Trabalho de Estatística, Pesquisas de Estatística. Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
Mandrade
Mandrade

Trabalho de Estatística, Pesquisas de Estatística. Universidade Federal de Uberlândia (UFU)

DOC (36 KB)
3 páginas
31Número de visitas
Descrição
Trabalho de Estatística, curso de Matemática.
20 pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
Baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 3
Baixar o documento

0 0 1 F

0 0 1 F

0 0 1 F

0 0 1 FUma analise estatística da participação político-social dos estudantes da

Universidade Federal de Uberlândia

Introdução

Desde o início da organização social humana, a divisão de tarefas é a base para a manutenção e sucesso de uma sociedade. Nesse contexto, surge o termo cidadão/cidadania, o qual é definido como .... , segundo tal autor (XXXX). De acordo com autor (XXXX), cidadania é um referencial histórico de conquista da humanidade, de lutas por mais direitos e por liberdade. Entretanto, na atualidade em muitos países, inclusive no Brasil, esse termo parece ter perdido o sentido, sendo utilizado apenas para lembrar pessoas dos seus direitos e deveres previamente estabelecidos e limitados.

Apesar da banalização da cidadania no mundo, em nosso pais evidencia-se indícios de tentativas para resgatar cidadãos. Após a ditadura militar, lideres sociais enfatizaram a necessidade de ensinar a população educação moral e cívica. Reflexo desses esforços pode ser evidenciada ainda hoje por meio da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) de 1996. Dessa forma, a conscientização político-social passa ser importante no meio escolar e, teoricamente, acessível a toda população brasileira.

Por outro lado, o resultado do conhecimento político-social da população nem sempre é evidenciado na vida política do nosso pais. O Brasil sofre com corrupção e má administração. Escândalos referentes a desvio de verbas publicas por políticos são cada vez mais comuns. Em meio essa situação, a população brasileira, muitas vezes, permanece indiferente, alheia aos seus direitos.

Tentar compreender os motivos pelos quais pessoas, que teriam a principio uma formação de cidadãos e consciência de cidadania, possuem comportamento de alienação política de seu país é um importante ponto para o entendimento da atual situação social que vive o Brasil e inferir a respeito de perspectivas.

Nesse contexto, alunos do ensino superior podem ser um bom modelo para compreender a participação política da população, como da cidade de Uberlândia. Pressupõe que jovens universitários sejam o reflexo das demandas atuais da sociedade e agentes moldadores da cidadania.

Objetivo Geral

O presente trabalho tem como objetivo apresentar resultados que possibilitem analisar o envolvimento político dos estudantes da Universidade Federal de Uberlândia em relação ao exercer de sua cidadania.

Objetivos Específicos

1) Verificar o envolvimento políticos dos alunos de curso de graduação presenciais;

2) Avaliar o conhecimento de conceitos políticos desses alunos;

3) Relacionar o conhecimento e envolvimento político desses estudantes com o curso de graduação que freqüentam, com a idade, com o sexo, com o tipo de escola (pública ou privada) da sua formação básica, com o tempo na universidade ou condição financeira.

Metodologia

Para a realização deste trabalho, primeiramente, será elaborado um questionário com questões fechadas que darão embasamento para o nível de conhecimentos dos graduados da Universidade Federal de Uberlândia, que será aplicado pelos pesquisadores deste projeto. Os questionários serão aplicados nos cursos da Universidade Federal de Uberlândia, oferecidos no Campus Santa Mônica. Atualmente no Campus Santa Mônica existem 51 cursos de graduação, sendo 19 da área de Ciências Exatas , 20 da área de Humanas e 12 da área de biológicas.

A seleção dos cursos que farão parte da pesquisa será feita por meio de sorteio. De cada área serão sorteados 5 cursos, sendo que os questionários serão aplicados para 20 alunos de cada curso (10 cursando o primeiro ou o segundo período e 10 cursando o sétimo ou oitavo período). Os períodos também serão selecionados por sorteio. Os pesquisadores procurarão as coordenações dos cursos selecionados para obter informações sobre o local e horário que os alunos terão aulas e assim conversarão com o professor responsável pela turma no momento para concepção de no máximo 10 minutos de sua respectiva aula para que os mesmos apliquem o questionário. Desse modo, o questionário será respondido por 10 alunos que se disponibilizarem a participar da pesquisa.

Com o fim de todas as aplicações dos questionários, será feito um levantamento das respostas e posteriormente uma análise das mesmas, utilizando métodos estatísticos adequados para averiguar se o envolvimento político dos estudantes se diferencia em relação: a idade, ao sexo, a condição financeira de suas famílias, a áreas do curso de graduação (Ciência Exatas ou Humanas) e aos períodos dos graduandos (iniciais ou finais).

Referências

http://www.advogado.adv.br/estudantesdireito/fadipa/marcossilviodesantana/cidadania.htm

http://blog.paieterno.com.br/?p=182

http://www.unitau.br/scripts/prppg/humanas/download/aevolucao-N2-2001.pdf

Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996

http://www.catalogograduacao.ufu.br/#

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Baixar o documento