Esse sistema é empregado para ganho de tempo ou quando o pendente da bóia de âncora (sistema convencional) parte.

CHASER PENNANT - PENDENTE DO CHASER - Trecho de cabo de aço para suportar os desgastes da movimentação durante a pescaria.

CHASER RING - PESCADOR PERMANENTE - Pescador do tipo anel que é colocado ao redor do cabo de âncora. Existem pescadores preparados também para amarra.

CHASING BACK TO THE RIG - CORRER O PESCADOR DE VOLTA - É a operação de devolver o pescador para a plataforma através do seu pendente.

CHEATER - CABO AUXILIAR - É uma seção de tubulação colocada por cima do cabo de uma chave para dar maior fulcro (apoio).

CHECK VALVE - VÁLVULA DE INSPEÇÃO - Válvula reguladora ou retentora para controle do fluxo em uma coluna ou piano de válvulas. CHEMICAL CUTTER - CORTADOR QUÍMICO - Equipamento de corte que utiliza combinação química para o corte de materiais diversos.

CHEMICAL PERFORATING - PERFURAÇÃO QUÍMICA - É o método de perfuração com o emprego de produtos químicos com a finalidade de impedir o desmoronamento da formação, servindo também para equalizar as pressões do poço impedindo o seu descontrole.

CHERRYPICKING - GUINDASTE AUXILIAR - Guindaste auxiliar de controle remoto na própria cesta de transporte da carga. Utilizado geralmente para serviços externos na popa da embarcação.

CHERT - SÍLEX - É um composto de sílica criptocristalina ou microcristalina, dura, densa e resistente, que ocorre sob forma de nódulos e/ou concreções. É a rocha mais difícil de ser perfurada.

CHERT CLAUSE - CLÁUSULA DO SÍLEX - É uma cláusula em um contrato de perfuração que estipula que as taxas contratuais normais não se aplicam caso as formações de sílex sejam encontradas.

CHOKE - RESTRINGIDOR - É um dispositivo de orifício de aço colocado em uma tubulação de fluxo do poço para restringir a velocidade do fluxo.

CHOKE MANIFOLD - ESTRANGULADOR DO JOGO DE VÁLVULA - Comando que permite bilateralmente a interrupção instantânea do fluxo de fluido em uma rede.

CHRISTMAS TREE - ÁRVORE DE NATAL - É um conjunto de acessórios e válvulas num revestimento final para controlar a velocidade de produção de petróleo.

CIRCULATING HEAD - CABEÇA DE CIRCULAÇÃO - É um acessório tipo um tornel (giratório) que é aparafusado a uma coluna de tubulação, de perfuração ou revestimento, a fim de permitir o bombeio de lama ou fluido circulante dentro da tubulação enquanto que, simultaneamente, permite à tubulação ser girada, abaixada ou elevada.

CIRCULATION - CIRCULAÇÃO - Operação de fazer com que um fluido circule em um comando de perfuração.

CIRCULATION RATE - INTENSIDADE DE CIRCULAÇÃO - Velocidade com que a lama ou o fluido circula pela coluna de perfuração.

CIRCULATION TIME - TEMPO DE CIRCULAÇÃO - Tempo que o fluido leva para completar a viagem de ida e volta (round trip).

CLAW - GARRA / UNHA - Peça usada para calçar estruturas.

CLAY - ARGILA - Material sedimentar plástico constituído por partículas de granulometria muito fina (< 0,074 mm), comumente encontrada em formações.

CLEAN OUT - LIMPEZA E REPARO - É a operação de limpeza e/ou reparo em um poço de petróleo. A necessidade dessa operação pode surgir devido à deterioração de uma formação ou pelo entupimento provocado pela cera (parafina) na tubulação de um poço produtivo de petróleo com alto índice de parafina.

CLOSED SPELTER SOCKET - SOQUETE DE SEÇÕES FECHADO - Soquete usado em conexões de amarras e/ou cabos (arames) composto por duas seções e trava atuando como malhete.

CLOSE IN - FECHAMENTO PROVISÓRIO - Quando um poço é capaz de produzir petróleo ou gás mas está temporariamente fechado no cabeçote do poço.

CLOSE IN PRESSURE - PRESSÃO DE PARALISAÇÃO - É a pressão no cabeçote de um poço que provoca o fechamento de todas as válvulas de produção. COFLEXIP - TUBO FLEXÍVEL - Veja FLEXIBLE HOSE.

COLLAR (BIT) - COLAR DE BROCA - Tubulação de trabalho contínuo usada para ligar uma broca tipo cônica à coluna da perfuração.

COLLOIDAL FRACTION - FRAÇÃO COLOIDAL - Fração relativa aos colóides; estado de subdivisão das partículas da fase dispersa (micelas) de um colóide; parte de uma substância que não se cristaliza, ou só se cristaliza muito dificilmente e que, em dissolução, se difunde com extrema lentidão.

COLUMN STABILIZED DRILLING UNITS - PLATAFORMA DE PERFURAÇÃO TIPO COLUNA ESTABILIZADA - São plataformas contidas e suportadas, quer seja por cascos submersos através de colunas quer por flutuadores, que podem ou não possuir sapatas. As perfurações podem ser executadas com a plataforma flutuando (plataforma semi-submersível) ou apoiada no leito do oceano. Este termo está em desuso sendo substituído por Plataforma Auto-Elevatória (Jack-up).

COME IN - INVASÃO - Condição em que o fluido ou gás entra no poço oriundo da formação.

COME OUT OF THE HOLE - RETIRADA - Retirada da coluna de perfuração do poço.

COMMERCIAL CLAY - ARGILA COMERCIAL - Tipo de material com estrutura geológica rentável economicamente para aplicação e fabricação de fluidos de lubrificação em processo de perfuração de poços.

COMMERCIAL PRODUCTION - PRODUÇÃO COMERCIAL - Capacidade de produção que mostrará um lucro financeiro. Obviamente, um poço perfurado em uma área cara, tal como a plataforma continental, deserto ou selva remota, deverá produzir um maior volume de petróleo para ser considerado comercialmente produtivo, o que não acontece com o perfurado em uma área povoada. Nesse último caso, alguns barris por dia (+/- 100 b/d) podem ser suficientes enquanto que poços na plataforma continental, Mar do Norte ou áreas do Oriente Médio, teriam que produzir alguns milhares de barris por dia para serem considerados comercialmente produtivos. O valor da produção comercial é julgado sobre a capacidade de um campo e não de um poço e é avaliado sobre os resultados de diversos poços.

COMMERCIAL WELL - POÇO RENTÁVEL - Poço com produção economicamente viável.

COMMON LINK - ELO COMUM - Utilizado na amarra para sua formação propriamente dita.

COMPLETION - CONCLUSÃO - Refere-se à instalação de equipamento permanente para a produção de petróleo ou gás.

COMPLIANT PLATFORM - PLATAFORMA OSCILANTE - Estrutura em forma de estrela, presa em uma suspensão cardam, que lhe permite movimentos oscilatórios.

CONCAVE MILL - FRESADOR CÔNCAVO - Acessório para fresar a coluna de revestimento.

CONCESSION - CONCESSÃO - Ato de conceder a exploração de determinada região.

CONCESSION CRUDE - CONCESSÃO PARA EXPLORAÇÃO DE PETRÓLEO CRU -

CONDUCTOR - CONDUTOR - Tubulação de longo comprimento que se estende por baixo da plataforma (mesa) rotativa ao ponto de partida do poço e que proporciona meio de retorno ao fluido circulante da lama durante seu percurso de volta ao poço.

CONDUCTOR PIPE - TUBULAÇÃO DE ESTEIO - É uma seção curta de tubulação de revestimento de grande diâmetro, usada em canteiros de terrenos pantanosos, ou outra condição semelhante, que serve para manter aberta a extremidade superior da perfuração do poço. Sua função principal é proporcionar meio para o regresso da lama circulante ao tanque ou cova de estocagem (ou recirculação). CONE BIT - BROCA CÔNICA - Tipo de broca para rocha possuindo cortadores cônicos montados sobre rolamentos. Esse tipo de broca é usado normalmente em uma operação de perfuração rotativa.

CONE PENETROMETER - PENETRÔMETRO - Medidor de penetração; instrumento para testar a dureza de sólidos relativamente plásticos; instrumento destinado a determinar o poder de penetração do raio-X.

CONNATE WATER - ÁGUA SINERGÉTICA - Líquido gerado simultaneamente com outras substâncias, conatural, durante as perfurações. Veja WATER (CONNATE).

CONNECTION - CONEXÃO - É a união de duas seções de tubulação.

CONSISTOMETER - CONSISTÔMETRO - Sonda de consistência; instrumento destinado a determinar a consistência de substâncias semi-fluidas ou plásticas.

CONSTRUCTION BARGE - BALSA PARA CONSTRUÇÃO - Balsa, geralmente dotada de guindaste de alta capacidade, empregada no auxílio a montagem de estruturas no mar.

CONSTRUCTION SITE - ÁREA DE CONSTRUÇÃO - Área da plataforma destinada à operação da oficina em geral.

CONTIGUOUS ZONE - ZONA CONTÍGUA - 1 - Zona de interseção entre regiões produtoras; 2 - Segundo o decreto-lei 8.617, de 04/01/93, é a faixa oceânica que se estende das doze às vinte e quatro milhas marítimas, contadas a partir das linhas de base que servem para medir a largura do mar territorial.

CONTINENTAL MARGIN - MARGEM CONTINENTAL - É uma das unidades fundamentais da fisiografia dos oceanos (as demais são a Bacia Oceânica e a Cordilheira Meso-Oceânica). De terra para o mar, são três as suas principais províncias, que se caracterizam por relevos e ranges de profundidades distintas: Plataforma Continental, Talude Continental e Elevação ou Sopé Continental.

CONTINENTAL RISE - ELEVAÇÃO / SOPÉ CONTINENTAL - Porção mais ao largo da Margem Continental, justaposta ao “pé do Talude ( foot of slope) e que, nas profundezas, faz fronteira com a planície abissal. Suas profundidades variam de 1.500 a 4.000 m, com gradientes batimétricos médios em torno de 1:150.

CONTINENTAL SHELF - PLATAFORMA CONTINENTAL - Província fisiográfica da Margem Continental que pode ser considerada como um prolongamento do continente, possuindo uma configuração razoavelmente plana, suavemente inclinada mar adentro (gradientes batimétricos inferiores a 1:1.000). Seu limite externo é a quebra da plataforma (comumente em torno de 200 m de profundidade), a partir de onde começa o Talude Continental. Obs.: Se usado com conotação jurídica, o termo “Plataforma Continental” pode englobar outras províncias da Margem Continental (ou parte destas).

CONTINENTAL SLOPE - TALUDE CONTINENTAL - Província fisiográfica da Margem Continental que separa a Plataforma Continental da Elevação Continental. Começa logo após a quebra da plataforma (em torno de -200 m), com a ocorrência de elevadas declividades (gradientes batimétricos maiores que 1:40), podendo estender-se além dos 3.000 m de profundidade. Seu limite ao largo é o pé do talude (foot of slope).

CONTROL ROOM - SALA DE CONTROLE - Local da plataforma destinado ao controle geral dos equipamentos e estabilidade da mesma.

CONTROL UMBILICAL - UMBILICAL DE CONTROLE - Umbilical de controle instalado entre o preventor de estouros (BOP) e a árvore molhada para controle das válvulas.

CONTROLLABLE PITCH PROPELLER - HÉLICE DE PASSO CONTROLÁVEL - Tipo de hélice que propicia respostas rápidas no sentido de deslocamento da embarcação, (avante e a ré) sem a necessidade da reversão do sentido de rotação do eixo propulsor, pois as pás giram em seu eixo alterando assim o ângulo de ataque. COORDINATE SURVEY - ESTUDO COORDENADO - Estudo, levantamento, vistoria ou inspeção coordenados.

CORE - ALMA - Cabo central de um outro, torcido ou trançado.

CORE - TESTEMUNHO - É uma amostra de rocha sólida (testemunho) da formação que está sendo perfurada, recolhida através de um trépano para este fim.

CORE ANALYSIS - ANÁLISE DO TESTEMUNHO - Análise geológica da amostra de rocha colhida da formação em exploração.

CORE BIT - BROCA PARA RECUPERAÇÃO DE TESTEMUNHOS - Broca tipo anular, para recuperação de testemunhos, que é aparafusada na extremidade inferior de um trépano para este fim e corta a formação no formato de barra cilíndrica sendo a amostra sustentada pelo anel de retenção.

CORE CATCHER - RETENTOR DE TESTEMUNHOS - É um anel ou acessório munido de dedos acionados por molas, localizado na extremidade inferior de um saca-testemunhos, proporcionando meios para a retenção do testemunho em seu interior.

CORING (SIDE WALLS) - TESTEMUNHOS DA PAREDE DO POÇO - Testemunhos recuperados das paredes do poço já perfurado pela utilização de um dispositivo hidráulico ou tipo pistola, que força pequenos retentores de testemunhos dentro da parede e assim, durante a retirada da ferramenta do poço, são obtidas amostras para exame.

CORROSION FATIGUE - CORROSÃO POR FADIGA - Desgaste que a capa da broca sofre após sua utilização constante. Esta capa é a proteção temperada do aço que favorece, com sua perda, ao desgaste químico do mesmo.

CORROSION RATIO - POTENCIAL DE CORROSÃO - Velocidade de atuação da eletrólise em estruturas sem a proteção catódica.

COUNTER FLUSH - CIRCULAÇÃO INVERSA - É a segunda etapa da circulação do fluido na coluna de perfuração que tem também a função de limpeza.

CRACKING - FRACIONAMENTO - Processo que ocorre por aquecimento, na presença de catalisadores, a que são submetidas as frações mais pesadas do petróleo, onde as moléculas maiores são decompostas, originando moléculas menores, utilizado no refino do petróleo, produzindo os alcenos.

CRADLE - BERÇO - Local de permanência da âncora da unidade (sonda, embarcação, balsa, etc.) quando não está sendo usada.

CRANE BARGE - BALSA GUINDASTE - Tipo de embarcação que possui guindaste com grande capacidade de sustentação para movimentação de cargas e/ou estruturas.

CRASH RAIL - LIMITADOR DE CURSO - Veja HORSE BAR.

CRASH VALVE - LIGEIRA ABERTURA DE VÁLVULA - É o ato de abrir uma válvula ligeiramente, permitindo um pequeno fluxo de fluido.

CRATER - CRATERA - Termo que significa que o poço está desabando. É, às vezes, o resultado de um estouro de poço, durante o qual a terra na superfície que cerca o poço, desaba no enorme buraco deixado pela força violenta da fuga do gás, petróleo e água. Essa cratera, às vezes, cobre uma área de vários hectares e atinge uma profundidade de mais de cem metros. O termo também se aplica a qualquer acidente pessoal ou de equipamento.

CRITICAL PATH ANALYSIS - ANÁLISE DO CAMINHO CRÍTICO - Estudo realizado pela equipe de perfuração quando se intercepta uma formação com grande possibilidade de explosão.

CRITICAL PERIODS FORECASTING - PREVISÃO DOS PERÍODOS CRÍTICOS - Previsão feita para se evitar a subida brusca de pressões de gases venenosos e inflamáveis da formação.

CROSS-OVER - EXTENSÃO PARA FUNDEIO - É a adaptação, em uma plataforma semi-submersível, do seu sistema de fundeio para maiores profundidades. Originalmente a unidade possui cabos de aço nas âncoras, para fundeio em até 400 m de profundidade. A operação de “extensão para fundeio”, é acrescentar comprimento de amarra (corrente), normalmente de 3”, que a capacite a profundidades de até 900 m de lâmina d’água.

CROSSOVER SUB - REDUÇÃO TRANSVERSAL - Peça utilizada para a união de tubos (risers) pelo interior dos quais passa a sonda.

CROWN BLOCK - CAVALETE PORTA-POLIAS - É o conjunto de polias no topo da torre de sondagem, ou mastro, que acomoda os cabos de içamento do tambor do guincho ao moitão móvel (corrediço).

CROWN PENNANT - PENDENTE DE ÂNCORA - Nome dado à seção de cabo de aço, geralmente com 50 metros, conectada por manilha à cruz da âncora (parte inferior).

CRUDE OIL - PETRÓLEO BRUTO - Petróleo da formação em estado bruto. As propriedades do petróleo bruto dos diferentes campos variam consideravelmente dependendo basicamente das condições geológicas da formação de origem.

CRYOGENIC TANK - TANQUE CRIOGÊNICO - Tanque especial para armazenamento de nitrogênio líquido usado na estimulação de poços, ou também para armazenamento de outras substâncias, normalmente líquidas, que necessitam de temperaturas muito baixas, iguais ou inferiores a -100ºC, para permanecerem em seu estado físico operacional.

CURRENT LOG - CORRENTÓGRAFO - Registrador da velocidade da corrente marinha.

CURRENT METER - CORRENTÔMETRO - Indicador de velocidade e direção da corrente.

CUT OIL - PETRÓLEO MOLHADO - Petróleo que contém água; também chamado de wet oil (petróleo molhado ou contaminado).

CUTTINGS - APARAS - Aparas da formação sob ataque pela broca que voltam à superfície na lama circulante, sendo separadas na peneira oscilante. Pelo exame das aparas o geólogo obtém informações sobre a formação que está sendo penetrada e prepara o seu registro.

CYCLANE - CICLANO - Hidrocarboneto saturado, cíclico, cujos átomos de carbono do ciclo se unem por laços simples, como por exemplo, o ciclohexano e o ciclopentano.

CYCLE - CICLO - Denominação química do anel de átomos que constituem a estrutura de muitos compostos.

CYCLE ALKANE - CICLO ALCANO - Veja CYCLEPARAFFINS.

CYCLE ALKENE - CICLO ALQUENO - Ciclo alceno; ciclolepina; hidrocarboneto cíclico que contém um anel insaturado; qualquer hidrocarboneto de fórmula (Cn H2n - 2) que contenha apenas uma ligação dupla no anel; hidrocarboneto cíclico; saturado, obtido sinteticamente em forma de gás altamente inflamável.

CYCLEBUTANE - CICLOBUTANO - Gás incolor e inflamável existente em diversos tipos de petróleo, usado principalmente como combustível, e também como propelente. CYCLEHEXANE - CICLOHEXANO - Hidrocarboneto cíclico, saturado, na forma de líquido incolor, encontrado em certos tipos de petróleo bruto e produzido também sinteticamente pela hidrogenação do benzeno; usado como solvente e na síntese orgânica, especialmente na preparação do ácido adípico, produzindo também cetona líquida por oxidação.

