Vestibular de Literatura - Universidade Federal do Rio Grande - 2008 - FURG, Notas de estudo de Literatura. Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
VictorCosta
VictorCosta13 de Março de 2013

Vestibular de Literatura - Universidade Federal do Rio Grande - 2008 - FURG, Notas de estudo de Literatura. Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

PDF (142 KB)
4 páginas
2Números de download
929Número de visitas
Descrição
Vestibular de Literatura da Universidade Federal do Rio Grande do ano de 2008.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 4
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 4 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 4 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 4 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 4 pages
baixar o documento
Microsoft Word - Literatura Colunas final.doc

FURG – COPERVE – PROCESSO SELETIVO 2008 de INVERNO

CADERNO 2 – LITERATURA BRASILEIRA 1

LITERATURA BRASILEIRA

____________________________________________________________________________________

A partir da leitura dos três poemas a seguir, responda às questões 1, 2 e 3: Canção do exílio Minha terra tem palmeiras, Onde canta o Sabiá; As aves, que aqui gorjeiam, Não gorjeiam como lá. Nosso céu tem mais estrelas, Nossas várzeas têm mais flores, Nossos bosques têm mais vida, Nossa vida mais amores. Em cismar, sozinho à noite, Mais prazer encontro eu lá; Minha terra tem palmeiras, Onde canta o Sabiá. Minha terra tem primores, Que tais não encontro eu cá; Em cismar – sozinho, à noite – Mais prazer encontro eu lá; Minha terra tem palmeiras, Onde canta o Sabiá. Não permita Deus que eu morra, Sem que eu volte para lá; Sem que desfrute os primores Que não encontro por cá; Sem qu’inda aviste as palmeiras, Onde canta o Sabiá.

Nova canção do exílio Um sabiá na palmeira, longe. Estas aves cantam um outro canto. O céu cintila sobre flores úmidas. Vozes na mata, e o maior amor. Só, na noite, seria feliz: um sabiá, na palmeira, longe. Onde tudo é belo e fantástico, só, na noite, seria feliz. (Um sabiá, na palmeira, longe.) Ainda um grito de vida e voltar para onde tudo é belo e fantástico: a palmeira, o sabiá, o longe.

Uma canção Minha terra não tem palmeiras... E em vez de um mero sabiá, Cantam aves invisíveis Nas palmeiras que não há. Minha terra tem relógios, Cada qual com a sua hora Nos mais diversos instantes... Mas onde o instante de agora? Mas onde a palavra "onde"? Terra ingrata, ingrato filho, Sob os céus da minha terra Eu canto a Canção do Exílio!

1) Os poemas “Canção do exílio”, “Nova canção do exílio” e “Uma canção” são, respectivamente, de autoria de A) Gonçalves Dias, Carlos Drummond de Andrade e Mario Quintana. B) Álvares de Azevedo, Olavo Bilac e Manuel Bandeira. C) Gonçalves Dias, Olavo Bilac e Carlos Drummond de Andrade. D) Álvares de Azevedo, Manuel Bandeira e Mario Quintana. E) Gonçalves Dias, Carlos Drummond de Andrade e Manuel Bandeira.

docsity.com

FURG – COPERVE – PROCESSO SELETIVO 2008 de INVERNO

CADERNO 2 – LITERATURA BRASILEIRA 2

2) “Canção do exílio” é uma das mais conhecidas composições da literatura brasileira. Escrito por um dos expoentes do Romantismo, o poema pode ser inserido, cronologicamente, na A) Terceira Geração Romântica, em que era

bastante comum a exaltação da natureza brasileira.

B) Segunda Geração Romântica, quando distinguir Brasil e Portugal, literariamente, torna-se uma obrigação.

C) Terceira Geração Romântica, em que o condoreirismo, do qual o poema acima citado é um dos grandes exemplos, aparece com freqüência.

D) Segunda Geração Romântica, embora “Canção do exílio” seja uma composição que destoe da temática mais recorrente do período, qual seja, o individualismo.

E) Primeira Geração Romântica, momento de exacerbação nacionalista, devido a uma necessidade de afirmação do país recém- constituído.

