Vestibular de Sociologia - 2008 - UEM, Notas de estudo de Sociologia. Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE)
Corcovado
Corcovado13 de Março de 2013

Vestibular de Sociologia - 2008 - UEM, Notas de estudo de Sociologia. Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE)

PDF (329 KB)
9 páginas
1000+Número de visitas
Descrição
Vestibular de Sociologia da Universidade Estadual de Maringá do ano de 2008.
20pontos
Pontos de download necessários para baixar
este documento
baixar o documento
Pré-visualização3 páginas / 9
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 9 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 9 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 9 pages
baixar o documento
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 9 pages
baixar o documento
Microsoft Word - P3G1- Objetivas Sociologia.doc

GABARITO 1

Prova 3 – Sociologia QUESTÕES OBJETIIVAS

N.o DE ORDEM:N.o DE INSCRIÇÃO:NOME DO CANDIDATO:

IINSTRUÇÕES PARA A REALIIZAÇÃO DA PROVA 1. Confira os campos N.o DE ORDEM, N.o DE INSCRIÇÃO e NOME, conforme o que consta na etiqueta fixada em sua

carteira. 2. Confira se o número do gabarito deste caderno corresponde ao constante na etiqueta fixada em sua carteira. Se houver

divergência, avise, imediatamente, o fiscal. 3. É proibido folhear o caderno de provas antes do sinal, às 9 horas. 4. Após o sinal, confira se este caderno contém 40 questões objetivas (20 de cada matéria) e/ou qualquer tipo de defeito.

Qualquer problema, avise, imediatamente, o fiscal. 5. O tempo mínimo de permanência na sala é de 1h e 30min após o início da prova. 6. No tempo destinado a esta prova (4 horas), está incluído o de preenchimento da Folha de Respostas. 7. Transcreva as respostas deste caderno para a Folha de Respostas. A resposta será a soma dos

números associados às alternativas corretas. Para cada questão, preencha sempre dois alvéolos: um na coluna das dezenas e um na coluna das unidades, conforme exemplo ao lado: questão 13, resposta 09 (soma das alternativas 01 e 08).

8. Se desejar, transcreva as respostas deste caderno no Rascunho para Anotação das Respostas constante nesta prova e destaque-o, para retirá-lo hoje, nesta sala, no horário das 13h15min às 13h30min, mediante apresentação do documento de identificação do candidato. Após esse período, não haverá devolução.

9. Ao término da prova, levante o braço e aguarde atendimento. Entregue ao fiscal este caderno, a Folha de Respostas e o Rascunho para Anotação das Respostas.

Corte na linha pontilhada. ....................................................................................................................... RASCUNHO PARA ANOTAÇÃO DAS RESPOSTAS

N.o DE ORDEM:NOME:

01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

UEM – Comissão Central do Vestibular Unificado

docsity.com

GABARITO 1 UEM/CVU

Vestibular de Verão/2008 – Prova 3 Sociologia

2

SOCIOLOGIA

Questão 01

Considere o seguinte texto: “A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) reviu o conceito de família e, agora, passa a conceder financiamento para casais homossexuais, solitários com mais de 25 anos, famílias mononucleares (pais e mães solteiros) e anaparentais, como avós e netos, tios e sobrinhos, irmãos ou primos, além de uniões baseadas não no parentesco, mas na ligação afetiva. Até então, a CDHU só aceitava como beneficiários de seus programas homens e mulheres casados ou registrados em uma união estável.” (Jornal O Estado de São Paulo, Caderno Cidades, 09/08/2008).

Assinale o que for correto sobre esse trecho de reportagem e o tema do qual ele trata. 01) As informações da reportagem autorizam afirmar que

a instituição familiar diminuiu sua importância nas sociedades contemporâneas.

02) As mudanças descritas na reportagem mostram que, diferentemente do que afirmam muitas teorias sociológicas, a família deixou de ser a primeira instituição à qual os indivíduos pertencem.

04) A reportagem sobre os novos critérios utilizados pela CDHU para financiar moradias é reveladora do quanto as regras que autorizam ou proíbem determinados tipos de uniões familiares variam no espaço e no tempo.

