ugbyhiyrjhrzjhr4auhjatyujyujaytujayuyrary7ijyaika, Teses de Ciência da Atividade Física e do Esporte. Universidade da Amazônia (UNAMA)
deivid_gama
deivid_gama

ugbyhiyrjhrzjhr4auhjatyujyujaytujayuyrary7ijyaika, Teses de Ciência da Atividade Física e do Esporte. Universidade da Amazônia (UNAMA)

PDF (160 KB)
3 páginas
178Número de visitas
Descrição
yibgihbihyjkkutsktsuktliçeksytkws75olei9pçe709ç~0
20 pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
Baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 3
Baixar o documento

As substâncias podem ser analisadas e identificadas de acordo com suas propriedades físicas e químicas. As propriedades químicas estão relacionadas com a capacidade que a substância tem de transformar-se em outra. Já as propriedades físicas são aquelas que são analisadas e coletadas sem que a composição do material se modifique. Alguns exemplos de propriedades físicas são: massa, volume, temperatura, densidade, ponto de fusão, ponto de ebulição, estado físico (sólido, líquido e gasoso) e propriedades organolépticas, tais como cor, cheiro, sabor e dureza. As propriedades físicas podem ser classificadas de acordo com a quantidade de amostra em duas categorias: 1. Propriedades intensivas: São aquelas que não dependem da massa da amostra; Por exemplo, a temperatura é uma propriedade intensiva, pois imagine que coloquemos água para ferver. Se formos medir a temperatura da água, o valor será o mesmo independentemente se colocarmos o termômetro direto na panela com a água ou se o colocarmos em um copo com um pouco dessa água.

A densidade é outra propriedade intensiva. Por exemplo, a densidade de um cubo de gelo e de um iceberg é a mesma (0,92 g/cm3, em temperaturas abaixo de 0ºC ao nível do mar), que é menor que a da água (1,0 g/cm3, sob a temperatura de aproximadamente 4ºC e sob pressão ao nível do mar, que é igual a 1,0 atm). Por isso, tanto um cubo de gelo como um iceberg flutuam sobre a água.

2. Propriedades extensivas: São aquelas que dependem da massa (“extensão”) da amostra.

O volume é um exemplo de propriedade extensiva, pois a massa de 1 kg de algodão ocupará um volume muito maior do que a massa de 1 g desse mesmo material. A energia liberada em combustões também é extensiva, pois a energia liberada na queima de um palito de fósforo é bem menor do que a energia liberada na queima de vários galhos numa fogueira.

O interessante é que a densidade, uma propriedade intensiva, é um quociente de propriedades extensivas: o volume e a massa: Densidade = massa volume A densidade é invariável, mesmo com a mudança na quantidade de amostra, porque o volume é extensivo. Assim, quando a massa aumenta, o volume aumenta proporcionalmente ou vice- versa. É por isso que a densidade é uma propriedade intensiva. Uma das formas de se classificar as propriedades físicas da matéria, isto é, aquelas propriedades que são analisadas e coletadas de modo que a composição do material continue a mesma, é de acordo com a dependência da massa na amostra. Existem dois tipos de propriedades nesse caso, as intensivas e as extensivas. As propriedades intensivas são aquelas que não dependem da massa da amostra. Por exemplo, como mostra a imagem mais acima, se temos uma solução e medimos a sua temperatura, independente da sua quantidade, a temperatura será a mesma. Desse modo, temos que a temperatura é uma propriedade intensiva da matéria. Outros exemplos são os pontos de fusão e de ebulição, independente da quantidade de material, eles permanecerão os mesmos. Como acontece, por exemplo, com a água; não importa se temos 100 g ou 1 kg de água, ao nível do mar, o seu ponto de fusão sempre será 0ºC e seu ponto de ebulição sempre será 100ºC. Isso distingue a água dos demais materiais, o que nos mostra que algumas propriedades intensivas podem ser utilizadas para descobrir a constituição de uma substância. As propriedades extensivas, por outro lado, são aquelas que dependem da massa da amostra. O volume é um exemplo, podemos ver isso comparando 1 saco de 2 kg de açúcar com 1 um saco de 5 kg. É obvio que o que possui maior massa ocupa um espaço maior. Existem também algumas propriedades intensivas que são derivadas de propriedades extensivas, como é o caso da densidade (densidade = massa/volume). A densidade é uma propriedade intensiva, pois não depende da variação da massa. Por exemplo, um cubo de gelo

tem densidade igual a 0,92 g/cm3. A densidade de um iceberg é a mesma. É por isso que tanto um cubo de gelo quanto um iceberg flutuam na água, que possui densidade maior (1,0 g/cm3). A massa e o volume, conforme já dito, são propriedades extensivas, mas a densidade é intensiva porque à medida que a massa diminui, o volume também diminui e, portanto, a relação m/v permanece constante, isto é, a densidade permanece a mesma independente da amostra. A densidade é outra proprieda

Até o momento nenhum comentário
Baixar o documento