_______________________________________ 3) “Nova canção do exílio” e “Uma canção” inspiram-se em “Canção do exílio”. Essa inspiração intenciona A) copiar, sem nenhuma inspiração, a “Canção do

exílio”. B) apontar o ridículo da “Canção do exílio”. C) homenagear, com humor, a “Canção do

exílio”. D) manter a fidelidade ao apuro formal da

“Canção do exílio”. E) mostrar, assim como a “Canção do exílio”, que

o exílio é uma condição que traz alegria e conforto às pessoas.

4) O romance O pintor de retratos, do escritor Luiz Antonio de Assis Brasil, apresenta as personagens Sandro Lanari, Lídia e Carducci, cujas nacionalidades são respectivamente: A) brasileira, brasileira e francesa. B) italiana, brasileira e italiana. C) italiana, uruguaia e italiana. D) francesa, uruguaia e francesa. E) italiana, brasileira e brasileira. _______________________________________ 5) “Seco estudo de cavalos”, “É para lá que eu vou” e “Silêncio”, presentes no livro Onde estivestes de noite, de Clarice Lispector, são _______, podendo ser caracterizados como _______. A opção que preenche adequadamente as lacunas é: A) textos em prosa; relatos que apresentam

personagens caricatas. B) textos em verso; relatos de fatos que

aconteceram na realidade. C) textos na forma dramática; relatos que não

possuem a interferência de um narrador. D) textos em prosa; relatos que misturam o conto

de ficção, a crônica de costumes e o ensaio. E) textos em verso; relatos que priorizam

impressões e reflexões pessoais de um eu- lírico.

_______________________________________ 6) No conto “Você não acha que esfriou?”, presente no livro A noite escura e mais eu, de Lygia Fagundes Telles, o enredo sugere uma dimensão temática voltada para A) o meio ambiente. B) a violência urbana. C) o desemprego. D) a educação infantil. E) o homossexualismo.

docsity.com

FURG – COPERVE – PROCESSO SELETIVO 2008 de INVERNO

CADERNO 2 – LITERATURA BRASILEIRA 3

7) Considerando a leitura do livro Esaú e Jacó, de Machado de Assis, é INCORRETO afirmar que A) a personagem feminina principal do romance,

Flora, morre ao final, sem se decidir por qual dos irmãos gêmeos possuía mais afeição.

B) a ação do romance situa-se toda na cidade de São Paulo, onde os dois protagonistas, irmãos gêmeos, moram e estudam Medicina.

C) as personagens principais do romance chamam-se Pedro e Paulo.

D) a personagem secundária mais relevante do romance é o ex-ministro aposentado Aires, amigo e conselheiro dos irmãos gêmeos.

E) o enredo do romance abarca episódios históricos importantes da vida nacional, como a Abolição da Escravatura e a Proclamação da República.

_______________________________________ 8) A narrativa Amar, verbo intransitivo, de Mário de Andrade, publicada em 1927, conta a história de uma família da burguesia paulistana. Apresenta, entre outros episódios, a preocupação do empresário e fazendeiro paulista Felisberto de Sousa Costa com a educação do filho adolescente Carlos. Felisberto contrata uma pessoa que passa a orientar o rapaz acerca do amor carnal. Assinale a alternativa correta, considerando o nome e a nacionalidade da pessoa contratada: A) Elza; alemã. B) Elga; alemã. C) Maria Luísa; italiana. D) Maria Luísa; brasileira. E) Marina; brasileira. _______________________________________ 9) Em Lendas do Sul, João Simões Lopes Neto dá tratamento literário a três histórias míticas que povoam o imaginário do Rio Grande do Sul. São elas, na ordem em que aparecem no livro: A) “O Angüera”, “A salamanca do Jarau” e “O

negrinho do pastoreio”. B) “Mãe Mulita”, “A salamanca do Jarau” e “São

Sepé”. C) “A mboitatá”, “O Curupira” e “A Mãe do Ouro”. D) “O Saci”, “São Sepé” e “O negrinho do

pastoreio”. E) “A mboitatá”, “A salamanca do Jarau” e “O

negrinho do pastoreio”.

10) Tomando como referência o livro Viagem, de Cecília Meireles, assinale a alternativa que apresenta a característica que mais se ajusta à produção poética da autora: A) é marcada pela experiência da luta de classes,

preocupada com os conflitos políticos e econômicos no capitalismo brasileiro.