CYCLEPENTANE - CICLOPENTANO - Hidrocarboneto cíclico, saturado, na forma de líquido inflamável, encontrado em diversos tipos de petróleo bruto.

CYCLEPARAFFINS - CICLOPARAFINA - Ciclo alcano; ciclonafteno; qualquer hidrocarboneto cíclico saturado da fórmula geral (Cn H2n) que, contrastando com as parafinas, tem um anel de carbono; a série começa com o ciclopropano, ciclobutano e ciclopentano; derivado alcoólico de um desses hidrocarbonetos.

CYCLEPROPANE - CICLOPROPANO - Hidrocarboneto cíclico saturado, gasoso, inflamável, incolor, produzido comumente por diclopropano sintético e zinco; usado como anestésico por inalação.

Letra D

“D” SCHACKLE - MANILHA EM “D” - Manilha no formato de um “D”. Veja SHACKLE.

DAY TOUR - TURNO DIURNO - É um turno trabalhado pela turma de perfuração entre 08:00 e 16:00 h.

DAY WORK - TRABALHO DIÁRIO - Um contrato entre o operador e o empreiteiro é freqüentemente composto de duas partes: contrato por pés perfurados e por “trabalho diário”. Enquanto ocorre a instalação da perfuração, trabalha-se à base de “trabalho diário” que é pago a preço pré-fixado. O “trabalho diário” inclui tarefas tais como: teste de fluxo de produção, perfuração a extremas profundidades, recuperação de testemunhos, etc., que exigem a paralisação dos trabalhos de perfuração.

DEAD LINE - CABO CEGO - É um cabo ancorado ao chumbador do cabo fixo e se estende desde o piso até a polia cega do cavalete porta-polias.

DEAD MAN - CHUMBADOR - É um chumbador enterrado ao qual são ligados os cabos de tensão da torre, chaminé das caldeiras, etc.

DEAD OIL - ÓLEO MORTO - Óleo pesado ou de creosoto, destilado, transparente e venenoso, obtido do alcatrão e constituído por hidrocarbonetos, fenóis e outros aromáticos.

DEAERATION TOWER - TORRE DE DESAERAÇÃO - Utilizada em processos de desgaseificação.

DEALKYLATION - DESAQUILAÇÃO - Processo utilizado para retirada de uma alquila de uma molécula orgânica. DECKS - PLATAFORMAS DE TRABALHO - Plataforma de trabalho apoiada pelos macacos de uma estrutura ao largo.

DECKS MODULES - MÓDULOS DE PLATAFORMAS - São containers tipo caixa de aço onde o equipamento de produção, unidades motrizes, registros e todos os tipos de equipamentos e maquinaria é guardado para montagem nas áreas das plataformas de trabalho de uma plataforma de produção ao largo. Essas unidades podem pesar até 1.700 toneladas e criam enormes problemas de transporte e içamento nas estruturas da plataformas.

DECOMPRESSION CHAMBER - CÂMARA DE DESCOMPRESSÃO - Veja BOOSTER STATION.

DEEP DIVE - MERGULHO PROFUNDO - Mergulho a profundidade superior a 100 m que usa mistura especial a base de hélio.

DEEP WELL - POÇO EM ÁGUAS PROFUNDAS - Poço em profundidade superior a 400 m onde já é inviabilizada a ancoragem convencional das plataformas semi-submersíveis.

DEFLECTING TOOLS - FERRAMENTAS DE DEFLEXÃO - Cunhas ou outras ferramentas utilizadas para a deflexão do poço da posição vertical.

DEFLECTION - DEFLEXÃO - Desvio de um poço do vertical absoluto.

DEFLOCCULANT - DEFLOCULANTE - Aditivo para inibir a formação de flocos ou a floculação em processos químicos; anti-coagulante.

DEGASSING - DESGASEIFICAÇÃO - É a remoção de gás do petróleo da formação pela utilização de separadores ou usinas semelhantes na superfície. A relação gás/petróleo varia muito de área para área. O excesso de gás não é mais queimado, mas reinjetado no reservatório de petróleo através de poço especialmente perfurado para esse fim.

DEGREE A.P.I. - GRAU A.P.I. - Unidade de medida de densidade estabelecida pelo American Petroleum Institute, equivalente à densidade de 1,068 a 60ºF e utilizada na indústria do petróleo.

DEHYDRATION PLANT - PLANTA DE DESIDRATAÇÃO - Equipamento destinado a separar a água de outra substância; desumidificador; equipamento utilizado para remover hidrogênio e oxigênio de um composto para evitar a formação de água; equipamento utilizado para remoção de água quimicamente combinada ou água de hidratação; equipamento desumidificador de gases.

DENSITY - DENSIDADE - É o peso de uma substância por unidade de volume. Por exemplo: a densidade de uma lama circulante pode ser descrita como de 10 libras/galão ou 70 libras/pé3.

DENSITY LOG - PERFIL DA DENSIDADE - Registro da densidade das rochas feito por uma ferramenta composta por uma fonte de raios gama e de um detetor protegido dessa fonte que mede os raios gama que se dispersam nas rochas após chocarem-se com os elétrons destas.

DEPLETION - ESGOTAMENTO - Diminuição contínua da capacidade de produção de um poço.

DEPRECIATION - DEPRECIAÇÃO - É a diminuição do valor de uma propriedade, tal como uma instalação de perfuração, devido ao desgaste normal ou pela passagem do tempo. Pela inclusão de uma taxa de depreciação, o empreiteiro acumula fundos para a reposição de sua instalação de perfuração, quando essa atinge um certo grau de desgaste.

DERRICK - TORRE DE PERFURAÇÃO - É uma estrutura tipo torre erguida em local preestabelecido para perfuração. A torre é capaz de manipular todas as operações dentro do poço e a sua capacidade é ditada pela profundidade programada da perfuração do poço e pelas cargas de tubulações de perfuração e de revestimento. Existem dois tipos de estruturas: a torre padrão, que é uma estrutura tipo torre, ou a mais comum, o “mastro de perfuração”, que pode ser abaixado ou elevado hidraulicamente, sendo relativamente de fácil transporte de canteiro para canteiro. São testados para resistirem a uma tração de 1,5 milhão de libras e

normalmente atingem a uma altura de +/- 41 metros para facilitar o manuseio de tubulações de perfuração ou revestimento de até 27 m de comprimento.

DERRICK BARGES - BALÇAS-GUINDASTE - São grandes barcaças com guindastes, utilizadas para o içamento de equipamentos ou módulos para plataformas ao largo (de produção).

DERRICK MAN - TORRISTA - Membro da equipe de perfuração que opera os equipamentos da torre.

DESALINATION - DESSALINIZAÇÃO - Processo utilizado para obtenção de água quimicamente pura.

DESANDER - CENTRÍFUGA DE AREIA - É uma série de centrífugas usadas para remoção de partículas de areia do fluido circulante no seu regresso do poço e após ter passado através da peneira oscilante, que remove as aparas maiores.

DESILTER - CENTRÍFUGA SEDIMENTAR - É uma série de centrífugas usadas após a centrífuga de areia (DESANDER).

DESTRUCTIVE DESTILLATION - DESTILAÇÃO DESTRUTIVA - Destilação; processo de volatilizar líquidos ou sólidos pelo aquecimento e condensá-los. Usado para purificação, tracionamento ou formação de novos produtos por decomposição, envolvendo a destruição da substância original; destilação com decomposição.

DESTRUCTIVE TEST - TESTE DESTRUTIVO - Ensaio para verificar a resistência de um corpo ou de uma substância até a sua completa destruição.

DESULPHERIZATION - DESSUFERIZAÇÃO - Processo usado para eliminação ou redução de sulfetos, mediante uma reação, presentes em um composto.

DEVIATED WELL - POÇO DESVIADO - Perfuração direcional em local que não era o determinado para desvio na formação ou de poço.

DIAMOND BIT - BROCA DIAMANTE - Broca com diamante no encapamento para perfuração em sílex.

DIE COLLAR - COLAR TARRAXA - É uma ferramenta para pesca, usada para recuperar tubulação de perfuração perdida no poço. O colar de tarraxa (ou de matriz) é capaz de cortar roscas e é aparafusado na parte superior do “peixe” (item perdido).

DIFFERENTIAL PRESSURE - PRESSÃO DIFERENCIAL - É a diferença entre a pressão existente no fundo do poço, devido à coluna de fluido do mesmo, e a pressão em movimento no fluido do poço, dos fluidos da formação.

DIFFERENTIAL GLOBAL POSITIONING SYSTEM (DGPS) - SISTEMA DIFERENCIAL DE POSICIONAMENTO GLOBAL - Sistema de posicionamento que usa a informação recebida pelo GPS (GLOBAL POSITIONING SYSTEM), que possui um erro aleatório de até 200 m, corrigida por um sinal diferencial (estações em terra) como syledis ou pulse-8 passando a uma tolerância de 3 a 5 m, ou menos, em condições ideais.

DIP METER - PERFIL DE MERGULHO - Registro elétrico da magnitude do mergulho e da direção das camadas geológicas.

DIRECTIONAL DRILLING - PERFURAÇÃO DIRECIONAL - É a mudança controlada da direção de um poço do vertical absoluto. Podem ser as seguintes as razões do desvio: a) impossibilidade de se colocar o canteiro de perfuração sobre a formação indicada - desvia-se o poço e depois termina no ponto desejado; b) poderá haver a necessidade de se passar um “peixe” (item perdido) para se continuar o poço vertical ao lado do poço original; c) um poço descontrolado ou incendiado poderá ser fechado ou paralisado. Perfura-se direcionalmente um poço à distância e cimenta-se o poço descontrolado; d) é prática comum perfurar-se

direcionalmente até 27, ou mais, poços de produção de uma plataforma fixa no mar (jaqueta) a fim de produzir um campo. Tais poços podem desviar de 45º a 60º e os seus pontos de alvos, ficarão dentro de um raio de 2 milhas (3,2 km).

DISSOLVED GAS - GÁS SOLÚVEL - Gás natural que é solúvel com petróleo bruto em um reservatório.

DISSOLVED GAS DRIVE - DRENAGEM DE GÁS SOLÚVEL - Drenagem de gás solúvel por expansão.

DIVER - MERGULHADOR - Profissional de mergulho para trabalhos submersos.

DIVE SUPPORT VESSEL (DSV) - NAVIO DE APOIO A MERGULHO - Embarcação especialmente construída para apoio a mergulhos em todas as profundidades e operação de robôs de trabalho e inspeção (RCV e ROV). Utiliza o sistema de posicionamento dinâmico (DP).

DIVING BELL - SINO DE MERGULHO - Cápsula com umbilical para transporte de mergulhadores e/ou inspeção submarina.

DIVING GAS - MISTURA PARA MERGULHO - Mistura gasosa para mergulho, variando de acordo com a profundidade, chegando em alguns casos a ser usado o hélio puro.

DOGHOUSE - CASA DE CACHORRO - Escritório do perfurador no piso da torre de perfuração que inclui um banco e a escrivaninha.

DOGLEG - PERNA DE CACHORRO - Uma curva no poço.

DOME - CÚPULA / DOMO - É uma estrutura geológica parecida com um domo, ou cúpula, a qual, se tiver uma camada de rocha impermeável sobreposta, poderá conter petróleo ou gás.

DOODLEBUG - SISMÓGRAFO - Gíria para descrever o sismógrafo que é utilizado na prospecção de estruturas geológicas potencialmente portadoras de petróleo. Também é termo aplicado a vários dispositivos usados na busca de depósitos petrolíferos.

DOPE - GRAXA - Lubrificante de consistência de graxa média, usado nas roscas das tubulações de perfuração e revestimento, quando da montagem de colunas.

DOPPLER EFFECT - EFEITO DOPPLER - Efeito obtido por transdutores de posicionamento que determinam a velocidade de deslocamento no fundo, podendo possuir outras aplicações.

DOUBLE - RESERVA - São duas seções de tubulações aparafusadas juntas formando um conjunto reserva com 12 a 18 m de comprimento.

DOUBLE BOARD - PLATAFORMA DE MANUSEIO - Plataforma colocada na torre para permitir ao operário da mesma manipular as tubulações de reserva.

DOUBLE BOX - CONECTOR TIPO CAIXA - Conector com rosca cônica, fêmea dupla, para acomodar dois conectores de caixa.

DOUBLE PIN - CONECTOR TIPO PINO - Conector com rosca cônica, macho duplo, para acomodar dois conectores de caixa.

DOUGHNUT - ANEL DE CUNHAS - É um anel de cunhas com mangas corrediças que apoiam a coluna de perfuração, revestimento ou produção.

DOWN HOLE PUMP - BOMBA EMBUTIDA - Bomba instalada abaixo do nível do petróleo, em um poço que não flui, acionada pelas varetas do balancim montado na superfície.

DRAG BIT - BROCA TIPO PÁ -

DRAW WORK - GUINCHO PRINCIPAL - Guincho principal montado no piso da torre que manipula toda a força motriz para abaixar ou elevar cargas de tubulações de perfuração ou revestimento e fornece tração e controle para girar as mesmas através da mesa rotativa (plataforma giratória).

DRESSING - AFIAÇÃO / CONSERTO - É a operação de afiar, consertar e repor vários itens de equipamentos para sua reutilização. O termo se aplica especialmente para brocas de perfuração e acoplamentos auxiliares.

DRILL COLLAR - COLAR DE PERFURAÇÃO - Pesadas seções de tubulação de +/- 9 m de comprimento, colocadas imediatamente acima da broca (ou trépano), para exercerem peso sobre a mesma, bem como manter a coluna acima sob tensão, para auxiliar na perfuração de um poço vertical.

DRILL PIPE - TUBULAÇÃO DE PERFURAÇÃO - Tubulação de alta qualidade, aparafusadas juntas, fazendo a coluna de perfuração. As seções individuais possuem +/- 9 m de comprimento se são munidas, na sua extremidade superior, de conectores tipo caixa e, na inferior, com conectores tipo pino duplo. Os tamanhos (bitolas) mais comuns são de diâmetro: 13; 11,4; 8,9; 7,3 e 5,4 cm.

DRILLSHIP - NAVIO SONDA - Unidade flutuante, guarnecida com um aparelho de perfuração (armação), que pode se deslocar de um local a outro como navio, sendo ancorada na locação de perfuração, ou mantida na posição através de computadores no sistema de posicionamento dinâmico. Possuem características especiais nos itens de segurança da prospecção/produção devido ao acompanhamento pronunciado às vagas.

DRILL STEM TEST - TESTE DA COLUNA DE PERFURAÇÃO - É um método de se testar a produção potencial de uma formação reservatório, através da colocação de vedadores (obstruidores) na coluna de perfuração para acomodar o cabeçote hidrostático da coluna de lama e permitir o fluxo do fluido da formação para dentro da coluna de perfuração.

DRILL STRING - COLUNA DE PERFURAÇÃO - Coluna de perfuração feita de seções individuais de tubulações e de colares de perfuração, que se estende da superfície ao fundo do poço e proporciona meios de se girar o trépano (broca) e de circulação da lama.

DRILL WATER - ÁGUA INDUSTRIAL - Água doce, não necessariamente potável, para uso geral na plataforma e confecção de lama.

DRILLER - SONDADOR - Operador de equipamentos de perfuração.

DRILLER’S CONSOLE - CONSOLE DO SONDADOR - Console para operação dos equipamentos da torre.

DRILLER’S LOG - RELATÓRIO DO SONDADOR - Registro diário das operações na torre.

DRILLING - PERFURAÇÃO - É a operação de perfuração de um poço na crosta terrestre para a produção de hidrocarbonetos, vapor ou água. Um poço também pode ser perfurado para a obtenção de informações geológicas pelo exame das aparas de formação devolvidas à superfície pela lama circulante, ou de testemunhos de rocha obtidos com equipamento especial.

DRILLING (CABLE TOOL) - PERFURAÇÃO A CABO - Método de perfurar um poço com trépano (broca) tipo formão, suspenso por cabo de arame do balancim, para pulverizar a formação rochosa e, posteriormente, remover resíduos pela utilização do bailer (veja BAILER) ou bomba de areia.

DRILLING (CREW) - TURMA / EQUIPE DE PERFURAÇÃO - Do início das perfurações até a sua conclusão, o aparelho de perfuração opera 24 horas por dia. Três turnos existem nas operações, geralmente de 8 horas cada, exceto nas operações ao largo, onde existem dois turnos de 12 horas cada. Turmas de reserva (ou alívio) fazem o trabalho para proporcionar períodos de repouso.

DRILLING (DIAMOND) - PERFURAÇÃO COM BROCA DE DIAMANTES - Aparelho de perfuração por diamantes. É geralmente utilizado para investigação de depósitos minerais para retirada de amostras. Utiliza-se o sistema rotativo (veja DRILLING-ROTARY) porém, as brocas são munidas de diamantes industriais e as velocidades de rotação são bem maiores (2.000 a 3.000 rpm) em comparação às usadas para perfuração de um poço de petróleo com broca convencional (250 rpm).

DRILLING (PERCUSSION) - PERFURAÇÃO DE PERCUSSÃO - É um método de perfuração de percussão que utiliza broca tipo formão para pulverizar a rocha. Em conjunto, são utilizados martelos de percussão com o sistema rotativo em situações onde a circulação de ar comprimido é possível, para estimular o fluido da formação que flui dentro do poço.

DRILLING (ROTARY) - PERFURAÇÃO ROTATIVA - Todos os poços modernos usam o sistema rotativo, no qual uma broca é girada pela coluna de perfuração, que se estende desde a superfície até o fundo do poço.

DRILLING IN - PERFURAÇÃO NA ÁREA PRODUTORA - Termo usado para denominar a operação de perfuração da formação produtora.

DRILLING OUT - REMOÇÃO DE RESÍDUOS DE CIMENTO - Termo usado para denominar a operação de remoção de resíduos de cimento no fundo de uma coluna de revestimento, após o serviço de cimentação.

DRILLING SPOOL - FLANGE DE PERFURAÇÃO - É um espaçador colocado dentro do cabeçote do poço com flange dupla. Essa flange serve como adaptador para ligar dois itens com flanges irregulares ou diferentes.