08) Os novos conceitos de família utilizados pela CDHU permitem concluir que a função reprodutiva está deixando de caracterizar, centralmente, a instituição familiar.

16) Podemos concluir da reportagem que as transformações pelas quais a sociedade vem passando forçam o Estado, muitas vezes, a rever seus critérios de distribuição de recursos públicos e de acesso a serviços.

Questão 02

No Brasil, ao refletir sobre a Estrutura Agrária e os Movimentos Sociais no Campo, é correto afirmar que 01) o aumento no volume da produção agrícola não eleva

automaticamente os níveis de renda e emprego de parcela da população mais pobre que vive nas áreas rurais, ocasionando, pelo menos desde os anos de 1960, um deslocamento dessa população para as áreas urbanas.

02) o desenvolvimento capitalista da agricultura se baseou na produção intensiva, que optou por maior uso de adubos, inseticidas, máquinas e trabalho assalariado.

04) a luta pela democratização do acesso à terra teve como principais defensores, nos anos de 1945 a 1964, as Ligas Camponesas e, na atualidade, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

08) a exploração capitalista das atividades agropecuárias intensificou a concentração fundiária, tornando a necessidade da reforma agrária um consenso na sociedade brasileira.

16) o avanço do capitalismo no campo garantiu aos assalariados rurais um lote mínimo para o plantio de subsistência, gerando um significativo processo de democratização do acesso à terra.

docsity.com

GABARITO 1 UEM/CVU

Vestibular de Verão/2008 – Prova 3 Sociologia

3

Questão 03

Leia o texto a seguir: “Desde o início a criança desenvolve uma interação não apenas com o próprio corpo e o ambiente físico, mas também com outros seres humanos. A biografia do indivíduo, desde o nascimento, é a história de suas relações com outras pessoas. Além disso, os componentes não sociais das experiências da criança estão entremeados e são modificados por outros componentes, ou seja, pela experiência social.” (BERGER, Peter L. e BERGER, Brigitte. “Socialização: como ser um membro da sociedade”. In FORACCHI, Marialice M. e MARTINS, José de Souza. Sociologia e Sociedade. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 1977, p. 200).

Podemos concluir do texto que 01) os indivíduos, desde o nascimento, são influenciados

pelos valores e pelos costumes que caracterizam sua sociedade.

02) a relação que a criança estabelece com o seu corpo não deveria ser do interesse das ciências biológicas, mas apenas da sociologia.

04) o fenômeno tratado pelo autor corresponde ao conceito de socialização, que designa o aprendizado, pelos indivíduos, das regras e dos valores sociais.

08) as experiências individuais, até mesmo aquelas que parecem mais relacionadas às nossas necessidades físicas, contêm dimensões sociais.

16) o desconforto físico que uma criança sente, como a fome, o frio e a dor, pode receber dos adultos distintas respostas de satisfação, dependendo da sociedade na qual eles estão inseridos.

Questão 04

Saffioti afirma que “A identidade social da mulher, assim como a do homem, é construída através da atribuição de distintos papéis, que a sociedade espera ver cumpridos pelas diferentes categorias de sexo. A sociedade delimita, com bastante precisão, os campos em que pode operar a mulher, da mesma forma como escolhe os terrenos em que pode atuar o homem.” (SAFFIOTI, Heleieth. O poder do Macho. São Paulo: Moderna, 1987, p.8).

Tendo como referência o texto e seus conhecimentos sobre a temática de “gênero”, assinale o que for correto. 01) Tradicionalmente, as sociedades ocidentais modernas

destinaram às mulheres a tarefa de socializar os filhos. Contudo, ao longo do tempo, surgiram “novos arranjos familiares”, pois a família é uma instituição marcada pelo dinamismo.

02) A atribuição do espaço doméstico à mulher decorre de sua capacidade natural para realização dos afazeres de casa e da socialização dos filhos.

04) A educação exerce papel central na constituição das identidades sociais de homens e de mulheres.

08) A definição de distintos papéis sociais para homens e mulheres torna legítima, para as diferentes categorias de sexo, a suposta superioridade dos homens.