B) parte de um distanciamento do real imediato, norteando as imagens para a fugacidade e a indefinição.

C) detém-se em questionar a pobreza no campo, informando a importância da arte na elevação espiritual do homem.

D) comunica um sentimento de esperança plena na religião católica.

E) aborda o turismo em diferentes lugares do mundo.

_______________________________________ 11) Leia atentamente as três afirmações abaixo, todas formuladas a partir do livro Sarças de fogo, de Olavo Bilac. I. Pertencente ao Simbolismo, observam-se

composições, em sua maioria, de difícil compreensão.

II. Composto de poemas que apresentam grande apuro formal, especialmente na métrica e na presença das rimas.

III. Apresenta alguns poemas de inspiração erótica, tais como “O julgamento de Frinéia”, “Satânia”, “Beijo eterno” e “A tentação de Xenócrates”.

Com base nas afirmativas acima, podemos dizer que, apenas, A) II está correta. B) I e III estão corretas. C) I e II estão corretas. D) II e III estão corretas. E) III está correta.

docsity.com

FURG – COPERVE – PROCESSO SELETIVO 2008 de INVERNO

CADERNO 2 – LITERATURA BRASILEIRA 4

12) Tendo em vista o final do romance Lucíola, de José de Alencar, pode-se afirmar que A) a personagem Lúcia/Maria da Glória foge para

o interior do Rio de Janeiro, deixando Paulo para sempre.

B) as personagens Lúcia/Maria da Glória e Paulo, vencidos os obstáculos sociais, terminam juntos.

C) a personagem Lúcia/Maria da Glória, após perder o filho que esperava, morre.

D) a personagem Lúcia/Maria da Glória admite que nunca esteve grávida, sendo, então, abandonada por Paulo.

E) a personagem Lúcia/Maria da Glória retorna à prostituição, ao mesmo tempo em que Paulo conclui o seu curso de Direito.

_______________________________________ 13) Leia o fragmento a seguir, extraído do romance São Bernardo, de Graciliano Ramos: “Para ser franco, declaro que esses infelizes não me inspiram simpatia. Lastimo a situação em que se acham, reconheço ter contribuído para isso, mas não vou além. Estamos separados! A princípio estávamos juntos, mas esta desgraçada profissão nos distanciou. Madalena entrou aqui cheia de sentimentos e os propósitos esbarraram com a minha brutalidade e o meu egoísmo. Creio que nem sempre fui egoísta e brutal. A profissão é que me deu qualidades tão ruins. E a desconfiança terrível que me aponta inimigos em toda a parte! A desconfiança é também conseqüência da profissão.” Com base na leitura do romance e do trecho acima, assinale a alternativa que corresponde à personagem responsável por tais declarações e sua atividade profissional. A) Paulo Honório; latifundiário. B) Luís Padilha; professor. C) Paulo Honório; escritor. D) Luís Padilha; escritor. E) Luís Padilha; latifundiário.

14) O romance Triste fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto, divide-se em três partes distintas, que apresentam, cada uma, as fases as quais a personagem-título vivencia, visando à emancipação do Brasil. Essas três diferentes fases podem ser assim nomeadas: A) Primeira fase: cultural; segunda fase: agrária;

terceira fase: econômica. B) Primeira fase: social; segunda fase: esportiva;

terceira fase: político-militar. C) Primeira fase: agrária; segunda fase: cultural;

terceira fase: econômica. D) Primeira fase: cultural; segunda fase: agrária;

terceira fase: político-militar. E) Primeira fase: cultural; segunda fase: político-

militar; terceira fase: agrária. _______________________________________ 15) Leia “Irene no céu”. O poema “Irene no céu”, do livro Libertinagem, de Manuel Bandeira, integra o Modernismo brasileiro porque apresenta A) versos em decassílabos, marcado pelo sentido

trágico da existência. B) versos livres, marcado pelo humor e pela

ironia. C) versos metricamente regulares, marcado pelo

preciosismo vocabular. D) versos em decassílabos, marcado pela

linguagem coloquial. E) versos livres, marcado pela ausência de ritmo

e melodia.

Irene preta Irene boa Irene sempre de bom humor. Imagino Irene entrando no céu: – Licença, meu branco! E São Pedro bonachão: – Entra, Irene. Você não precisa pedir licença.

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 4 pages
baixar o documento