DRILLING UNDER PRESSURE - PERFURAÇÃO SOB PRESSÃO - É executar operações de perfuração, enquanto é mantido um selo de pressão no cabeçote do poço, para evitar o fluxo de líquidos do poço à superfície.

DRY AND ABANDONED - SECO E ADANDONADO - Diz-se de um poço que já produziu, secou, foi selado e abandonado.

DRY DIVING - MERGULHO A SECO - Ato do homem que mergulha/dirige cápsulas sem ter contato com a água. Mergulho de sino.

DRY HOLE - POÇO NÃO PRODUTIVO - Poço não produtivo, também conhecido como duster (poeirento).

DRY WELDING - SOLDAGEM A SECO - Sistema convencional de soldagem.

DUAL COMPLETION - COMPLETAÇÃO DUPLA - É o caso de um poço que produzirá de duas formações-reservatório separadas, em diferentes níveis, e que é provido de duas colunas de produção e um conjunto de vedadores para isolar uma formação produtora da outra. Alguns poços possuem até 5 tubulações de produção colocadas conforme acima explicado.

DUCTED PROPELLER - HÉLICE EM TUBULÃO - Sistema que ao direcionar as correntes de descarga do hélice, aumenta a força de tração estática (BOLLARD PULL) EM ATÉ 30%.

DUMBELL FLOATING HOSE - MANGOTE TIPO “DUMBELL” COM FLUTUAÇÃO INTEGRAL - Diferencia-se do mangote comum por um volume maior da massa flutuante. DUPLEX PUMP - BOMBA DE ÊMBOLO DUPLO - Bomba de êmbolo duplo com camisas e êmbolos cambiáveis, usada para veicular a lama ou fluido circulantes durante a perfuração de um poço. A variedade de camisas e êmbolos deve-se às diferentes pressões solicitadas pelos fluidos.

DUTCHMAN - PINO TORCIDO - Parte de um pino ou parafuso que permanece na posição, após ter sido torcido, bem como parte do pino duplo de união, deixado no conector de caixa após a torcedura.

DYNAMIC POSITIONING SYSTEM (DP) - SISTEMA DE POSICIONAMENTO DINÂMICO - Sistema de posicionamento através de informações externas de estações recebidas pelo computador de bordo, conferidas e, através de ordens ao sistema de manobras da unidade, mantém esta nas coordenadas geográficas preestabelecidas. Este sistema é utilizado para posicionamento com precisão para trabalhos tais como: perfuração, mergulho, construção, etc.

Letra E

ECHOSOUNDER - ECOSONDA - Equipamento utilizado para medir profundidades através de ultra-som.

ECONOMIC ZONE - ZONA ECONÔMICA - Região de rentabilidade econômica para a exploração de petróleo.

EDGE WATER - ÁGUA DE BORDA - Água na formação no limite exterior de um reservatório de petróleo que, em dadas circunstâncias, proporciona força hidráulica suficiente para produção do campo. Essa situação é comum em formações de calcário, como as encontradas nos grandes campos petrolíferos do Oriente Médio.

ELECTRIC LOG - PERFIL ELÉTRICO - Termo genérico utilizado para caracterizar todos os perfis sem especificar o tipo. Veja WELL LOG.

ELECTROMAGNETIC PROPAGATION LOG - PERFIL DE PROPAGAÇÃO ELETROMAGNÉTICA - Registro do tempo de propagação e atenuação de uma onda eletromagnética nas rochas próximas ao poço. Feito por uma ferramenta composta por dois transmissores e dois receptores.

ELEVATOR - ELEVADOR - Dispositivo de içamento com portas e dobradiças e uma fechadura de ação rápida, que está suspenso por articulações compridas abaixo do moitão móvel e gancho, que na posição fechado, se acomoda ao redor da tubulação para manipular a operação de abaixar ou elevar as colunas de perfuração ou revestimento.

ELEVATOR LINKS - ARTICULAÇÕES DO ELEVADOR - Articulações de aço, compridas, que ligam os elevadores ao gancho principal.

EMBOLISM - EMBOLISMO - Situação fatal criada quando há o retorno à superfície do mergulhador sem a necessária descompressão.

END LINK - ELO FINAL - Elo tipo olhal, sem reforço interno (malhete), usado na formação do chicote da amarra.

ENDLESS TUBING - TUBULAÇÃO ABERTA - Diz-se da tubulação momentaneamente sem os acessórios nas extremidades.

ENLARGED LINK - ELO ALARGADO - Elo especial para receber partes de diâmetro no máximo igual ao seu. Empregado no acabamento da amarra.

ETHANE - ETANO - Hidrocarboneto insaturado, parafinado, gasoso, incolor, insolúvel em água. Fórm. (C2H6). Ocorre em gás natural e é obtido como subproduto no cracking de petróleo, usado principalmente como combustível ou como fonte de etileno, por desidrogenação.

ETHYL BENZENE - ETIL BENZENO - Hidrocarboneto líquido (C6H5), composto comumente de benzeno e etileno, usado sobretudo na preparação do estireno.

ETHYLENE / ETHENE - ETILENO / ETENO - Hidrocarboneto olefínico, saturado, gasoso, incolor, inflamável. Fórm. (C2H4), comumente obtido por pirólise de hidrocarbonetos de petróleo, e, encontrado no gás de hulha. Usado na síntese orgânica de álcool etílico, polietileno e estireno, além de outros compostos. EVEN TIME - REGIME DE ROTAÇÃO - Regime no qual a mesa rotativa trabalha.

EXPLOITACION WELL - POÇO DE EXPLOTAÇÃO - É um poço perfurado para explorar o potencial de um campo de petróleo. Um número determinado desses poços é perfurado após a descoberta do campo.

EYED BLANK FLANGE - FLANGE CEGO COM OLHAL - É colocado na extremidade do mangote de produção para ser conectado a uma bóia de arinque.

EYE SOCKET - SOQUETE FECHADO - Tipo de soquete que tem sua conexão feita por manilha alheia ao sistema

Letra F

FAIRLEAD - GUIA DE REBOQUE - Guias especiais, geralmente duas e tubulares com sistema de roletes, colocadas no centro próximas ao rolo de popa no convés principal de um rebocador, para direcionar o manuseio do cabo de arame, auxiliando também a estivagem na saia do guincho. Nome dado à toda guia para cabo ou amarra.

FAST LINE - CABO RÁPIDO - Cabo que se bobina sobre o tambor principal do guincho e sua denominação deriva do fato de que ele corre mais rapidamente do que o cabo bobinado através do moitão móvel.

FAULT - FALHA DE FORMAÇÃO / FALHAMENTO - Termo geológico usado para descrever uma fratura ou uma zona de fraturas ao longo da qual houve um movimento relativo dos blocos rochosos justapostos, ocasionando descontinuidade das camadas.

FEED OFF - ALIMENTAÇÃO LIVRE - É a operação contínua da coluna de perfuração, sem o uso do freio do guincho. Para este tipo de perfuração é necessária à condição de existência de formação macia (branda).

FIBER CORE - ALMA DE FIBRA - Alma (cabo central) de um cabo de aço, confeccionada em fibra natural ou sintética.

FIELD - CAMPO / ÁREA - Área consistindo de um único ou múltiplos reservatórios, todos agrupados ou relacionados aos mesmos aspectos estruturais e/ou estratigráficos da formação geológica. Geralmente um campo é assim denominado quando o petróleo foi descoberto em quantidades suficientes para justificar um programa de produção lucrativa.

FIELD APPRAISAL - AVALIAÇÃO DE UM CAMPO - Conjunto de pesquisas com intuito de avaliar a capacidade produtora do campo.

FILLING THE HOLE - POÇO CHEIO - É a operação de bombear lama para manter o poço cheio quando uma formação “ladra” está roubando o fluido.

FILTER CAKE - RESÍDUO DE FILTRO - Material ou resíduo remanescente sobre o papel filtro durante os testes das propriedades da lama, com um “filtro prensa” sob 7 Kg/cm2 de pressão atmosférica.

FINAL BOILING POINT - PONTO FINAL DE EBULIÇÃO - Último estágio da ebulição de um produto em refino.

FINGER - PRATELEIRA - É uma prateleira ou tubulação colocada na torre, a 27 m do piso, para estocar tubulações já unidas, durante a retirada ou colocação das colunas de perfuração ou revestimento.

FIRE-FIGHTHING VESSEL - EMBARCAÇÃO DE COMBATE A INCÊNDIO - É uma embarcação dotada de sistema de combate a incêndio composto de canhões com controle remoto (passadiço) e bombas de aspiração da água do mar de alta vazão, com o jato alcançando cerca de três vezes o comprimento desta embarcação. Geralmente é colocado em embarcações de reboque e manuseio de âncoras por já possuírem capacidade de manobra bem dimensionada (podem ser instalados em navios com posicionamento dinâmico - DSV).

FIREMAN - BOMBEIRO (CALDEIRA) - Operário responsável pela manutenção e operação das caldeiras. Nas instalações de perfuração que usam motores (elétricos ou de combustão interna), o termo é motor man.

FISH - PEIXE (OBJETO PERDIDO) - Ferramenta ou objeto perdido (inclusive do desprendimento da própria coluna de perfuração) que necessita ser pescado antes de se voltar às operações normais.

FISHING HOOK - GANCHO PARA PESCA - É um gancho para pesca usado para centralizar a extremidade superior de um objeto perdido no centro do poço, permitindo o engate da ferramenta de recuperação.

FISHING JAR - FERRAMENTA DE MARTELADA - Ferramenta de pesca usada para exercer fortes marteladas, em sentido ascendente, em uma tubulação que emperrou.

FISHING MAGNET - ÍMÃ DE PESCARIA - Ímã tipo permanente usado para a recuperação em um poço de pequenos itens de metal ferroso, tais como cortadores ou roletes de uma broca destruída.

FISHING TAP - TARRAXA PARA PESCA - É uma comprida tarraxa aparafusada na extremidade superior de um objeto perdido e de uso freqüente em conjunto com diversas ferramentas de martelada.

FISHING TOOLS - FERRAMENTAS DE PESCA - São numerosos dispositivos usados na recuperação de objetos perdidos no poço (peixes).

FISH PLATE - PLACA DE CABRESTEIRA - Veja MONKEY FACE. Diferencia-se da mesma por possuir também olhais salientes para conexão.

FISHTAIL BIT - BROCA RABO DE PEIXE - Broca tipo rabo de peixe, apropriada para formações macias (brandas).

FIXED PITCH PROPELLER - HÉLICE DE PASSO FIXO - Hélice de construção convencional onde as pás são fixas no eixo e, para reversão, é necessária a inversão do sentido de rotação do eixo propulsor.

FIXED PLATFORM - PLATAFORMA FIXA - Plataforma geralmente posicionada em profundidade de até 100 m (aproximadamente), empregada em sua maior parte na produção.

FLANGE UP - ÚLTIMO CONTATO - É o ato de se fazer a última conexão no sistema de tubulação. Na gíria de canteiro, também significa o término de qualquer operação, ou de demissão do cargo.

FLANK RUDDER - LEME DE FLANCO - Tipo de leme suspenso colocado por ante-avante do hélice (geralmente dois por hélice) para melhor direcionamento da corrente de descarga em marcha atrás.

FLARE BRIDGE - SUPORTE DE FULGOR - Peça de um equipamento que mede o flash point (ponto de fulgor) de um produto ou subproduto do petróleo.

FLARE STACK - CHAMINÉ / TORRE DO QUEIMADOR - Estrutura para projeção da tubulação de condução do gás, ou fluido poço (teste), para queima.

FLARE TOWER - TORRE DO QUEIMADOR - Estrutura utilizada para se operar o queimador a uma distância segura da plataforma (calor).

FLAT KEEL - QUILHA CHATA - Tipo de fundo usado em embarcações de apoio marítimo para tráfego em águas rasas, ou fluviais. FLEXIBLE HOSE - MANGUEIRA FLEXÍVEL - Mangueira de aço formada por anéis sobrepostos que dão flexibilidade, usada na união de cabeças de poços às unidades produtoras ou outros serviços (bitolas variadas). É também conhecida como coflexip (marca do fabricante).

FLOAT COLLAR - COLAR DE FLUTUAÇÃO - Seção curta da tubulação de revestimento aparafusada na extremidade inferior de uma coluna de revestimento e munida de uma válvula de retenção que proporciona meio de flutuação da coluna de revestimento dentro do poço, aliviando assim o trem de içamento, de cargas excessivas.

FLOATER - FLUTUANTE - É o nome genérico dado ao casco submerso das plataformas semi- submersíveis.

FLOATING RIG - NAVIO SONDA - Veja DRILL SHIP.

FLOATING HOSE - MANGOTE FLUTUANTE - Tipo de mangote utilizado nas ligações entre monobóias e navios petroleiros.

FLOATING RAFT - BALSA FLUTUANTE - Veja LIFE RAFT.

FLOAT SHOE - SAPATA DE FLUTUAÇÃO - Sapata de revestimento munida de uma válvula de retenção que opera de modo semelhante ao colar de flutuação.

FLOCULATION - FLOCULAÇÃO - Floculamento; formação de flóculos; precipitação da fase dispersa de um colóide; modificação de um soluto coloidal (sal) pode apresentar, dando origem à separação das partículas (micelas) em suspensão no líquido. Ocorre comumente no processo de tratamento da água.

FLOODING - INUNDAÇÃO - É a operação de se inundar um poço com água. É também o processo de se estimular o fluxo de petróleo à superfície pela introdução de água sob pressão.

FLOOR MAN - HOMEM DE ÁREA - Operário subalterno para funções diversas como limpeza, conservação, estiva, etc. (serviços gerais).

FLOTEL - FLOTEL - Hotel flutuante. Estrutura utilizada como apoio; em geral posicionada ao lado de uma jaqueta (plataforma fixa), interligada por rampa, a fim de prover reparos, mudanças estruturais, deck, alojamento, cozinha, etc.

FLOW BEAN - AFOGADOR - Afogador ajustável usado para restringir o fluxo do petróleo ou gás de um poço produtor.

FLOW LINE - TUBULAÇÃO DE FLUXO - É a tubulação de retorno do cabeçote do poço, através da qual a lama passa para a peneira oscilante. Pode ser também a tubulação por onde passa o petróleo ou gás produzido (ou coflexip).

FLOW METER - FLUXÔMETRO - Aparelho para medir o fluxo de um fluido em uma rede.

FLOW STRING - COLUNA DE FLUXO - Tubulação ou revestimento final colocado no poço produtor.

FLOW TANK - TANQUE DE ARMAZENAMENTO - Tanque de armazenamento do petróleo produzido.

FLOW TEST - TESTE DE FLUXO - Produção controlada de um poço para estabelecer as condições do reservatório.

FLOW WELL - POÇO PRODUTOR - Poço que produz petróleo ou gás sem elevação artificial (pressão natural de vazão).

FLUID LEVEL - NÍVEL DE FLUIDO - É o nível de petróleo no cabeçote do poço, que não é o produtor, ascendente pela coluna de perfuração.

FLUKE - PATA DA ÂNCORA - Parte da âncora que exerce a maior pressão na introdução ao solo.

FLUKE SHANK ANGLE - ÂNGULO HASTE / PATA - É o ângulo formado entre a haste e a pata de uma âncora. Dependendo do tipo da âncora, torna-se fator determinante para a permanência da âncora no solo.

FLUSH POINT CASING - TUBULAÇÃO DE REVESTIMENTO LISA - Seções de tubulação de revestimento que possuem (inclusive nas junções) diâmetro externo uniforme, contrárias às tubulações com colares de revestimento onde os mesmos possuem diâmetro externo maior do que a tabulação.

FLUSH PRODUCTION - FLUXO SATISFATÓRIO - É o alto volume de fluxo derivado de um bom poço, logo após a sua perfuração.

FOAM SYSTEM - SISTEMA DE ESPUMA - Sistema de combate a incêndio com espuma ou para aplicação de dispersante.

FORK - FORQUE - Nome dado ao dispositivo hidráulico localizado na parte de ré do convés de um rebocador RAS (Reboque-Âncora-Supridor) que substitui o pelicano hidráulico, pelo sistema de encaixe tipo “garfo”, ao invés de “abraçar” o cabo ou amarra.

FORMATION DAMAGE - AVARIA NA FORMAÇÃO - É a deterioração ou desbarrancamento da formação.

FORMATION PRESSURE - PRESSÃO DA FORMAÇÃO - É a pressão no fundo de um poço quando o mesmo é fechado no cabeçote.

FORMATION TESTER - TESTADOR DE FORMAÇÃO - Ferramenta descida através de um cabo no poço e que pode, em profundidades predeterminadas, recolher amostras de fluidos contidos na rocha, além de registrar as pressões hidrostática, de fluxo e estática.

FORWARD THRUSTERS - PROPULSORES DE VANTE - Veja BOW THRUSTER.

FOUBLE - QUATRO SEÇÕES UNIDAS - São quatro seções de tubulação aparafusadas juntas para formar uma coluna.

FPSO - UNIDADE FLUTUANTE DE PRODUÇÃO, ARMAZENAMENTO E TRANSBORDO - Sistema flutuante de produção antecipada. Normalmente é uma embarcação (petroleiro) convertida para planta de produção e estocagem. Sua capacidade de posicionamento (ancoragem) depende do sistema submerso, chegando a mais de 1.700 metros.

FRACTURING (FORMATION) - FRATURAMENTO DA FORMAÇÃO - Método de se quebrar a formação dentro do poço pelo bombeio a altíssimas pressões, a fim de se aumentar a produção de uma formação reservatório. Através dessa técnica, a formação é “rachada” e as fissuras são mantidas abertas pela introdução de cascas de nozes, bolas de vidro (contas) ou agentes semelhantes.

FRACTURING (HYDRAULIC) - FRATURAMENTO HIDRÁULICO - É a operação de se forçar líquido dentro da formação a fim de ser aberta passagem ao petróleo. Também chamado de Hydrofrac, Sandfrac, Dolofrac, Stratafrac, etc.

FREE POINT INDICATOR - INDICADOR DO PONTO DE TRAVAMENTO - É um instrumento colocado dentro de uma coluna que se prendeu (ou travou) suspenso por um cabo elétrico e que registra o ponto onde esta coluna ficou presa.