16) A inferioridade feminina é exclusivamente social, sendo que o fenômeno da subordinação da mulher ao homem atravessa todas as classes sociais.

docsity.com

GABARITO 1 UEM/CVU

Vestibular de Verão/2008 – Prova 3 Sociologia

4

Questão 05

A urbanização tornou-se o processo padrão de transformação do meio ambiente nas sociedades industriais, produzindo modos particulares de convívio social. Sobre esse assunto, assinale o que for correto. 01) Para alguns sociólogos, o avanço da urbanização faz

predominar o padrão de relação societário, que, ao contrário do comunitário, é caracterizado pela formalidade e pela impessoalidade.

02) Nas sociedades industriais, a introdução de novas tecnologias no campo foi um dos fatores que produziu o êxodo rural e contribuiu decisivamente para o crescimento populacional das cidades.

04) No modo de produção capitalista, o crescimento das cidades foi acompanhado pela progressiva transformação do espaço urbano em mercadoria.

08) Os fluxos migratórios indicam como as atividades econômicas estão distribuídas no território e, por isso, podem retratar também as desigualdades regionais existentes.

16) A forte influência dos padrões de convívio tipicamente urbanos sobre a vida no campo e o acesso massivo e indiferenciado a bens e a serviços produzem uma notável homogeneização da realidade social.

Questão 06

Sobre o tema da diversidade étnica, as teorias sociológicas afirmam que, na cultura brasileira, 01) o futebol pode ser pensado como símbolo de

nacionalidade que ultrapassa as barreiras existentes entre diferentes grupos sociais, tornando possível a um indivíduo como Pelé condensar o que seria o estilo brasileiro de jogar.

02) o processo de miscigenação pelo qual passou a sociedade brasileira não teve reflexos em nossa culinária, tornando a feijoada e a caipirinha, respectivamente, prato e bebida típicos apenas para baianos e cariocas.

04) o contato interétnico é um fenômeno que ocorreu somente no período colonial e foi fundamental para manutenção dos rituais religiosos de algumas tribos indígenas.

08) o carnaval possibilita o encontro de diferentes grupos étnicos e sociais, subvertendo, ainda que momentaneamente, as hierarquias presentes na sociedade brasileira.

16) o futebol, a culinária e o carnaval são práticas culturais que mascaram a existência das desigualdades socioeconômicas presentes na sociedade brasileira; por isso, não devem ser tomados como objeto de estudo pela sociologia.

Questão 07

Sobre a cidadania no Brasil, assinale o que for correto. 01) Durante o governo de Getúlio Vargas, entre 1930 e

1945, pela primeira vez, os direitos sociais foram universalizados, chegando a amplas parcelas da sociedade brasileira. Esse processo foi acompanhado pelo fortalecimento e pela autonomia das organizações operárias.

02) Os Estatutos da Criança e do Idoso exemplificam as modificações recentes que a cidadania sofreu no contexto brasileiro, incorporando novas demandas ao seu conteúdo.

04) A Constituição de 1988, apesar de ser denominada por muitos Constituição Cidadã, não produziu mudanças legais significativas em termos de extensão dos direitos de cidadania.

08) O Fórum Social Mundial resultou da iniciativa de alguns brasileiros e é um movimento que se posiciona contra a atual ordem econômica globalizada, que tem restringido direitos sociais de cidadania até então assegurados por leis.

16) A extensão dos direitos de cidadania às classes populares esteve, historicamente, sob o controle estrito das elites, já que não houve movimentos sociais capazes de questionar essa situação.

Questão 08

Sobre as teorias sociológicas a respeito do Estado, assinale o que for correto. 01) Algumas teorias sociológicas afirmam que o Estado é

necessário para garantir a unidade de uma sociedade dividida em classes sociais, favorecendo, assim, os interesses das classes dominantes.

02) Para alguns sociólogos, o que diferencia o Estado das demais instituições é o fato de ele ter o direito legítimo e exclusivo do uso da força.

04) Segundo alguns sociólogos, em sociedades complexas, o Estado é uma instituição fundamental para garantir a coesão social, sobrepondo-se às demais instituições e regulando sua coexistência.

08) Há um consenso na sociologia de que o Estado é um fenômeno exclusivamente ocidental e próprio do modo de produção capitalista. Nas demais sociedades, não se encontram instituições que assumam funções correlatas.