FRICTION SOCKET - RECUPERADOR DE FRICÇÃO - É uma ferramenta de pesca (veja FISHING TOOL) usada para recuperar uma tubulação de perfuração perdida no poço. A ferramenta é um tubo que pode ser forçado por cima de um objeto perdido e o recupera por força de fricção, se este conseguir ser firmemente preso. Esta ferramenta é pouco usada hoje em dia pela sofisticação de outras.

FROST UP - FORMAÇÃO DE GELO - É a formação de gelo no equipamento devido à expansão do gás, quando o mesmo passa de alta para baixa pressão, através de uma válvula (ou afogador) parcialmente aberta, ou em situação semelhante.

FULL HOLE - POÇO DE PLENO DIÂMETRO - É um poço perfurado no maior diâmetro predeterminado.

FULL HOLE TOOL JOINT - CONECTOR OU UNIÃO PADRÃO - Conector com rosca usado para unir duas seções de tubulação de perfuração, tendo o mesmo calibre interno da própria tubulação.

Letra G

GAGE - CALIBRAGEM - Ajuste de equipamento.

GALLON - GALÃO - Unidade de medida de volume, capacidade, equivalente a 0,00378533 m3 ou 3,785 litros (galão americano), e a 0,00454 m3 ou 4,543 litros (galão imperial).

GAMMA RAY LOG - PERFIL DE RAIOS GAMA - Registro elétrico da radioatividade natural das camadas geológicas.

GAS (NATURAL) - GÁS NATURAL OU BRUTO - Gás direto de um reservatório (bruto), sem benefício do processamento.

GAS (STRIPPED) - GÁS PROCESSADO - Gás bruto processado com o condensado removido, pela passagem do gás sob alta pressão através de uma série de separadores (vasos cilíndricos de pressão) para reduzir a pressão gradativamente em estágios. O gás então resfria devido à expansão, sendo condensado, podendo ser removido do fundo dos separadores.

GAS (WET) - GÁS COM CONDENSADO - Gás natural contendo condensado. O montante desse condensado varia de poço para poço e pode ser “quase molhado” ou “quase seco”. Um gás “molhado” deixa surgir a esperança de que o gás está sendo captado da vizinhança de um reservatório de petróleo.

GAS CUT MUD - LAMA CONTAMINADA COM GÁS ARRASTADO - Lama em circulação que contém gás arrastado que vazou para dentro da coluna do reservatório de gás. Tal condição é perigosa, pois a pressão da lama é diminuída pelo gás, havendo o risco de blowout.

GAS DRIVE - IMPULSO AO FLUXO DE GÁS - Pressão exercida pela formação ou gás injetado para dar impulso ao fluxo de produção.

GAS LIFT - ELEVAÇÃO COM GÁS - Gás introduzido num poço, ou através de uma tubulação, para aliviar a coluna fluida e introduzir um fluxo de produção do reservatório a fluir.

GAS-OIL RATIO - RELAÇÃO GÁS/PETRÓLEO - É o número de pés cúbicos de gás produzido por barril de petróleo à pressão atmosférica normal.

GAS PIPELINE - GASODUTO - Tubulação destinada ao transporte do gás natural.

GAS WELL - POÇO DE GÁS - Poço que produz gás bruto natural.

GEL - SUSPENSÃO DE SÓLIDOS / PROPRIEDADE DE HIDRATAÇÃO - É a habilidade da lama de reter sólidos em suspensão quando é paralisado o bombeamento normal de circulação. Uma boa capacidade de retenção de sólidos evita que a coluna de perfuração emperre na sedimentação. GEOLOGRAPH - GEOLÓGRAFO - É um instrumento que registra a velocidade de penetração do trépano durante uma operação de perfuração.

GEOLOGY - GEOLOGIA - É o estudo da estrutura / materiais da crosta terrestre.

GIRT / GIRTH - TIRANTE HORIZONTAL - É um dos tirantes horizontais entre as pernas principais de uma torre.

GOB-LINE - CABO-GUIA - Sistema empregado no controle do ângulo de saída do cabo de reboque, através do cabo da saia de manuseio, capaz de proporcionar maior mobilidade ao rebocador.

GONE TO WATER - SUBSTITUIÇÃO DA PRODUÇÃO DE PETRÓLEO POR ÁGUA - É um poço que produz água da formação no limite externo do campo de produção, afetando assim os níveis de gás, petróleo e água. Esse poço deverá ser paralisado e deslocada a produção mais para o centro do campo.

GOOSE NECK - CONECTOR CURVO - É o conector curvo entre o tornel rotativo e a mangueira da tubulação de ligação entre o tornel e a coluna de perfuração.

GRADIOMANOMETER - GRADIOMANÔMETRO - Ferramenta descida no poço através de um cabo que registra a densidade média dos fluidos contidos em determinado intervalo do poço.

GRAPNEL - GARATÉIA - Acessório para pescaria de cabo de aço ou amarra com unhas tipo gancho.

GRAVEL PACKED COMPLETION - VEDAÇÃO COM CASCALHO - É o revestimento com cascalho em tela, em uma formação de areia solta e fina que tende a desmoronar.

GRAVEYARD TOUR - TURNO NOTURNO - É o turno de perfuração que normalmente começa à meia- noite e termina às 08:00 horas.

GRAVITY (SPECIFIC) - PESO ESPECÍFICO - É a relação entre o peso do volume de uma substância e o volume correspondente de água a NTP. No caso de um material gasoso o padrão é o ar.

GRIEF STEM / KELLY - CONJUNTO DE LIGAÇÃO DA COLUNA DE PERFURAÇÃO AO TORNEL - É uma seção de tubulação, quadrada ou hexagonal, de aproximadamente 10,7 m de comprimento, aparafusada na parte superior de uma coluna de perfuração, por sua vez sustentada pelo tornel (veja SWIVEL) suspenso pelo gancho principal do moitão móvel.

GUIDE SHOE - SAPATA GUIA - É uma seção curta de tubulação de parede grossa aparafusada na extremidade inferior de uma coluna de revestimento para protegê-la durante a faina de colocá-la no poço.

GUN (MUD) - JATO PARA AGITAR A LAMA - É um canhão de ar, mangueira mais bico a jato móvel, usado para ajudar a lama a se misturar dentro de um tanque.

GUN (PERFORATING) - PISTOLA DE PERFURAÇÃO LATERAL - É uma ferramenta (pistola) suspensa por cabo elétrico que serve para furar o revestimento em determinado ponto a fim de permitir a passagem para dentro da coluna, de fluido da formação.

GUSHER - POÇO DESCONTROLADO - É o caso de um poço fluir descontrolado.

GYPSY HEAD - SAIA - Saia de guincho para trabalhos com diversos tipos de cabo.

Letra H

HANGER - DISPOSITIVO DE SUSPENSÃO - Dispositivo usado para a suspensão temporária da coluna de perfuração.

HANG-OFF CHAIN - BOÇA DE CORRENTE - Utilizada para sustentar o mangote quando de sua conexão/desconexão no convés do navio-tanque amarrado à monobóia.

HARD EYE - MÃO COM REFORÇO - Mão de cabo (aço ou fibra) com estrutura interna de proteção (sapatilho).

HAZARD - PERIGO - Qualquer condição do equipamento de perfuração ou do ambiente que tende a provocar acidentes ou incêndio.

HEAD WELL PULLER - CHEFE DA EQUIPE DE QUEBRA - Chefe da equipe encarregada das operações de retirada de tubulação ou das varetas da bomba embutida de um poço. Essa operação é executada para restaurar a condição produtiva de um poço.

HEADACHE - ALARME - É um grito de alarme dado quando existe perigo da queda de objetos próximos a uma instalação de perfuração.

HEADACHE POST - POSTO DE PROTEÇÃO - É uma viga (ou poste) no piso da torre de perfuração a cabo, que evita a queda da viga oscilante (balancim) quando a vareta pitman (veja PITMAN) é desconectada da manivela motriz.

HEADS (FLOWING BY) - FLUXO INTERMITENTE - É a condição em que o poço flui intermitentemente ao invés de continuamente.

HEAVING SHALE - “XISTO” SOLTO - Formação de folhelho que, de maneira insistente, desaba, entumece ou cai dentro do poço.

HELIDECK - HELIPONTO - Área da unidade destinada ao trânsito de aeronaves (helicópteros).

HELIUM SPEECH CONVERTOR - CORRETOR FÔNICO - Equipamento destinado a corrigir as distorções da voz humana provocadas pela inalação do gás hélio, usado em mergulhos a altas profundidades.

HIGH LINE - CABO PUXADOR - É a combinação de cabo com arame utilizada para puxar ao piso da torre tubulações e equipamentos externos.

HOG (MUD) - BOMBA DE CIRCULAÇÃO DE LAMA - Bomba de lodo, utilizada para circular a lama dentro de uma perfuração de poço (veja bomba duplex).

HOLDING POWER - CAPACIDADE DE PERMANÊNCIA - Capacidade de uma âncora de permanecer enterrada.

HOLE (CROOKED) - POÇO DESVIADO - Perfuração de poço que é inadvertidamente desviada ou perfurada em espiral (ou torto).

HOLE (DRY) - POÇO SECO - Poço não produtivo, também conhecido como duster (poeirento). HOOK - GATO - Gancho de trabalho contínuo com capacidade para 500 toneladas ou mais, suspenso pelo moitão móvel (veja TRAVELLING BLOCK) que manipula as cargas das colunas de perfuração e revestimento quando de sua colocação ou retirada.

HOOK (WALL) - GANCHO DE RECUPERAÇÃO - Ferramenta para pesca de objeto perdido (peixe) já centralizado na tubulação que possui dentes serrilhados e cunhas.

HORIZON (OIL) - HORIZONTE INTERFACIAL - Relação interfacial entre petróleo e gás , ou petróleo e água, em um res ervatór io.

HORSE BAR - LIMITADOR DE CURSO - Limitador de movimento do cabo de reboque de uma embarcação instalado de forma a prevenir que o mesmo cabo saia pelo través do guincho de reboque o que, dependendo da força de tração, pode emborcar o rebocador.

HORSE HEAD - CABEÇA DO BALANCIM - É o acessório na extremidade de um balancim (veja WALKING BEAM) onde são ligadas as varetas de aspiração ou seção de um elevador (veja ELEVATOR) para operação da bomba embutida, em um poço com pouca pressão de reservatório.

HOSE - MANGOTE - Nome genérico dado às mangueiras flutuantes divididas em seções para transporte do óleo produzido da monobóia para o petroleiro.

HOSE (ROTARY) - MANGUEIRA ROTATIVA - Mangueira de borracha, ou aço, para altas pressões, com 18,3 m de comprimento, que liga a tubulação de distribuição ao tornel, para conduzir a lama circulante à coluna de perfuração.

HOSE COUPLINGS - ACOPLAMENTOS PARA MANGUEIRA - Conexões para encaixe entre terminais machos e fêmeas de mangueiras e/ou tomadas.

HOT OIL - PETRÓLEO CONTRABANDO - Petróleo produzido em violação aos regulamentos estaduais ou transportado para fora do estado em violação aos regulamentos federais.

HULL - CASCO - Estrutura de navios ou plataformas para flutuação.

HYDRAULIC RING FOR PROPELLER NUT - ANEL HIDRÁULICO PARA PORCA DO HÉLICE - Trava de segurança para o hélice colocado no eixo, sendo encaixado sob pressão hidráulica.

HYDROCARBON - HIDROCARBONETO - É um composto orgânico constituído apenas de moléculas de hidrogênio e carbono.

HYPERBARIC CHAMBER - CÂMARA HIPERBÁRICA - Local para descompressão, ou compressão, da equipe de mergulho em adaptação à pressão externa no ambiente de trabalho.

Letra I

IMPERMEABLE ROCK - ROCHA IMPERMEÁVEL - Camada rochosa que, por sua impermeabilidade, atua como selante, propiciando o acúmulo de fluidos na formação subjacente. IMPRESSED CURRENT PROTECTION - PROTEÇÃO POR CORRENTE IMPRESSA - Sistema de proteção de chapeamento submerso contra corrosão e incrustação à base de pequenas descargas elétricas nas áreas ferrosas.

IMPRESSION BLOCK - TUBO DE IMPRESSÃO - É um tubo preenchido com chumbo ou cera, colocado no poço, para colher a impressão da parte superior de um “peixe” (objeto perdido) a fim de ser avaliado o melhor método de recuperação deste.

INDEPENDENT RUDDERS - LEMES INDEPENDENTES - É a situação onde os lemes de uma embarcação, geralmente dois, podem trabalhar independentemente, aumentando a manobrabilidade desta.

INDUCTION LOG - PERFIL DE INDUÇÃO - Registro da resistividade das rochas e dos fluidos nelas contidos, feito por uma ferramenta de indução eletromagnética.

INERT GAS - GÁS INERTE - Gás produzido, não inflamável, para preenchimento de espaços vazios em reservatórios ou tanques, alterando a condição de trabalho humana no local. (veja NITROGEN).

INHIBITOR - ADITIVO INIBIDOR - É um aditivo para reduzir a corrosão no revestimento, durante a operação de bombeamento de ácido (veja ACIDIGE), para aumentar o fluxo dos hidrocarbonetos da formação de calcário. Tais substâncias inibidoras podem ser: sais de cromato e nitrato de sódio, adicionadas à mistura do ácido.

INJECTION WELL - EXPURGO DO POÇO POR INJEÇÃO - É um poço usado para injetar gás, petróleo ou água dentro da formação reservatório. A injeção de gás serve para manter a pressão do campo e proporcionar meio para a disposição do gás excedente, o qual é separado do petróleo produzido de um poço.

INNER CORE BARREL - BARRIL INTERNO DO SACA-TESTEMUNHOS - É o barril interno de um saca-testemunhos, composto de barril duplo ou múltiplo, que retém o testemunho cortado da formação.

INSTALLATED HORSE POWER (IHP) - POTÊNCIA INSTALADA - Corresponde ao somatório das potências dos motores instalados a bordo. Muito utilizada pelos armadores para impressionarem aos afretadores.

INTERMEDIATE ROW - RANGER INTERMEDIÁRIO (NA BROCA) - É a zona entre os três cones de perfuração de uma broca cônica

Letra J

J-CHASER - PESCADOR SIMPLES - Pescador para cabos e/ou amarras no formato de um “J”.

JACKET - JAQUETA - Estrutura submersa, fixa ao leito submarino por estacas, que geralmente faz parte de uma plataforma fixa de produção.

JACK-UP (RIG) - PLATAFORMA AUTO-ELEVATÓRIA - É uma plataforma de perfuração ao largo (offshore), com casco flutuante, munida de pernas retráteis, que podem ser abaixadas ao leito do mar para elevar a estrutura do casco acima do nível da água. Essas unidades são adequadas para profundidades de até 107 metros, aproximadamente.

JAR - FERRAMENTA DE MARTELAGEM - Ferramenta de recuperação de objetos perdidos no poço, que é utilizada para dar fortes marteladas, ou pancadas, na broca emperrada para liberá-la.

JAR DOWN SPEAR - HASTE PARA REDUZIR TREPIDAÇÃO - Dispositivo absorvedor de trepidação na torre de perfuração.

JAW SOCKET - SOQUETE ABERTO - Tipo de soquete de formato semelhante a uma manilha com conexão por cavirão (pino) próprio.

JET BIT - BROCA A JATO HIDRÁULICO - Forma modificada de broca, utilizando o princípio do jato hidráulico para aumentar a velocidade de perfuração.

JETTING OUT - LIMPEZA A JATO - Operação usando jato de ar ou água para a limpeza da escavação de serviços auxiliares, covas ou tanques de fluido circulante, etc., em um canteiro de perfuração rotativa.

JOYSTICK - UNIDADE DE MANOBRAS COMPUTADORIZADA - Sistema de controle de manobras por computador, que tem na movimentação do joystick do console do passadiço (ou asas - remoto) o movimento resultante desejado da embarcação, provocado pelos propulsores e lemes. Facilita sobremaneira as manobras ao simplificar todas as ordens para somente um comando.

JUMP OFF THE ANCHOR - A ÂNCORA GARROU - É a situação da âncora se soltar do fundo

Letra K

KEEL COOLER - RESFRIADOR DE QUILHA - Sistema de resfriamento da água usada na refrigeração dos motores principais de uma embarcação, estanque, por meio de serpentina no fundo do casco submerso.

KELLY / GRIEF STEM - CONJUNTO DE LIGAÇÃO DA COLUNA DE PERFURAÇÃO AO TORNEL - É uma seção de tubulação, quadrada ou hexagonal, de aproximadamente 10,7 m de comprimento, aparafusada

na parte superior de uma coluna de perfuração, por sua vez sustentada pelo tornel (veja SWIVEL) suspenso pelo gancho principal do moitão móvel.

KELLY BUSHING - CONJUNTO MOTRIZ DA UNIÃO - É um conjunto motriz que transmite movimento giratório ao kelly (veja KELLY) da mesa rotativa (plataforma giratória) e também permite ao kelly ser abaixado ou elevado no seu comprimento total, tanto em movimento ou parado.

KELLY COCK - TORNEIRA DE EMERGÊNCIA - É uma torneira colocada no topo do kelly (veja KELLY) e do tornel, para proporcionar meio de estancar qualquer fluxo de fluido do poço, através da coluna de perfuração, durante situação de emergência.

KENTER JOINING SHACKLE (kenter link) - ELO “KENTER” - Tipo de elo usado para a união de dois comprimentos de amarra. KEY SEAT - RANHURA - É uma ranhura na parede do poço que pode causar dificuldades na retirada da coluna, pelo fato de uma broca ou ferramenta ficar presa à esta.

KICK - JATO DE GÁS - Jato descontrolado de gás para a atmosfera sem ignição.

KILLING A WELL - PARALISAÇÃO DO POÇO - É a operação de se controlar um poço que se encontra fora de controle, ou de se encher de lama o poço inteiro para controlar a pressão do reservatório.

KNOWLEDGE BOX - CAIXA DE SABEDORIA - Escrivaninha no escritório do perfurador no piso da plataforma.

KNUCKLE JOINT - JUNTA DE ARTICULAÇÃO - É uma ferramenta para perfuração direcional, colocada na coluna de perfuração e controlada por pressão hidráulica da circulação de lama, para armar a broca ou ferramenta, a um determinado ângulo dentro do poço.

KORT NOZZLE - TUBO “KORT” - Tubulão que envolve o hélice para direcionar sua corrente de descarga. Foi desenvolvido para melhorar a tração, fazendo-o em até 30%.

Letra L

LAND (CASING) - COLOCAÇÃO FINAL - Situação em que uma coluna de revestimento é suspensa ou aparafusada na sua posição final.

LANDING JOINT - UNIÃO SUPERIOR - É a união superior de uma coluna de revestimento, por cimento, à sua posição final, englobando o cabeçote de cimento (veja CEMENT HEAD). Após o bombeamento e secagem do cimento pastoso dentro do poço, a união é retirada, deixando a coluna de revestimento cimentada na sua posição final.

LAP - REVESTIMENTO SOBREPOSTO - Termo aplicado a um intervalo num poço revestido onde o topo do revestimento é sobreposto à extremidade inferior da coluna de revestimento (over lap).

LATCH ON - AMARRAÇÃO - É a amarração dos elevadores (veja ELEVATOR) à coluna de perfuração.

LATEROLOG - LATEROPERFIL - Registro da resistividade das rochas, e dos fluidos nelas contidos, com uma ferramenta que utiliza correntes elétricas focalizadas.

LAY - ALÇA / MÃO - Tipo de acabamento de um cabo (aço ou fibra) apropriado para conexão e/ou encaixe (encapeladura). LAY BARGE - BALSA PARA LANÇAMENTO DE TUBOS - Veja PIPE-LAYING BARGE.

LAZY BENCH - BANCO DE MADEIRA - Banco de madeira no escritório do perfurador, também chamado de “banco da preguiça”.

LEAD TONG - CHAVE DE GRIFO - É uma chave de grifo, enorme e de construção especial, que fica suspensa na torre e é operada por cabo do tambor do guincho (veja CATHEAD) para a colocação ou retirada de seções de tubulação da coluna de perfuração.

LEASE - CONTRATO DE ARRENDAMENTO - Documento legal entre o dono das terras e o arrendador, que permite a prospecção e a exploração da propriedade para a extração de minérios e outros produtos petrolíferos.

LEG - PERNA - Termo genérico para designar as estruturas de sustentação de uma plataforma (ou coluna).

LIFE RAFT - BALSA INFLÁVEL - Cápsula de fibra de vidro contendo uma balsa inflável por cilindro de CO2 em caso de emergência, usada para as fainas de abandono.

LIME-BASE MUD - LAMA A BASE DE LIMO - Fluido circulante a base de limo.

LINER - REVESTIMENTO VEDADOR - É uma seção de revestimento colocada na área de produção de um poço para proteger a face da formação e evitar que areia ou entulhos entrem neste mesmo poço.

LINER COMPLETION - CONCLUSÃO DO REVESTIMENTO - É a colocação de uma coluna de revestimento perfurada para sustentação das paredes de uma formação não consolidada.

LINER HANGER - SUPORTE DE REVESTIMENTO - É um conjunto montado com cunhas de dentes cambiáveis (veja SLIPS) e vedadores (veja PACKER), usado para sustentação de um revestimento na seção inferior da coluna de revestimento de produção.

LINKED RUDDERS - LEMES COMBINADOS - Também chamados de “lemes gêmeos”. Situação dos lemes em manobra quando ambos, normalmente dois, trabalham com os mesmos movimentos.

LITHODENSITY LOG - PERFIL DE LITODENSIDADE - Registro da densidade total e da seção de absorção fotoelétrica (Pe) das rochas que compõem as paredes do poço feito por uma ferramenta composta por uma fonte de raios gama e dois detetores.

LIVE OIL - PETRÓLEO CONTAMINADO - Petróleo que contém gás.

LIZARD - PENDENTE DE SEGURANÇA - Pendente de cabo sintético ou de aço com um sapatilho no chicote livre. Usado como uma guia ou para a amarração de uma boça.

LOADING BUOY - BÓIA DE CARGA - Monobóia (veja MONOBUOY) de fundeio simples, geralmente com bóia-mola (veja SPRING-BUOY).

LOCATION - LOCAÇÃO - Local onde um poço deve ser perfurado. Chamado também de canteiro. LOG - PERFIL - Registro contendo uma ou mais curvas que refletem propriedades das rochas que circundam o poço, ou características deste (fluido, cimento, revestimento, rocha, etc.). Veja WELL LOG.

LOG - OPERAÇÃO DE PERFILAGEM - Operação feita com uma ferramenta, ou conjunto delas, descidas no poço para registro de um ou mais perfis.

LOG (DRILLING) - REGISTRO DE PERFURAÇÃO - Registro das operações de perfuração anotadas pelo perfurador de cada turno.

LOGGING (MUD) - REGISTRO DA LAMA - Essa operação proporciona um exame contínuo da lama circulante no poço, para possíveis evidências da presença de petróleo ou gás da formação perfurada.

LOSE RETURN - CIRCULAÇÃO PERDIDA - Interrupção da circulação de fluido circulante, pela entrada do mesmo em uma formação porosa (ladra - thief formation), ao invés de retornar à superfície.

LOWER HULL - FLUTUANTES - Veja FLOATER.

LUBRICATOR - LUBRIFICADOR - É um recipiente especial, de forma cilíndrica, munido de válvulas que facilitam a colocação, no poço e sob pressão, de ferramentas guiadas por cabos, ou a injeção de lama e outros fluidos, sob condições de pressões semelhantes.

Letra M

MACARONI - MACARRÃO (TUBO DE PERFURAÇÃO) - Tubulação (cano) de perfuração de pequeno diâmetro externo(60 a 73 mm).

MAGNETIC PARTICLE TESTING - TESTE DE PARTÍCULAS MAGNÉTICAS - Teste para avaliação do fluido circulante ou da formação perfurada (magnetic survey).

MAKE HOLE - COMPLETAÇÃO - Veja CASING (STRING).

MAKE IT UP ANOTHER WRINKLE - DAR MAIS UMA VOLTA - Apertar mais uma volta em uma conexão.

MAKING A CONNECTION - LIGAÇÃO ESPECIAL - É a operação de acréscimo de mais uma única seção de tubulação depois que o kelly (veja KELLY) perfurou até o seu comprimento total.

MAKING A TRIP - VIAGEM (COLUNA DE PERFURAÇÃO) - É a operação de subida e descida da coluna de perfuração para troca de broca ou ferramenta.

MANIFOLD - PIANO DE VÁLVULAS - Conjunto de válvulas submersas semelhantes às tomadas de carga e descarga de um navio petroleiro (no convés), que servem para direcionamento da produção dos vários poços.

MANUAL BAND BRAKE - FREIO MANUAL - Freio de guincho de acionamento manual.

MARSH FUNNEL - VISCOSÍMETRO - É um instrumento utilizado para determinar a viscosidade de um fluido circulante. MASTER BUSHING - BUCHA MESTRE - São pesadas inserções de aço, que se acomodam na plataforma giratória (mesa rotativa), para sustentação do peso da coluna de perfuração, por meio de cunhas removíveis (veja SLIPS).

MASTER GATE - VÁLVULA MESTRE - É a válvula principal montada no cabeçote de um poço produtor.

MEASURE IN - MEDIÇÃO DE PROFUNDIDADE - É a medição da tubulação de perfuração com trena de aço, durante sua colocação no poço, para se averiguar a verdadeira profundidade deste.

MEASURING SHEAVE - POLIA DE MEDIÇÃO - É a polia de medição que mede a distância (em pés) penetrada pela coluna de perfuração no poço.

MECHANICAL RIG - INSTALAÇÃO DE PERFURAÇÃO MECÂNICA - É um tipo de instalação de perfuração.

MICRORESISTIVITY LOG - PERFIL DE MICRORESISTIVIDADE - Registro da resistividade da zona invadida pela lama de perfuração nas paredes do poço feito por uma ferramenta com eletrodos presos a um patim que é pressionado contra a parede do poço.

MIST (DRILLING) - PULVERIZAÇÃO - Perfuração a base de pulverização.

MODULAR RIG - PLATAFORMA MODULAR - Módulos de produção colocados sobre uma estrutura submersa, chamada de jaqueta, compondo uma plataforma fixa.

MODULE - MÓDULO - São containers (recipientes) grandes nos quais são alojadas as várias unidades de equipamentos tais como: fontes de energia, conjuntos de moto-bombas, equipamentos de controle, unidades de reciclagem de despejo, etc., instalados em uma plataforma.

MONKEY BOARD - PLATAFORMA DE EMPILHAMENTO - É uma plataforma usada pelo operário da torre, a aproximadamente 27 m acima do piso da torre, para manipular o empilhamento do estoque de tubulações, quando retirando ou colocando uma coluna de perfuração.

MONKEY FACE - PLACA TRIANGULAR - Placa de formato triangular para a união dos pendentes que formam a cabresteira de reboque de uma plataforma.

MONOBUOY (SBM) - MONOBÓIA - Sistema flutuante para transferência de petróleo produzido por um campo. Consiste de uma bóia especial ancorada com 6 a 8 âncoras para receber amarrado um navio petroleiro, tendo um mangote flutuante para a transferência da produção bombeada por uma plataforma.

MOON POOL - POÇO - É a abertura no centro de uma plataforma destinada à manobra de equipamentos pesados que são arriados no mar, como por exemplo o BOP (blow-out preventer).

MOORING EQUIPMENT - EQUIPAMENTOS DE AMARRAÇÃO - É o conjunto de cabeços, cabos e guinchos, além das defensas, que servem para a amarração de unidades (embarcações).

MOORING MASTER - CAPITÃO DE MANOBRAS - Pessoa que orienta (coordena) as manobras de amarração de navios petroleiros às monobóias ou a navios-cisterna, bem como outras manobras na área.

MOTION COMPENSATOR - COMPENSADOR DE MOVIMENTOS - Dispositivo na mesa giratória para aliviar trepidação.

MOTOR MAN - MECÂNICO - Operário encarregado pela manutenção dos motores de combustão interna da plataforma (unidade) e de vários outros equipamentos.

MOUSE HOLE - TOCA DO RATO - Recurso usado em sistemas de perfuração terrestres que consta de um buraco próximo à mesa rotativa (de 7 a 8 m), para acomodar uma única seção de tubos, evitando a necessidade de se deitar o kelly (veja KELLY).

MUD - LAMA - Fluido utilizado no poço durante uma operação de perfuração, cuidadosamente controlado no que tange às suas propriedades, servindo para: a) resfriar a broca; b) remover as aparas do poço; c) evitar o desabamento do poço; d) consolidar formações frouxas (areia, cascalho); e) evitar a intrusão de água, gás ou petróleo no poço; f) lubrificar a tubulação de perfuração; g) diminuir a corrosão das tubulações de perfuração e revestimento; h) suspender aparas quando as operações são paralisadas. As propriedades “gel” evitam a sedimentação das aparas; i) permitir sua limpeza na peneira e nos tanques de sedimentação.

MUD (CAKE) - DEPÓSITO DE SÓLIDOS - É o depósito de sólidos da lama de perfuração na parede de um poço, do lado aposto a uma formação porosa, devido à perda de água da lama para esta mesma formação.

MUD (GAS CUT) - LAMA CONTAMINADA POR GÁS - É um fluido de lama com gás arrastado que tem sua densidade diminuída, colocando em risco a segurança da instalação.

MUD BOX - TANQUE DE LAMA - É um tanque, ou container (recipiente), do qual a bomba de circulação aspira lama para o poço.

MUD DITCH - VARETA DE RETORNO DA LAMA - É uma vareta através da qual a lama retorna da peneira oscilante para o tanque de sucção da bomba de circulação.

MUD MIXING PLANT - USINA DE MISTURA DE LAMA - É a combinação de bombas, tremonhas, pistolas a jato e tanques necessários para a mistura dos componentes de um fluido (lama).

MUD OFF - VEDAÇÃO POR LAMA - É a vedação de um poço, de água ou petróleo, pela utilização da lama circulante. O termo aplica-se ao indesejado bloqueio do fluxo do petróleo da formação.

MUD PIT - COVA DE LAMA - É um tanque (ou cova) no qual é descarregada a lama que retorna do poço. É também usado para o armazenamento de volumes de reserva de lama.

MUSTER STATION - LOCAL DE REUNIÃO - Pontos para a reunião de pessoas em fainas de emergência nas unidades

Letra N

NATURAL GAS - GÁS BRUTO - Veja GAS (NATURAL).

NEUTRON LOG - PERFIL DE NÊUTRONS - Registro da concentração de hidrogênio nas rochas que compõem a parede do poço feito por uma ferramenta composta por uma fonte de nêutrons e um detetor de nêutrons ou de raios gama.

NIPPLE CHASER - ENCARREGADO DE PROCURA DE MATERIAL - Operário encarregado da procura e entrega, à torre de perfuração, das ferramentas e equipamentos necessários para a execução dos trabalhos.

NITROGEN - NITROGÊNIO - Gás inerte (veja INERT GAS) utilizado para estimulação de poços de petróleo; elemento comumente não metálico que, em forma livre, é normalmente um gás diatômico, incolor, inodoro, insípido, insolúvel, inerte, constituindo 78% da atmosfera por volume. Nos processos industriais o nitrogênio é utilizado principalmente como atmosfera inerte; no transporte de produtos químicos, petróleo e gases, é largamente utilizado para inertização de atmosferas confinadas inflamáveis e/ou explosivas para reduzir os riscos de incêndio e/ou explosão, bem como para separar substâncias do ar atmosférico que reagem violentamente com o oxigênio nele contido.

NON-ASSOCIATED GAS - GÁS NÃO ASSOCIADO - Gás natural que ocorre sem a presença de óleo em um reservatório.

NON-CONDUCTIVE MUD - LAMA NÃO CONDUTIVA - Lama com características elétricas isolantes.

NON-INCENDIVE LIGHT - LUNINÁRIA A PROVA DE FOGO - Luminária que não provoca centelhas em atmosferas com a possibilidade de “estarem” inflamáveis.

NON-MAGNETIC DRILL COLLAR - COLAR DE PERFURAÇÃO ANTI-MAGNÉTICO - Colar de perfuração (veja DRILL COLLAR) anti-magnético para não interferir em avaliações elétricas no poço.

NO RETURN VALVE - VÁLVULA DE RETENÇÃO - Tipo de válvula que permite o fluxo de fluido numa só direção.

NUCLEAR MAGNETIC RESONANCE LOG - PERFIL DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA - Registro dos fluidos móveis dentro da rocha feito com uma ferramenta que produz um campo magnético nas rochas, provocando o movimento de precessão nos prótons, que gera uma freqüência de rádio então captada.

Letra O

OCEAN GOING TUG - REBOCADOR DE ALTO-MAR - Rebocador para operações de apoio marítimo capacitado a enfrentar severas condições de mar.

OFF HIRE - FORA DE CONTRATO - Veja DOWN TIME.

OFF PRODUCTION - PRODUÇÃO PARALISADA - Diz-se de um poço provisoriamente fechado, ou incapaz de produzir petróleo.

OFFSET - DESVIO - É o desvio que um poço sofre em relação ao seu vertical absoluto.

OFFSHORE COMMUNICATIONS - COMUNICAÇÕES AO LARGO - Sistemas de comunicações entre as unidades ao largo (plataformas e embarcações) e suas bases em terra, próximas ou não. Abrange todos os tipos possíveis de equipamento, por exemplo: telefone, fax, telex através de sistema INMARSAT (via satélite), VHF, SSB, fonia por cabo, fonia por rádio, rádio-telex, UHF, etc.

OFFSHORE INSTALLATION MANAGER (OIM) - GERENTE DE INSTALAÇÃO OFFSHORE - Superintendente de uma instalação ao largo.

OFFSHORE SURVEY - ESTUDO SUBMARINO - Estudo de fundo submarino realizado pela geologia (normalmente utilizando navios sísmicos), onde são diagramados os possíveis locais da existência de formação de hidrocarbonetos.

OFF-TAKE - NÃO ATINGIDO - Terminologia utilizada na operação de perfuração quando é verificada a possibilidade de não se atingir a área de interesse. OIL-BASE MUD - LAMA À BASE DE ÓLEO - Fluido circulante com o óleo diesel como componente base.

OIL FIELD - CAMPO DE PETRÓLEO - Geralmente definido como área onde foi comprovada a existência de depósitos produtivos de petróleo.

OIL SAND - AREIA OLEOSA - É uma formação arenítica porosa contendo petróleo.

OIL SHOW - PETRÓLEO A MOSTRA - Indicação de um reservatório contendo petróleo, pela sua presença nas aparas que retornam à superfície, ou pelo próprio óleo que flui dentro da perfuração de um poço.

OIL STRING - COLUNA DE SUSTENTAÇÃO DO POÇO - É a coluna de revestimento (sustentação), colocada para manter o poço aberto e permitir a produção de fluido da formação contendo petróleo para a superfície.

OIL TANKER - PETROLEIRO - Navio para transporte de petróleo e derivados.

ON THE PUMP - OPERAÇÃO COM BOMBA EMBUTIDA - É o uso de uma bomba, abaixo do lençol de petróleo, para elevar a pressão baixa do reservatório.

OPEN HOLE - POÇO CRU - É a parte perfurada de um poço sem revestimento.

OPEN PROPELLER - HÉLICE ABERTO - Nome dado ao arranjo convencional de propulsão.

OUT STEP WELL - POÇO DE EXPLORAÇÃO ALÉM CAMPO - É um poço perfurado para explorar a possível ampliação de um campo produtor, além da área comprovada.

OVER-MARINE - PROPULSÃO COLCHÃO/HÉLICE - Sistema de propulsão composto de casco com colchões de ar e hélice submerso, geralmente usado nas embarcações de transporte de passageiros em alto- mar.

OVERSHOT - FERRAMENTA DE ELEVAÇÃO VERTICAL - É uma ferramenta de pesca (veja FISHING TOOL) geralmente munida de cunhas com dentes cambiáveis (veja SLIPS), tendo dentes radiais, que se acomodam sobre a extremidade superior de uma coluna de tubulação perdida, prendendo-se à mesma para sua recuperação.

Letra P

PACKER - VEDADOR / OBSTRUIDOR - É um plug de expansão, geralmente feito de borracha, colocado em um poço para obstruir a passagem do fluido.

PADEYE - OLHAL - Ponto para conexão ou fixação em uma estrutura.

PASSIVE POSITIONING - POSICIONAMENTO PASSIVO - Estado em que se encontra o comando de perfuração, por ocasião de algum colapso existente na formação, exigindo do sondador extremo cuidado com a manobra.