16) De acordo com algumas interpretações, o Estado é fundamental para assegurar as próprias condições de funcionamento da economia de mercado, embora muitos liberais rejeitem sua intervenção.

docsity.com

GABARITO 1 UEM/CVU

Vestibular de Verão/2008 – Prova 3 Sociologia

5

INSTRUÇÃO: leia o texto a seguir para responder às questões 09 e 10. “[...] Ao acordá-lo, o rádio-relógio digital dispara informações sobre o tempo e o trânsito. Ligando a FM, lá está o U-2. O vibramassageador amacia-lhe a nuca, enquanto o forno microondas descongela um sanduíche natural. No seu micro Apple II, sua agenda indica: REUNIÃO AGÊNCIA 10H/ TÊNIS CLUBE 12H/ ALMOÇO/ TROCAR CARTÃO MAGNÉTICO BANCO/ TRABALHAR 15H/ PSICOTERAPIA 18H/ SHOPPING/ OPÇÕES: INDIANA JONES-BLADE RUNNER VIDEOCASSETE ROSE, SE LIGAR/ SE NÃO LIGAR, OPÇÕES: LER O NOME DA ROSA (ECO) – DALLAS NA TV – DORMIR COM SONÍFEROS VITAMINADOS. Seu programa rolou fácil. Na rua divertiu-se pacas com a manifestação feminista pró-aborto que contava com um bloco só de freiras e, a metros dali, com a escultura que refazia a Pietá (aquela do Miguelângelo) com baconzitos e cartões perfurados. Rose ligou. Você embarcou no filme Indiana Jones sentado numa poltrona estilo Menphis – uma pirâmide laranja em vinil – desfiando piadas sobre a tese dela de filosofia: Em Cena, a Decadência. A câmera adaptada ao vídeo filmou vocês enquanto faziam amor. Será o pornô que animará a próxima vez. Ao trazê-lo de carro para casa, Rose, que esticaria até uma festa, veio tipo impacto: maquiagem teatral, brincos enormes e uma gravata prateada sobre camisão lilás. Na cama, um sentimento de vazio e irrealidade se instala em você. Sua vida se fragmenta desordenadamente em imagens, dígitos, signos – tudo leve e sem substância como um fantasma. Nenhuma revolta. Entre a apatia e a satisfação, você dorme.” (SANTOS, Jair Ferreira. O que é Pós-Moderno. São Paulo. Editora Brasiliense, 1988. p.8).

Questão 09

Utilizando seus conhecimentos sobre o tema “gostos e estilos de vida”, assinale a(s) alternativa(s) correta(s) sobre o texto. 01) Trata do cotidiano de um indivíduo urbano que

convive com a tecnologia eletrônica de massa e individual.

02) Aborda a valorização do estilo de vida hedonista, no qual predomina a busca pelo prazer individual e imediato.

04) Exemplifica a lógica de uma sociedade que não é pautada pelo consumo generalizado de bens e serviços.

08) Retrata uma situação peculiar aos indivíduos que vivem em sociedades altamente industrializadas que oferecem acesso diferenciado às novas tecnologias.

16) Mostra o processo de fragmentação dos indivíduos em uma sociedade baseada na tecnociência.

Questão 10

Podemos considerar o texto anteriormente lido como uma fábula. Baseado nela, assinale a(s) alternativa(s) correta(s). 01) A fábula se passa em um espaço urbano, no qual o

indivíduo é saturado pela oferta de informações, diversões e serviços.

02) O indivíduo da fábula pode contar com os avanços tecnológicos para programar o seu dia-a-dia.

04) A fábula descreve um mundo dominado pelos meios tecnológicos que podem promover uma desconstrução estética da arte.

08) O indivíduo descrito na fábula tem ações que demonstram uma sedução pelo “imediato” e falta de interesse pelas atitudes reflexivas.

16) A fábula ocorre em uma sociedade movida pela informação. Nela, os valores são trocados pelo modismo e o indivíduo tende a ser tomado pelo conformismo e pela apatia.