PAY SAND - AREIA DE VALOR PRODUTIVO - É um reservatório de areia que contém petróleo ou gás em quantidades comerciais.

PEAR LINK - ANEL PÊRA - Anel de sustentação de um estropo / lingada composto de uma ou mais pernas de cabo de aço.

PELICAN HOOK - PELICANO MANUAL - Tipo de gato usado como boça de segurança na desconexão de sistemas em amarras ou cabos, de acionamento manual. Pode ser deslocado por todo o convés de uma unidade (embarcação).

PENETRATION RATE - VELOCIDADE DE PENETRAÇÃO - É a velocidade com que a broca procede no afundamento ou penetração do poço.

PENNANT WIRE - PENDENTE - Cabo de aço conectado a uma âncora ou outra peça (poita) que, tendo na outra extremidade uma bóia, serve para facilitar o manuseio da mesma. É também o nome dado a todo cabo, de pequeno comprimento, com sapatilhos ou mãos chumbadas nas extremidades, para a união entre outros acessórios de um sistema (de reboque ou manuseio de âncoras).

PERFORATING - PERFURAÇÃO LATERAL DE REVESTIMENTO - É a perfuração do revestimento com pistola (veja GUN - PERFORATING).

PERMANENT CHASER - PESCADOR PERMANENTE - Pescador fechado que corre ao longo do cabo e/ou amarra da linha de ancoragem de uma unidade operacional. É um sistema usado para grandes profundidades por evitar o uso da bóia de âncora.

PERMEABILITY - PERMEABILIDADE - É a propriedade de uma formação rochosa porosa permitir o fluxo de um líquido contido nela.

PERMIT TO WORK - ÁREA LIBERADA - Denominação dada a uma área inspecionada e livre de riscos de incêndio e/ou acidentes.

PERSONNEL BASKET - CESTA DE PASSAGEIROS - Equipamento para transferência de passageiros (até 8) da embarcação para a sonda (plataforma) e vice-versa, similar a uma tenda de rede, suspensa pelo guindaste da unidade através do cabo de sustentação central com amortecedor.

PERSUADER - CONQUISTADOR - Ferramenta grande, para exercer torque quando desaparafusando uma união muito apertada, ou situação similar.

PHYSICAL FORMATION LOGGING - PERFIL DE FORMAÇÃO FÍSICA - Registro feito por ecógrafo que permite delinear a formação física do terreno.

PICK-UP WIRE - MENSAGEIRO - Cabo mensageiro de aço, normalmente com diâmetro de 3 ¼”, para serviços leves, operado de um guincho auxiliar.

PIG - ROTOR DE TUBOS - É um dispositivo usado para bombear, através de uma tubulação, fluido para limpeza das paredes ou obstrução na mesma.

PIG IRON - PEÇA DE FERRO - Gíria de campo para denominar qualquer peça de equipamento da perfuração feita de ferro ou aço.

PIGGY BACK - ÂNCORA REFORÇO - É uma âncora menor ou igual a principal que, conectada à cruz desta, serve para reforçar a capacidade de penetração da linha de ancoragem.

PILOT BIT - BROCA PILOTO - Broca usada para iniciar uma perfuração direcional.

PIN - CONECTOR CÔNICO - É um conector macho de rosca cônica.

PIN PILES - PILASTRA FINA - Pilastra mais fina (vertical) da estrutura submersa denominada jaqueta.

PINGER - EMISSOR ACÚSTICO - Equipamento elétrico que permite acompanhar acusticamente a estimulação de um poço, pelas informações reunidas.

PIPE BARGE - BALSA PARA TRANSPORTE DE TUBOS - Balsa utilizada para acompanhar, transportando tubos, a balsa de lançamento de tubos.

PIPE JOINT - JUNTA DA TUBULAÇÃO - Veja CASING COLLAR.

PIPE-LAYING BARGE - BALSA PARA LANÇAMENTO DE TUBOS - É uma balsa preparada para a colocação de tubulações submarinas

PIPE RACK - PRATELEIRA DE ESTOCAGEM DE TUBULAÇÕES - Prateleira fora do piso da torre sobre a qual as tubulações de perfuração ou de revestimento são estocadas.

PIPE RECOVERY LOG - REGISTRO DE RECUPERAÇÃO DE TUBOS - É o registro das operações quando da “quebra” (desmontagem) de uma coluna.

PIPELINE (SUBMARINE) - OLEODUTO (SUBMARINO) - É a melhor maneira de se transportar o petróleo de um campo ao largo (offshore), com tubulações de diâmetro entre 813 e 864 mm. Essa linha de tubulação é parcialmente embutida no leito com uma proteção de agregado de cimento.

PIPELINE OIL - PETRÓLEO COMERCIÁVEL - Petróleo suficientemente limpo para ser comercializado.

PIRATE SAND - ARENITO PIRATA - É um arenito poroso que permite que o fluido escape durante a perfuração do poço.

PITCH - PASSO - É o ângulo formado entre a pá do hélice e a perpendicular ao eixo.

PITMAN - BIELA MOTRIZ DO BALANCIM - É a vareta que liga o balancim à manivela motriz em um aparelho de perfuração à percussão.

PLATFORM - PLATAFORMA - Estrutura ao largo (offshore) para produção de petróleo, pré-refino ou preparo do petróleo bruto para transporte, composta de jaqueta (estrutura submersa) e módulos.

PLUG - TAMPÃO - Vedação de um poço que está sendo abandonado.

PLUG BACK - RETRO-VEDAÇÃO - Vedação da extremidade inferior de um poço (no fundo) para evitar a entrada de líquidos (insumo) desta parte do poço.

PLUGGED - LACRADO - Diz-se de um poço que está fechado.

PLUGGED AND ABANDONED - LACRADO E ABANDONADO - Diz-se de um poço que já foi explorado e está abandonado. PLUGGED AND SUSPENDED - LACRADO E SUSPENSO - Diz-se de um poço que foi temporariamente explorado. PNEUMATIC FENDERS - DEFENSAS PNEUMÁTICAS - Defensas de grande volume com dimensões externas mantidas por ar comprimido. Servem para proteção contra choques entre unidades. Normalmente usadas em navios-sonda para a atracação de outras embarcações.

POLISHED ROD - VARETA POLIDA - Vareta altamente polida, com movimento de vai-e-vem através de uma gaxeta de vedação, no cabeçote de um poço, para a operação de ferramentas ou bomba interna neste poço.

POLISHED WIRE HOPE - CABO DE AÇO POLIDO - Cabo de aço galvanizado a frio.

PONTOON - FLUTUANTE - Estrutura circular que envolve a base das pernas ou das colunas das plataformas tipo SS (semi-submersível) e PA (auto-elevatória). Nesta última recebem o nome de spod tanks.

POOR BOY - POÇO DE OPERAÇÃO BARATA - Operação ou ferramenta feita ao menor custo, em vez de sofisticados equipamentos ou serviços disponíveis.

POROSITY - POROSIDADE - Percentual do volume total de uma rocha ou solo que é ocupado por espaços vazios, isolados ou conectados.

POSCON - “JOYSTICK” - Nome de um equipamento de comando computadorizado. Veja JOYSTICK.

POSITIONING SYSTEM - SISTEMA DE POSICIONAMENTO - Sistema utilizado para o posicionamento de plataformas ou navios, através de âncoras (convencional) ou por propulsores (dinâmico).

POTENTIAL TEST - TESTE DE POTENCIAL PRODUTOR - Teste que proporciona informações sobre a capacidade de um poço.

POTTING TOWER - SILO - Depósito para armazenagem de granéis sólidos (cimento, baritina, bentonita, etc.).

POWER SWIVEL - POTÊNCIA DE ROTAÇÃO - Potência na mesa de rotação.

POWER TONG - ALICATE HIDRÁULICO - Alicate com comandos hidropneumáticos.

PRE-LOADING - PRÉ-CARGA - Teste de apoio no fundo de uma plataforma auto-elevatória (PA) em nova locação.

PRIMARY RECOVERY - RECUPERAÇÃO PRIMÁRIA - Primeiro estágio de recuperação de material ou de um poço que está sendo estimulado/explorado.

PRIME MOVER - FORÇA MOTRIZ PRIMÁRIA - Termo que se aplica à perfuração de um poço que usa como força motriz a máquina a vapor, o motor elétrico ou o motor de combustão interna.

PRODUCTING COST FACTOR - FATOR DO CUSTO DE PRODUÇÃO - Rentabilidade comercial do investimento feito para a exploração de um poço.

PRODUCTION - PRODUÇÃO - Termo utilizado para o índice de produção de um poço. PRODUCTION HORIZON - HORIZONTE DE PRODUÇÃO - Perspectiva comercial da capacidade natural de hidrocarbonetos existente em um poço.

PRODUCTION MODULE - MÓDULO DE PRODUÇÃO - Módulos de uma plataforma de produção (veja PLATFORM) com a função de, através de separadores, prepararem o óleo para transporte por oleodutos.

PRODUCTION PLATEAU - PLATÔ DE PRODUÇÃO - Área de abrangência dos poços direcionais de uma plataforma de produção (cerca de 3,2 Km de diâmetro).

PRODUCTION PLATFORM - PLATAFORMA DE PRODUÇÃO - Veja PLATFORM.

PRODUCTION RATE - TAXA DE PRODUÇÃO - Velocidade da produção de barris de um poço.

PRODUCTION STRING - COLUNA DE PRODUÇÃO - Coluna de tubos destinada à condução de petróleo produzido no poço para o módulo de produção.

PRODUCTION TREE - ÁRVORE DE PRODUÇÃO - Veja CHRISTMAS TREE.

PRODUCTIVE SAND - AREIA PRODUTORA - Nível arenítico da coluna sedimentar no qual os hidrocarbonetos estão acumulados.

PROPANE - PROPANO - Hidrocarboneto saturado, gasoso e incolor, da família dos alcanos, obtido do petróleo parafínico. Fórm. (C3H8).

PROPENE, PROPYLENE - PROPENO, PROPILENO - Hidrocarboneto insaturado, gasoso e incolor, obtido do petróleo naftênico. Fórm. (C3H6).

PROPPING AGENT - AGENTE DE ESCORAMENTO - São os materiais para a manutenção das aberturas (fissuras) de uma formação após uma operação de fraturamento (veja FRACTURING - FORMATION).

PSI (POUNDS PER SQUARE INCH) - LIBRAS POR POLEGADA QUADRADA - Unidade de pressão.

PULLING CASING - REMOÇÃO DE REVESTIMENTO - Remoção da coluna de revestimento de um poço.

PULLING UNITS - UNIDADES DE TRAÇÃO - Unidade de serviços de perfuração utilizada para a retirada das varetas da bomba embutida no poço.

PULL IT GREEN - RETIRADA ANTECIPADA - Retirada da broca de um poço, para reposição, antes que esteja muito gasta.

PULL-OUT - RETIRADA DA COLUNA - Operação de retirada da coluna de perfuração de um poço.

PUMPING JACK - BALANCIM DA BOMBA EMBUTIDA - Unidade de operações montada sobre um poço (veja PUT ON PUMP) que aciona a bomba embutida (veja DOWN HOLE PUMP).

PUMPS OFF - RETIRADA POR BOMBEAMENTO - É uma condição na qual o petróleo de um poço tem seu nível abaixo da aspiração da bomba, em bombeamento sob pressão.

PUT A WELL ON - COLOCAR UM POÇO EM PRODUÇÃO - Abrir um poço para a produção tanto por bombeamento auxiliar, como pelo fluxo normal dentro do sistema coletor.

PUT ON PUMP - BOMBEAMENTO AUXILIAR - Instalação de equipamento de bombeamento auxiliar em um poço que não flui à superfície pela própria pressão do reservatório.

Letra Q

QUANTOMETER - QUANTÔMETRO / QUANTÍMETRO - Instrumento utilizado para medir quantidade de raio-X emitida.

QUICK RELEASE SYSTEM - SISTEMA DE DESENGATE RÁPIDO - Sistema para desconexão imediata. Pode ser através de gatos ou outros recursos. É de utilidade para alívio de altas tensões em situações críticas ou falhas de equipamentos.

QUIET WELL - POÇO ADORMECIDO - Local de previsão errada (ou não confirmada) da existência de hidrocarbonetos, em virtude do estudo de fundo

Letra R

RABBIT - ROTO-TUBO - Roto-tubo para limpeza de tubulação. Semelhante ao pig (veja PIG), trata-se de um rotor bombeador através de uma tubulação para limpá-la ou testar para averiguar se há obstrução.

RACK - BERÇO - Estrutura para armazenamento de uso geral.

RADIOGRAPHY - RADIOGRAFIA - Estudo ou inspeção via radiografia (raio-X) de uma estrutura ou chapeamento.

RAKED BOW - PROA LANÇADA - Tipo de proa projetada acima da linha d’água utilizada por algumas embarcações de apoio marítimo.

RAMP BARGE - BALSA DE LANÇAMENTO - Tipo de balsa usada no lançamento de tubulações submarinas.

REAM - ALARGAMENTO - Alargar uma perfuração de menor diâmetro para colocação da coluna de revestimento ou ferramentas dentro do poço.

REAMER - ALARGADOR - Ferramenta munida de roletes serrilhados ou cortadores de expansão, utilizada para alargar o diâmetro de uma perfuração de poço.

RE-ENTRY - REENTRADA - Método utilizado na repetição da operação de exploração de um poço que está sendo estimulado.

RE-ENTRY SONAR - SONAR DE REENTRADA - Equipamento que permite o rastreamento submarino em operação de reentrada. RE-INJECTION - REINJEÇÃO - Processo utilizado para reinjetar fluido na operação de perfuração.

REMOTE CONTROLLED VEHICLE (RCV) - VEÍCULO A CONTROLE REMOTO - Veículo de inspeção, trabalho e pesquisa não tripulado, geralmente operado via umbilical de uma plataforma ou de um navio de apoio.

RESERVOIR - RESERVATÓRIO - É uma formação rochosa porosa contendo óleo ou gás, que pode estar selada por uma rocha capeadora (veja CAP-ROCK).

RESERVOIR PRESSURE - PRESSÃO DO RESERVATÓRIO - Pressão natural do reservatório que pode ser ou não suficiente para que o fluido armazenado na formação possa fluir por um poço até a superfície.

RESISTIVITY LOG - PERFIL DE RESISTIVIDADE - Termo genérico para o registro da resistividade das rochas que circundam o poço, feito por diversos tipos de ferramentas.

RESOCKETING - RECONEXÃO - Recolocação do soquete de seções.

REVERSE CIRCULATION - REVERSÃO DA CIRCULAÇÃO - Procedimento adotado, sob circunstâncias especiais, onde o fluido circulante é bombeado para dentro do espaço anular entre a parede do poço e a tubulação de perfuração, retornando através do volume de perfurações.

RIG (DRILLING) - PLATAFORMA DE PERFURAÇÃO - É todo o conjunto (instalação) destinado à perfuração de um poço de petróleo.

RIG LEGS - PERNAS DA PLATAFORMA - É o termo empregado para plataformas auto-elevatórias. Nas semi-submersíveis são denominadas colunas.

RIG UP - APARELHAR - É a instalação do aparelho, ou instalação de perfuração e os equipamentos necessários para a perfuração de um poço.

RISER - COLUNA DE ASCENÇÃO - Tubulação larga de diâmetro aproximado de 406 mm que se estende desde o dispositivo de segurança contra “estouros” (veja BLOW OUT PREVENTER - BOP) no leito do mar, até embaixo do piso da torre de uma instalação semi-submersa.

RISER ANGLE INDICATOR - CLINÔMETRO DA COLUNA DE ASCENÇÃO - Indicador do ângulo de inclinação da coluna de ascenção em relação ao vertical absoluto.

ROCK BIT - BROCA CÔNICA - Broca de formato cônico colocada na extremidade inferior de uma coluna de perfuração para atacar (cortar) a formação sendo penetrada.

ROCK CUTTING - CORTE DE ROCHA - Perfuração em formação rochosa.

ROCK HOUND - CÃO FAREJADOR DE ROCHA - Apelido de um geólogo que atua na exploração de petróleo.

ROCKING - PULSAÇÃO DE PRESSÃO - Operação de pressurização e liberação de pressão em ciclos, para induzir um poço a fluir por si mesmo. ROCK PRESSURE - PRESSÃO DE ROCHA - Pressão natural do fluido que preenche os espaços porosos de uma rocha exercida principalmente pela massa sólida sobrejacente ao ponto considerado.

ROD BACKOFF WHEEL - VOLANTE PARA DESCONEXÃO DE VARETAS - Dispositivo para desaparafusar as hastes ou varetas da bomba que se encheu de areia devendo o poço ser desmontado.

ROLLER - ROLO - Rolo para evitar atrito do cabo de aço no guia-cabo (veja SPOOLING GEAR).

ROLLER BIT - BROCA TIPO CÔNICA - Veja ROCK BIT.

ROPE SPEAR - LANÇA DE RECUPERAÇÃO - Ferramenta de pesca de objetos perdidos no poço, com rebarbas salientes, utilizada para recuperar-se um cabo de aço quebrado dentro do poço.

ROTARY BUSHING - REVESTIDOR DE AÇO - Pesado revestidor de aço que é colocado na abertura da mesa rotativa (plataforma giratória) para acomodar o conjunto motriz do kelly (veja KELLY) ou as cunhas serrilhadas (veja SLIPS).

ROTARY TABLE - MESA ROTATIVA / PLATAFORMA GIRATÓRIA - Mesa rotativa (plataforma giratória) situada no centro do piso da torre. Sua função é a de sustentar o peso de qualquer tubulação ou revestimento colocado na perfuração, proporcionando também movimento giratório (ou relativo) à esta coluna, através do kelly (veja KELLY).

ROUND TRIP - VIAGEM REDONDA DA COLUNA - Operação de retirada da coluna de perfuração do poço, mudança da broca ou ferramentas e recolocação no fundo.

RUDDER PROPELLER - LEME-PROPULSOR - Conhecido como hélice azimutal ou propulsor azimutal (veja AZIMUTHAL THRUSTER).

RUN IN - DESCIDA - Operação de colocação de tubulação de perfuração ou revestimento em um poço.

RUNNING SAND - AREIA EM SUSPENSÃO - Grãos de areia suspensos em água, ou petróleo, que podem causar complicações durante a perfuração de um poço.

ROYALTY - DIREITOS SOBRE POSSE - Valor pago pelo arrendador da propriedade ao dono, baseado em certo percentual da produção bruta retirada desta mesma propriedade.

Letra S

SAFETY GOGGLES - ÓCULOS DE SEGURANÇA - Equipamento obrigatório na operação de chumbagem com metal derretido, ou na limpeza de ferrugem, desincrustação, etc.

SAFETY HOOK - GATO DE SEGURANÇA - Gancho usado na movimentação de cargas, com dispositivo que impede a saída dos cabos suspensos (ou encaixados), sem a liberação manual.

SAFETY JOINT - JUNTA DE SEGURANÇA - Ferramenta de segurança, com rosca para a esquerda, colocada na coluna de perfuração acima da broca ou ferramenta de pesca (veja FISHING TOOL) e que permite a fácil retirada e recuperação da coluna de perfuração acima desta mesma junta de segurança, na eventualidade das ferramentas em uso no poço ficarem emperradas.

SAFE WORKING LOAD (S.W.L.) - CARGA DE TRABALHO SEGURA - Indicação do limite máximo e seguro para operação de um equipamento no levantamento de pesos ou tração. Normalmente expresso em toneladas.

SAMPLES - AMOSTRAS DE APARAS - Aparas da formação penetrada na perfuração que retornam à superfície no fluido de circulação sendo removidas pela peneira oscilante, para exame pelo geólogo.

SAMPSON POST - POSTE DO BALANCIM - Poste vertical que sustenta o balancim (veja WALKING POST).

SAND LINE - CABO DA BOMBA DE RESÍDUOS - Cabo de aço para acionar a bomba de areia (veja SAND PUMP); removedor de resíduos (veja BAILER); ou removedor de fluidos (veja SWAB), dentro do poço.

SAND PUMP - BOMBA DE RESÍDUOS - Tipo de removedor de resíduos (veja BAILER) munido de um êmbolo, usado para remoção de graxa de lubrificação e aparas de um poço de pulverização da formação rochosa (veja DRILLING - CABLE TOOL).

SAND REEL - TAMBOR DA BOMBA DE AREIA - Tambor para bobinar o cabo da bomba de resíduos.

SANDED UP - ENTUPIMENTO DE AREIA - Entupimento pela areia com petróleo que passa da formação para o poço.

SATELLITE WELL - POÇO SATÉLITE - Um dos poços perfurados direcionalmente pela plataforma fixa (diâmetro de aproximadamente 3,2 Km).

SAVERSUB - LUVA DE PETRÓLEO - Luva de proteção colocada na extremidade inferior do kelly (veja KELLY) para uni-lo à coluna de perfuração, podendo ser facilmente trocada quando gasta. Sua função é proteger a união inferior do kelly.

SBM - MONOBÓIA - Veja MONOBUOY.

SBM’S HAWSERS - ESPIAS DA MONOBÓIA - Usadas para amarração do navio petroleiro à monobóia.

SCAFFOLD - ANDAIME - Estrutura montada para trabalhos externos de conservação e pintura, bem como reparos.

SCHLUMBERGER - SCHLUMBERGER - a) Companhia internacional de pesquisa do subsolo que oferece serviços que cobrem praticamente todos os aspectos da indústria do petróleo com a atividade predominantemente dirigida para operações a cabo em um poço (operações de perfilagem); b) Conrad (1878- 1936), Mazeel (1884-1953), irmãos franceses que desenvolveram um método de perfilagem elétrica contínua de poços. Consistia em descer uma ferramenta (sonda) sustentada por um cabo no interior do poço para registrar as propriedades do mesmo. Fundaram em 1926 uma sociedade de prospecção elétrica que recebeu mais tarde seu nome.

SCRATCHER - RASPADEIRA - Dispositivo colocado sobre uma tubulação de revestimento, que limpa as paredes do poço, à medida em que este revestimento é colocado, melhorando as condições do poço para uma operação de cimentação satisfatória.

SCREEN PIPE - TUBULAÇÃO FENDADA - Curta seção de tubulação de revestimento, perfurada ou fendada, usada para proteger a face da formação produtora e evitar que sejam arrastadas, pelo fluido, areia ou quebras da formação para dentro da coluna de produção.

SCREEN (VIBRATING) - PENEIRA OSCILANTE - Duas ou mais telas oscilantes a alta velocidade (movidas por motor elétrico) para limpeza (filtragem) do fluido circulante para seu posterior retorno ao poço.

SEARCH LIGHT - PROJETOR DE BUSCA -- Holofote com luz direcionada para auxiliar na visibilidade noturna de uma unidade.

SECONDARY RECOVERY - RECUPERAÇÃO ARTIFICIAL - Recuperação artificial do petróleo por algum meio, tal como a injeção de água ou gás (veja WATER FLOODING). Normalmente usada quando o poço está se esgotando.

SEDIMENT - SEDIMENTO - Material originado pela desagregação de rochas preexistentes, suscetível de ser transportado e depositado.

SEDIMENTARY ROCK - ROCHA SEDIMENTAR - Tipo de rocha formado a partir da consolidação de fragmentos de outras rochas, podendo haver também contribuição de precipitação química e/ou acúmulos de detritos orgânicos.

SEEPAGE - EXSUDAÇÃO - Fonte natural de petróleo que ocorre na superfície em função de uma migração a partir de fissuras no reservatório em profundidade.

SEISMOGRAPH - SISMÓGRAFO - Dispositivo para detecção de vibrações na crosta terrestre, também utilizado na prospecção de formações portadoras de petróleo. O método utilizado é o da criação de vibrações através da detonação de cargas explosivas alojadas em poços rasos (em terra), ou então por disparos de canhões de ar comprimido (em mar). A natureza e velocidade das vibrações fornecem informações sobre o tipo de formação rochosa.

SELF-ELEVATING PLATFORM - PLATAFORMA AUTO-ELEVATÓRIA - Veja JACKUP (RIG).

SEMI-SUBMERSIBLE - PLATAFORMA SEMI-SUBMERSÍVEL - Trata-se de uma plataforma ao largo apoiada em uma estrutura de pernas (colunas) sobre flutuadores (geralmente dois) com tanques de lastro, usada para a perfuração ou produção de petróleo, podendo ser amarrada ou usar posicionamento dinâmico.

SEPARATOR - SEPARADOR - Vaso ou dispositivo usado para separar misturas de gás/óleo.

SERVICE TREE - ÁRVORE DE NATAL PROVISÓRIA - Sistema de distribuição provisório. Veja CHRISTMAS TREE.

SET CASING - COLOCAÇÃO DE REVESTIMENTO - Operação de se colocar uma coluna de revestimento no poço e cimentá-la na posição final.

SETTLED PRODUCTION - PRODUÇÃO ESTÁVEL - Termo utilizado para descrever campos petrolíferos que produzem, dia após dia, quase que os mesmos volumes de produção.

SHACKLE - MANILHA - Dispositivo para conexão rápida, possuindo diversos tipos, sendo cada um apropriado a um tipo de operação. Normalmente uma “ferradura” com um pino ( cavirão) no fechamento entre as extremidades.

SHAKE OUT - CENTRIFUGAÇÃO DE AMOSTRA - Centrifugação de uma amostra de petróleo para determinar o seu índice de sedimentos básicos e água.

SHALE - FOLHELHO - Rocha sedimentar finamente laminada, constituída pela consolidação de material de granulometria fina, como argila, silte ou lama.

SHALE OIL - ÓLEO DE FOLHELHO - Fluido extraído de um folhelho.

SHALE SHAKER - PENEIRA OSCILANTE - Veja SREEN (VIBRATING).

SHALLOW DIVE - MERGULHO RASO - Mergulho para trabalho, ou inspeções, próximo à superfície.

SHARK JAW - PELICANO HIDRÁULICO - Tipo de gato usado como boça na desconexão/conexão de âncoras, amarras ou cabos (soquetes) de acionamento hidráulico por controle remoto, geralmente alojado em pontos próximos ao rolo de popa avante das guias de reboque (veja FAIRLEADS).

SHIELDED CABLE / WIRE - CABO OU ARAME BLINDADO - Espia ou cabo de aço com proteção selada externa.

SHOCK LINE - AMORTECEDOR - Cabo utilizado para absorver os esforços em um “engrenagem de reboque”.

SHOE (FLOAT) - SAPATA FLUTUANTE - Sapata de revestimento munida de uma válvula de retenção para facilitar a operação de flutuação de uma coluna de revestimento e assim aliviar o trem de içamento de cargas excessivas.

SHOE DRIVE - SAPATA DE EMPUXE - Curta seção de tubulação de parede grossa, colocada sobre a extremidade inferior de uma coluna de revestimento (veja CASING STRING) que deverá ser forçada para dentro do poço.

SHOOTING - EXPLOSÃO CONTROLADA - Explosão controlada, com explosivos de alta potência, para rachar a rocha impermeável da formação, a fim de aumentar o fluxo do petróleo. Outro termo usado é “lançar torpedos” ( torpedoing). Na prospecção esse termo se refere às explosões efetuadas para causar vibrações no solo.

SHORE BASE - BASE DE APOIO - Escritório em terra para apoio à unidade ao largo (offshore). SHUTDOWN - PARALISAÇÃO - Termo que define a paralisação provisória ou permanente de um poço.

SIDE TRACKING - DESVIO LATERAL - Perfuração direcional para se evitar uma broca ou tubulação de revestimento quebrada e/ou emperrada no poço. Para essa operação utiliza-se uma ferramenta especial (veja WHIP-STOCK).

SIDEWALL CORING TOOL - AMOSTRADOR LATERAL - Ferramenta que opera no poço presa a um cabo e que obtém amostras das rochas que constituem as paredes deste poço em profundidades predeterminadas. Pode ser do tipo percussão, onde o amostrador é disparado contra a parede do poço através

de uma carga explosiva, ou então utilizar uma broca rotativa que perfura e recolhe uma amostra da parede do poço.

SIDEWAYS MOVEMENT - MOVIMENTO LATERAL - Deslocamento lateral descrito pelas embarcações de apoio marítimo com grandes recursos de manobra.

SINGLE - SEÇÃO INDIVIDUAL - Seção de tubulação de perfuração de 6 a 9 m de comprimento, munida de um acoplamento (veja TOOL JOINT) do tipo conector caixa (fêmea) na extremidade superior e um conector tipo pino (macho) na extremidade inferior.

SINGLE ANCHOR LEG MOORING - FUNDEIO SINGELO DA SONDA - Normalmente, uma plataforma semi-submersível possui 8 âncoras, 2 por pernas de canto. O fundeio singelo é o uso de somente uma das âncoras por perna (coluna).

SINKER - BARRA DE PERFURAÇÃO - Pesada barra de aço usada na perfuração a cabo (veja DRILLING- CABLE TOOL), colocada acima da broca e da ferramenta de percussão (veja JAR), para proporcionar peso adicional para a operação da ferramenta de percussão.

SKID - GAIOLA - Estrutura tipo gaiola geralmente destinada ao transporte de ampolas ou garrafas de gases.

SKIRT PILES - SAPATAS DE JAQUETA - Grupo de tubos (6), que são enterrados aproximadamente por 30 m no solo submarino, destinados à fixação da jaqueta.

SLANT RIG - POSICIONAMENTO INCLINADO - Posicionamento de uma plataforma auto-elevatória em terreno acidentado onde as pernas não tocam o fundo por igual.

SLIPS - CUNHAS COM SERRILHAS - Cunhas de aço, dotadas de dentes serrilhados cambiáveis, que se acomodam na bucha mestre da mesa rotativa (plataforma giratória) para prender a tubulação de perfuração ou revestimento na mesa, durante a colocação ou retirada de seções de tubulação das colunas.

SLOP TANK - TANQUE DE RESÍDUOS - Tanque de recebimento de resíduos de sedimentação de outros tanques, para sedimentação mais demorada.

SLOTTED LINE COMPLETION - COMPLETAÇÃO COM TUBULAÇÃO FENDADA - Quando a areia produtora é frouxa (desbarranca), mas é formada por material grosso, uma seção de tubulação de revestimento com fendas ou ranhuras verticais é colocada atravessando a formação reservatório. A seção é suspensa por meio de um “ sustentador de revestimentos” (veja LINER HANGER) na coluna de revestimento final de produção.

SLURRY - CIMENTO PASTOSO - Mistura de água e cimento especial, que é bombeada no poço para cimentar uma coluna de revestimento, ou para vedar uma zona de perda de fluido de circulação, ou por outra razão. Este cimento possui propriedades especiais tais como: tempo de secagem, temperatura de trabalho, etc.

SLUSH PIT - COVA DE LAMA - Cova ou tanque para armazenamento de lama.

SLUSH PUMP - BOMBA DUPLEX PARA LAMA - Bomba tipo êmbolo, com camisas e êmbolos cambiáveis, utilizada para veicular o fluido circulante.

SMIT MOORING BRACKET - BOÇA “SMIT” - Dispositivo prático para aboçar amarras, no convés de um petroleiro próximo à buzina central, na operação de amarração à monobóia.

SNAGGING - EFEITO TRAVA - Situação em que o rebocador, mesmo fazendo força, não atua, pois com o cabo de reboque saindo pelo través do guincho, a resultante dos esforços é nula.

SNATCH BLOCK - PATESCA - Espécie de moitão, roldana para guia com um gorne, tendo um dos lados de apoio da roldana com acesso opcional para a entrada de um cabo pelo seu seio e um distorcedor para que tenha liberdade de movimentos. É usada para servir de guia em locais onde não haja uma tamanca.

SNUBBER - ARÍETE HIDRÁULICO - Dispositivo usado para forçar uma tubulação de perfuração dentro do poço que está sob pressão, ou de recuperar tubulações sob condição semelhante.

SOCKET - SOQUETE - Tipo de acabamento dado ao cabo de aço para a sua conexão.

SOFT EYE - MÃO SEM REFORÇO - Mão de cabo (aço ou fibra) sem estrutura interna de proteção (sapatilho).

SOLID ALKANES - ALCANOS SÓLIDOS - Alcanos com cadeia maior que (C20).

SONIC LOG - PERFIL SÔNICO - Registro do tempo de trânsito despendido por uma onda compressional para percorrer uma determinada distância na rocha que circunda o poço. É feito com uma ferramenta composta por um transmissor e dois receptores.

SOUNDING AND CONTOUR PLAN - CARTA ISOBÁTICA - Carta de área (mapa) apresentando as profundidades e contornos do fundo oceânico.

SOUR GAS - GÁS AZEDO - Gás com odor desagradável e freqüentemente contendo sulfeto de hidrogênio.

SP - PERFIL DE POTENCIAL ESPONTÂNEO - É o registro da diferença de potencial entre um eletrodo móvel no poço e um eletrodo de referência, geralmente na superfície.

SPACING - ESPAÇAMENTO - Distância entre os poços produtores perfurados em um mesmo reservatório. SPADE TYPE RUDDER - LEME SUSPENSO - Tipo de leme usado nas embarcações de apoio marítimo (sem cadaste).

SPAGHETTI - ESPAGUETE - Tubulação ou cano de perfuração de pequeno diâmetro (abaixo de 51 mm).

SPIDER - ARANHA - Carcaça pesada de aço com cunhas (veja SLIPS), usada para sustentar o revestimento durante a operação de sua colocação no poço.

SPIDER - PÉ-DE-GALINHA - Estrutura de sustentação de um eixo propulsor próximo ao hélice.

SPINNER SURVEY - LEVANTAMENTO DO PONTO DE FUGA - Operação destinada a indicar o ponto onde fluidos estão escapando do poço para a formação, cavernosa ou porosa.

SPINNING CHAIN - CORRENTE DE REPUXO - Corrente que envolve uma tubulação de perfuração operada do guincho para acelerar as operações das viagens de ida e volta (veja ROUND TRIP).

SPOOL PIECE - CARRETEL - Peça conectada à válvula borboleta (butterfly valve) que recebe todos os esforços de sustentação e manuseio do mangote flutuante.

SPOOLING GEAR - GUIA-CABO - Dispositivo para guiar cabos facilitando a estivagem no tambor do guincho. Geralmente de acionamento hidráulico remoto.

SPRING BUOY - BÓIA-MOLA - Bóia colocada no pendente de sustentação da âncora para evitar que o mesmo se enrosque no fundo.

SPUD IN - INÍCIO DE PERFURAÇÃO - Operação de se perfurar os primeiros metros de um novo poço.

SPUD TANKS - TANQUES DE FUNDO - Tanques de estabilidade localizados nas sapatas das pernas de uma plataforma auto-elevatória.

SQUEEZE JOB - CIMENTAÇÃO SOB PRESSÃO - Bombeio sob pressão de cimento pastoso em uma formação “ladra”.

STAB - ESTOCADA - Operação de se guiar uma extremidade dentro da união de outra para conexão.

STABBING BOARD - PLATAFORMA BATE-ESTACAS - Plataforma provisória, colocada na torre a 9 m acima do piso, para permitir ao operário da torre manipular seções de tubulação de revestimento, durante a colocação da coluna.

STABILIZER - ESTABILIZADOR - Ferramenta colocada acima da broca, numa coluna de perfuração, para auxiliar na operação em um poço direcional.

STAND - ESTOQUE DE RESERVA - Comprimento de tubulações, geralmente feito com 3 seções individuais (veja SINGLE) de aproximadamente 27 m de comprimento, empilhada na torre durante a retirada e desmontagem da coluna.

STAND PIPE - TUBULAÇÃO VERTICAL DE DISTRIBUIÇÃO DE LAMA - Tubulação de aço situada na torre, ao lado de uma das pernas da estrutura, ligada à mangueira flexível do kelly, ao tornel giratório (veja SWIVEL).

STEAM RIG - INSTALAÇÃO A VAPOR - Instalação de perfuração cuja força motriz deriva de uma bateria de caldeiras portáteis (máquina ou turbina a vapor).

STEERABLE PROPELLER - PROPULSOR DIRIGÍVEL - Veja AZIMUTHAL THRUSTER.

STEP OUT WELL - POÇO DE AFASTAMENTO - Poço perfurado, afastado da área de descoberta, para avaliar a extensão da área do reservatório.

STERN ROLLER - ROLO DE POPA - Cilindro móvel na parte central da popa para evitar o atrito do cabo de reboque e seu conseqüente desgaste. Seu diâmetro é projetado para não causar dobra excessiva no cabo de aço.