Questão 11

Sobre o sistema político brasileiro e suas transformações ao longo da história, assinale o que for correto. 01) A democracia que vigorou no país entre os anos de

1946 e 1964 indicou um dos poucos momentos na história brasileira em que o poder legislativo adquiriu autonomia suficiente diante do executivo para exercer suas funções.

02) Para alguns estudiosos, a partir da década de 1990, a Medida Provisória (MP) tornou-se, muitas vezes, o instrumento legal que permitiu ao poder executivo sobrepor-se ao legislativo.

04) O projeto de industrialização promovido no Brasil pela “Revolução de 30” dependeu de mudanças na estrutura do Estado que descentralizaram o poder político.

08) A existência de Constituições durante a vigência dos últimos regimes autoritários vividos pelo Brasil (1937-1945 e 1964-1984) confirma que elas não garantem, necessariamente, a democracia representativa e os direitos dos cidadãos.

16) Na Primeira República, o domínio exercido pelos grandes proprietários de terra sobre os trabalhadores rurais integrou as estratégias das oligarquias regionais para controlarem os resultados dos processos eleitorais.

docsity.com

GABARITO 1 UEM/CVU

Vestibular de Verão/2008 – Prova 3 Sociologia

6

Questão 12

A respeito da organização do processo produtivo na economia capitalista no período pós Segunda Guerra Mundial, assinale o que for correto. 01) A concentração espacial das distintas etapas do

processo produtivo, o forte controle sobre elas e a acentuada hierarquização das funções constituem características do denominado modelo fordista.

02) Pode-se dizer que o toyotismo foi uma resposta à crise da economia capitalista mundial manifesta na década de 1970. Ele se caracterizou, entre outros fatores, pela exigência de maior versatilidade dos trabalhadores para o desempenho das funções.

04) O período em que vigorou hegemonicamente o modelo fordista foi acompanhado pela expansão dos serviços públicos. Nos países de capitalismo central, essa expansão produziu o denominado Estado de bem estar social.

08) O fordismo caracterizou-se por métodos que procuraram fazer que os próprios operários internalizassem a disciplina de trabalho necessária para a acumulação capitalista. Assim, dispensou a necessidade de várias funções intermediárias do processo produtivo.

16) Embora distintos, o fordismo e o toyotismo coincidiram, igualmente, com períodos de enfraquecimento das organizações sindicais dos trabalhadores.

Questão 13

Tendo como referência as reflexões sociológicas sobre o “Colonialismo” e suas relações com o conceito de “Cultura”, é correto afirmar que aquele sistema político visou ao domínio e à exploração das Américas e ensejou um tipo de conhecimento sobre as populações americanas que 01) pode ser denominado de etnocêntrico. 02) pode ser denominado de democrático. 04) teve as culturas indígenas como referência. 08) teve as culturas africanas como referência. 16) legitimou a dominação européia sobre as populações

indígenas e africanas.

Questão 14

Considerando as abordagens sociológicas sobre a temática “religião”, assinale o que for correto. 01) O Taoísmo, o Xintoísmo, o Hinduísmo e o Budismo

são religiões originárias do Extremo Oriente. O Candomblé e a Umbanda são seitas que nasceram na África.

02) O Judaísmo, o Cristianismo e o Islamismo são religiões chamadas de monoteístas por cultuarem um único Deus. As três têm origem no Oriente Médio.

04) O ateísmo é uma postura filosófica que consiste na adoção de explicações para a vida que dispensam qualquer causalidade divina. Surgiu na Antiguidade greco-romana e ganhou força no século XVIII, com a difusão das teorias anarquistas, liberais e socialistas.

08) Podemos encontrar, no Brasil, atualmente, seguidores do Candomblé e da Umbanda em todas as classes sociais. Desde o período colonial, os brasileiros mantêm contato com essas religiões, que passaram por períodos de maior aceitação e outros de rejeição social.

16) O Torá, a Bíblia e o Alcorão são, respectivamente, os livros sagrados dos seguidores do Judaísmo, do Cristianismo e do Islamismo.

docsity.com

GABARITO 1 UEM/CVU

Vestibular de Verão/2008 – Prova 3 Sociologia

7

Questão 15

Sobre a formação das classes sociais no Brasil, no período de transição do trabalho escravo para o livre, assinale o que for correto. 01) A produção do café para exportação contou com o

emprego de uma mão-de-obra livre, a dos colonos, mas não necessariamente assalariada.