STERN THRUSTER - PROPULSOR LATERAL DE POPA - Tipo de propulsor localizado na popa, em um túnel, para aumentar a capacidade de manobra da embarcação.

STIMULATION - ESTIMULAÇÃO - Operação para forçar a saída do fluido da formação para o poço (veja FRACTURING).

STOCKLESS - ÂNCORA SEM CEPO - Tipo de âncora moderno que não possui cepo, acessório que forma uma cruz superior com a haste para estabilizar o deslocamento no fundo.

STORAGE DRUM - TAMBOR DE ARMAZENAMENTO - Tambor extra de um guincho para armazenamento de cabo de aço.

STOVE PIPE - TUBO CHAMINÉ - Revestimento do tubo rebitado, usado nos antigos poços perfurados por cabo (veja DRILLING-CABLE TOOL).

STRADDLE TEST - TESTE DE FLUXO - Técnica da colocação de vedadores de poços acima e abaixo da formação reservatório, para a execução (ou condução) de testes de fluxo (veja FLOW TEST).

STRING - COLUNA - Tubulação conectada em seqüência.

STRING SHOT - EXPLOSÃO CONTROLADA DE OBSTRUÇÃO - Carga de explosivos colocada na tubulação de perfuração, suspensa por um cabo elétrico, usada na explosão da tubulação acima da obstrução, quando a coluna de perfuração prende no poço.

STRINGING UP - COLOCAÇÃO DO CABO DE IÇAMENTO - Ação de se conduzir o cabo através da polia cega, cavalete de polias e moitão móvel.

STRIP A WELL - DESAPARELHAR UM POÇO - Retirada de varetas e tubulações de perfuração ao mesmo tempo.

STRIPPER - POÇO POBRE - Poço que só produz pouca quantidade de petróleo.

STRUCTURE - ESTRUTURA GEOLÓGICA - Configuração da geologia em subsuperfície que pode estar associada à presença de petróleo e/ou gás. STUCK PIPE - TUBULAÇÃO EMPERRADA - Tubulações (perfuração, revestimento, etc.) que prendem no poço e não podem ser elevadas ou abaixadas e, freqüentemente, também não podem ser giradas ou circuladas.

SUB-SEA COMPLETION - COMPLETAÇÃO SUBMARINA - Método de se concluir um poço de produção submarino (ao largo), onde os cabeçotes dos poços são situados no leito do mar e a árvore de natal (veja CHRISTMAS TREE) acima do nível do mar e abaixo do tombadilho de uma plataforma de produção. O petróleo e gás de uma “condução submarina” são levados por linhas do cabeçote do poço à uma plataforma, bóia de carregamento (SBM), ou para terra e seu devido processamento.

SUBSTITUTE OR “SUB” - SUBSTITUTO - Junta de ligação ou união roscada para coincidir com tubulações de diferentes tipos de roscas.

SUBSTRUCTURE - SUBESTRUTURA - Estrutura onde a torre e os motores e guinchos são instalados.

SUCKER ROD - VARETAS DE SUCÇÃO - Varetas para o acionamento de bombas embutidas.

SUCTION BAILER - ASPIRADOR DE FLUIDO - Dispositivo tubular, com válvula de retenção, usado para a retirada de lama ou fluido de um poço, geralmente para estimular a produção do fluido de reservatório, pela redução da coluna hidrostática.

SUITCASE BUOY - BÓIA DE ÂNCORA - Bóia utilizada para recolhimento / lançamento da âncora conectada à esta através de pendentes.

SUITCASE SAND - AREIA NÃO PRODUTIVA - Formação arenítica que se provou improdutiva. O termo deriva do fato de que, quando as operações são suspensas, o pessoal faz a mala (suitcase) e se desloca para outro canteiro.

SUPERCAVITATING PROPELLER - HÉLICE SUPERCAVITANTE - Tipo de hélice utilizado nas embarcações a colchão de ar/hélice (veja OVERMARINE).

SUPPLY VESSEL - SUPRIDOR / NAVIO DE SUPRIMENTOS - Termo dado à embarcação, geralmente um rebocador de alto mar sem dispositivos para reboque ou manuseio, destinada ao transporte de material e granéis líquidos e sólidos para as unidades ao largo (offshore).

SURFACE DEMAND DIVING - MERGULHO COMANDADO DA SUPERFÍCIE - Termo dado ao mergulho com comando de equipe a bordo de um navio de apoio a mergulho (DSV), geralmente através de cápsula de serviço (sino).

SURFACE STRING - COLUNA DE SUPERFÍCIE - Primeira coluna de revestimento colocada no poço para fechar as formações de superfície e agir como chumbador para o cabeçote do poço e das comportas de segurança (veja BLOW OUT PREVENTER).

SUSTAINING PLASTIC BUOY - BÓIA PLÁSTICA DE SUSTENTAÇÃO / ARINQUE - Bóia utilizada na sustentação de um mangote de monobóia quando desconectado. Este procedimento está em desuso pela

colocação de espia de polipropileno (flutuante). É a bóia utilizada para indicar, em águas rasas, a localização do ferro (âncora) de fundeio.

SURVIVAL CAPSULE - CÁPSULA DE SALVAMENTO - Veja BRUCKER SURVIVAL CAPSULE.

SWAB - LAMBAIO / LIMPADOR DE POÇO - Ferramenta munida de copos de borracha acionada por cabo, usada para a remoção de fluido de perfuração do poço e assim, reduzir a coluna hidrostática, normalmente a fim de induzir o fluxo do poço sob a pressão natural do reservatório.

SWIVEL - TORNEL / DESTORCEDOR - Conjunto suspenso por um gancho e aparafusado ao lado superior do kelly (veja KELLY) por conexão roscada (rosca esquerda).

SWIVEL - DESTORCEDOR - Usado na conexão da amarra à âncora para evitar “cocas” (voltas), também chamado de superswivel.

SYNCLINE - SINCLINAL - Em geologia, indica uma dobra com flancos para cima e convexidade para baixo, contendo rochas estratigraficamente mais jovens em seu núcleo.

Letra T

TACKLE BLOCK - TALHA - Sistema para redução de esforço no içamento de pesos.

TAFFRAIL - GUARDA-CABO - Tubulação horizontal suspensa no convés principal, próxima às bordas falsas que estando mais alta que estas, favorece ao livre trânsito do cabo de reboque pela popa do rebocador.

TAIL BOARD - EXTENSÃO DO BALANCIM - Extensão traseira de um balancim.

TAIL OUT RODS - DEITANDO VARETAS - Operação de se afastar, do poço, a extremidade inferior de um êmbolo de sucção, quando deitando as varetas.

TAIL PIPE - TUBO DE PONTA - Seção de tubo que é colocada abaixo de um vedador (veja PACKER).

TANK FARM - PARQUE DE ESTOCAGEM - Área de estocagem, consistindo de um grupo de grandes tanques de armazenamento, com suas respectivas tubulações coletoras e unidades de bombeamento.

TARGET DEPHT - PROFUNDIDADE TOTAL - Profundidade planejada e alcançada de um poço.

TEARING DOWN - DESMEMBRAMENTO - Ato de desmembrar uma instalação de perfuração, após a conclusão de um poço e a preparação para deslocá-la para outro canteiro, campo.

TELESCOPIC DERRICK - TORRE TELESCÓPICA - Mastro retrátil, cujas seções se encaixam uma dentro da outra, podendo ser estendido e montado por meio de talha a cabo ou hidraulicamente.

TEMPERATURE SURVEY - LEVANTAMENTO DE TEMPERATURA - Operação de se determinar, em um poço, a temperatura em diversas profundidades. Usada para averiguação da cimentação de um poço.

TEMPLATE - BASE SUBMERSA - Conjunto de válvulas montadas no cabeçote do poço submerso que já está em produção.

TENSION DRUM - TAMBOR DE TRABALHO - Tambor do guincho de âncora da plataforma para controle (manutenção) da tensão na linha de fundeio.

TERTIARY RECOVER - RECUPERAÇÃO TERCIÁRIA - Processo de recuperação do petróleo após a secundária, isto é, o aumento na produção de petróleo e gás através de métodos de recuperação, que consistem em injeção de fluido mais barato que o óleo cru em uma reserva ou poço, dirigindo o óleo em direção aos poços de produção.

THERMAL DELAY TIME LOG - PERFIL DE DECAIMENTO TERMAL - Registro da vazão da captura de nêutrons termais em rochas bombardeadas por uma fonte de nêutrons. Os nêutrons capturados pelos elementos presentes nas rochas , particularmente o cloro, emitem raios gama que são registrados pelos detetores da ferramenta. É um registro que permite identificar os fluidos que saturam a rocha.

THIMBLE - SAPATILHO - Proteção interna de uma alça ou mão (veja LAY).

THROWING THE CHAIN - ARREMESSO DE CORRENTE - Técnica de se soltar a corrente de uma seção de tubulação, deitada na mesa rotativa, e enrolá-la na seção seguinte durante a montagem da coluna.

THRUSTER - PROPULSOR - Arranjo de propulsão diferente do convencional (hélice e eixo) podendo ser em tubulão, azimutal, etc.

TIGHT FORMATION - FORMAÇÃO COMPACTA - Reservatório com baixa porosidade e permeabilidade, não permitindo o fluxo livre do fluido da formação ao poço.

TOLUENE - TOLUENO / TOLUOL - Líquido incolor, com odor característico, obtido do fracionamento do petróleo aromático e do carvão (hulha), usado como solvente e matéria prima para fabricação de explosivos. Fórm. (C6H5CH3).

TONG MAN - OPERADOR DAS TENAZES - Operário do piso da torre que manipula as grandes tenazes, usadas para fazer ou desfazer colunas de perfuração.

TONGS - TENAZES - Tenazes de grandes dimensões, suspensas na torre por cabos de aço, usadas para arrastarem seções de tubulação de perfuração ou revestimento. Existem também tenazes pneumáticas ou hidráulicas.

TOOL DRESSER - AFIADOR DE BROCAS - Operário encarregado dos serviços de consertos e afiação das brocas.

TOOL JOINT - ACOPLAMENTO AUXILIAR - Pesado acoplamento de aço, aparafusado ou soldado a pontos na extremidade de uma seção única de tubulação, para facilitar a união de seções individuais durante as montagens das colunas.

TOOLPUSHER - CHEFE DE EQUIPE DE PERFURAÇÃO - Operário chefe da equipe de perfuração, encarregado da condução dos serviços. TOOLPUSHER - “TOOLPUSHER” - Sistema utilizado para operações de perfilagem em poços altamente desviados ou com sérios problemas mecânicos. Consiste em colocar diversas ferramentas de perfilagem em comandos especiais e descê-los no poço com a própria coluna de perfuração.

TORQUE - TORQUE - Medida de força aplicada a um eixo para girá-lo. Na instalação de perfuração rotativa, o termo se aplica principalmente à rotação da coluna de perfuração.

TOTAL DEPHT (D.P.) - PROFUNDIDADE TOTAL - A maior profundidade atingida pela perfuração de um poço.

TOUR - TURNO DE TRABALHO - Turno trabalhado por uma turma ou equipe de perfuração, normalmente com 12 horas de duração.

TOW - REBOQUE - Operação de conexão entre um objeto a ser rebocado e um rebocador para deslocamento entre locações, utilizando um sistema denominado “engrenagem de reboque” (veja TOWING GEAR).

TOW WINCH - GUINCHO DE REBOQUE - Guincho instalado em uma embarcação (geralmente rebocador) destinado às operações de reboque, podendo estar capacitado a operações de manuseio de âncoras por cabos, tambores e por amarras (coroas de barbotin).

TOWING BITT - CABEÇO DE REBOQUE - Utilizado em embarcações sem guincho, de conexão direta com a “engrenagem de reboque”.

TOWING GEAR - ENGRENAGEM DE REBOQUE - Conjunto de cabos, manilhas, arames, espias, placas, pendentes, etc. usados na conexão do objeto rebocado ao rebocador.

TOWING HOOK - GATO DE REBOQUE - Dispositivo de reboque muito usado em rebocadores portuários. Nome dado ao pelicano manual usado em reboque de emergência.

TOWING POD - GUIA DE REBOQUE - Estrutura para deslocar o centro de giro do rebocador para ré e minimizar o risco de banda excessiva durante o reboque.

TRANSVERSE THRUSTER - PROPULSOR TRANSVERSAL - Veja BOW THRUSTER

TRAVELLING BLOCK - MOITÃO MÓVEL OU CORREDIÇO - Moitão móvel que contém as polias ligadas ao gancho e acomodam o cabo de içamento, através de cavalete de polias (veja CRWN BLOCK) para proporcionar meios de içamento ou abaixamento das cargas de tubulações de perfuração ou revestimento.

TREE - ÁRVORE - Veja CHRISTMAS TREE.

TRIANGULAR PLATE - BOÇA-DE-CHAPA - Normalmente chamada de “placa triangular” ou monkey face. Utilizada na conexão dos cabos ou amarras de uma cabresteira à “engrenagem de reboque” da embarcação.

TRICONE BIT - BROCA TRICÔNICA - Broca com três cortadores cônicos montados sobre rolamentos de trabalho contínuo. TRIP GAS - GÁS ARRASTADO - Gás que entra em um poço durante a operação da viagem de ida e volta (veja ROUND TRIP) e é freqüentemente arrastado da formação pelo efeito de sucção da saída, em alta velocidade, da coluna e broca.

TUBING - TUBOS DE PRODUÇÃO - Tubulação usada no transporte de petróleo para os separadores.

TUGGER - GUINCHO AUXILIAR - Normalmente chamado de “ burrinho”. Guincho localizado na parte de vante do convés da embarcação nas laterais, para serviços diversos.

TUNNEL - TÚNEL - Nome dado ao alojamento de propulsor lateral (veja BOW THRUSTER).

TURBO DRILL - PERFURADOR A TURBINA - Turbina situada no fundo de uma coluna de perfuração, acionada pela circulação da lama, para impulsionar a broca rotativa sem a rotação da coluna de perfuração pela plataforma giratória. Usada para perfuração de poços direcionais.

TURNBUCKLES - ESTICADORES - Acessório com vários tipos de conexão para tensionar uma perna de cabo. Normalmente usados para peação de carga.

TWIST OFF - TORCIDA DA COLUNA - Pane da coluna de perfuração devido ao esforço torcional (axial) excessivo, ou de tubulação com falha.

Letra U

ULTRA LARGE CRUDE CARRIER (ULCC) - SUPERPETROLEIRO (ULCC) - Navio-tanque para transporte de petróleo cru com 400.000 tpb (toneladas de porte bruto) ou mais.

UMBILICAL - CABO UMBILICAL - Fios e mangueiras de união entre o sino (ou outro equipamento) e sua unidade de lançamento.

UNDER REAM - ALARGAMENTO À MEDIDA INFERIOR - Operação de se alargar um poço abaixo da medida da sapata de revestimento, usando um alargador de corte inferior com cortadores de expansão, acionados pela pressão do fluido circulante.

UNDERWATER CUTTING AND WELDING - CORTE E SOLDAGEM SUBMERSOS - Sistema de corte e soldagem submersos composto de maçarico a arco-plasma, ar comprimido, etc.

Letra V

VAPOUR-PROOF - A PROVA DE GÁS / EXPLOSÃO - Dispositivo imune aos efeitos e reações de gases e outros vapores. Em uma instalação de perfuração, se refere às luminárias a prova de explosão na presença de gases combustíveis.

V. DOOR - PORTA “V” - Abertura da estrutura da torre ao nível do piso para arrastar seções de tubulações ou revestimento da prateleira, que se encontra fora, para a lateral da torre. VERTICAL SEISMIC PROFILE - PERFIL DE REFERÊNCIA SÍSMICA - Registro de traços sísmicos feitos por geofones colocados em uma ferramenta que é ancorada nas paredes do poço em profundidades seqüenciais. Os geofones registram a energia sonora emitida por uma ou mais fontes localizadas na superfície.

VERTICAL WELL - POÇO VERTICAL - Poço perfurado mantendo o vertical absoluto.

VERY LARGE CRUDE CARRIER (VLCC) - SUPERPETROLEIRO (VLCC) - Navio-tanque para transporte de petróleo cru entre 200.000 e 400.000 tpb (toneladas de porte bruto).

VIBRATING SCREEN - PENEIRA OSCILANTE - Unidade usada para remover as aparas da lama circulante no seu regresso do espaço anular do poço (veja SCREEN - VIBRATING).

VISCOMETER - VISCOSÍMETRO - Veja MARSH FUNNEL.

VISCOSITY - VISCOSIDADE - Medida da resistência de um líquido ao fluxo e uma importante propriedade da lama circulante.

Letra X

X-RAY RADIOGRAPHY - RADIOGRAFIA COM RAIO-X - Exame pericial para avaliação das condições das colunas.

XYLENE - XILENO - Xilol; dimetilbenzeno; líquido aromático incolor, com odor característico, semelhante ao do tolueno, inflamável e tóxico, obtido do fracionamento do petróleo aromático e do carvão. Usado na fabricação de solventes e diluentes.

Letra Y

YELD - CAMPO - Área de exploração comercial de um mesmo reservatório de hidrocarbonetos.

YELD POINT - PONTO DE AVALIAÇÃO DE RENDIMENTO - Avaliação gráfica onde é observado o rendimento do poço.

Letra Z

ZONE - ZONA - Região mapeada pela geologia onde futuramente serão feitos estudos de fundo.

ZONE ISOLATION - ZONA DE ISOLAMENTO - Área onde houve propagação de gás proveniente da perfuração, provocando

Fonte: http://www.clickmacae.com.br/

Tatiane Ferreira (21) 8888 5340 tati.ferreira@click21.com.br

Sem dúvida um excelente trabalho de pesquisa e paciência.Como professor de inglês técnico marítimo do Ciaba (escola de formação de oficiais da marinha mercante) gostaria de lhe agradecer pela contribuição.
Sou aluna do curso de interpretação de conferência e tradutora. Seu glossário tem sido uma ferramenta valiosa. Obrigada!
Sou tradutora Inglês - Português - Inglês e faço muitos trabalhos na área de offshore. São horas passadas na internet checando, confirmando termos, tentando localizar palavras obscuras, investigando este quase que "novo idioma" que são os termos offshore. Danilo Souza, você não tem ideia como este glossário ajuda!!! Obrigada :-) Monica Veiga Freitas www.mvftranslations.com
Esta é apenas uma pré-visualização
3 mostrados em 61 páginas