02) A expansão da cafeicultura estimulou o crescimento de cidades como São Paulo, que demandavam alimentos ofertados, principalmente, pelas lavouras dos colonos, trabalhadores livres que, paulatinamente, substituíram o trabalho escravo.

04) Durante o período em que vigorou a escravidão, o mercado consumidor de produtos localmente manufaturados era grande, tornando possível identificar uma produção industrial intensa e, portanto, uma classe operária constituída.

08) Nos cafezais em formação, o colono tinha permissão para cultivar alimentos entre os pés de café, sendo essa prática uma das principais características do regime de colonato, um estágio tido como transitório pelo colono e por sua família.

16) A construção acelerada das estradas de ferro nas últimas décadas do século XIX, a elevação de tarifas aduaneiras e a substituição do trabalho escravo pelo trabalho livre foram medidas que inviabilizaram um modelo de desenvolvimento econômico que conduziria à consolidação de duas classes sociais no Brasil: a burguesia e o proletariado.

Questão 16

Considerando o debate sociológico sobre o tema das “desigualdades sociais” no Brasil, assinale o que for correto. 01) O desemprego é uma condição de vida

experimentada por muitos indivíduos na atualidade. Ele é analisado pelas teorias sociológicas como uma “questão social”, podendo ser um fenômeno que envolve diversos elementos estruturais de uma ou de várias sociedades.

02) O aumento significativo do número de divórcios é resultado dos problemas que afetam os indivíduos em particular, destruindo lares e famílias, exigindo soluções específicas para cada pessoa.

04) As desigualdades socioeconômicas entre brancos e negros são explicadas pelo sentimento de inferioridade que os negros, historicamente, cultivaram, não tendo relação com o regime de produção baseado na monocultura, no latifúndio e na escravidão.

08) Os negros integram o grupo social que permanece por menos tempo na escola. A implantação de políticas públicas que tenham como meta sua inclusão no sistema formal de ensino integra, na atualidade, o grupo das ações afirmativas, discutidas pelas instituições de ensino superior.

16) O desemprego, o divórcio e as desigualdades socioeconômicas entre negros e brancos podem ser analisadas como “questões sociais” que produzem efeitos perversos exclusivamente nas classes sociais menos favorecidas.

docsity.com

GABARITO 1 UEM/CVU

Vestibular de Verão/2008 – Prova 3 Sociologia

8

Questão 17

Leia o texto a seguir: “A imprensa, o rádio, a televisão, o cinema são indústrias ultra-ligeiras. Ligeiras pelo aparelhamento produtor, são ultra-ligeiras pela mercadoria produzida: esta fica gravada sobre a folha do jornal, sobre a película cinematográfica, voa sobre as ondas e, no momento do consumo, torna-se impalpável, uma vez que esse consumo é psíquico. Entretanto, essa indústria ultra- ligeira está organizada segundo o modelo da indústria de maior concentração técnica e econômica. No quadro privado, alguns grandes grupos de imprensa, algumas grandes cadeias de rádio e televisão, algumas sociedades cinematográficas concentram em seu poder o aparelhamento (rotativas, estúdios) e dominam as comunicações de massa. No quadro público, é o Estado que assegura a concentração.” (MORIN, Edgard. “A indústria cultural” In: FORACCHI, Marialice Mencarini & MARTINS, José de Souza (org.). Sociologia e Sociedade: leituras de introdução à sociologia. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 1977, p.300).

Tendo como referência o texto e seus conhecimentos sobre a temática da “indústria cultural”, assinale a(s) alternativa(s) correta(s). 01) A indústria cultural consegue conjugar organização

burocrática, que visa à produção padronizada e em larga escala de seus produtos, com individualização e novidade desejadas pelos consumidores.

02) A produção cultural de massa procura transformar a cultura em mercadoria, nivelando os valores e os padrões estéticos de boa parte dos consumidores.

04) Na indústria cultural, há um equilíbrio entre interesses econômicos, domínio da técnica, organização burocrática e exercício da criatividade.

08) A indústria cultural, diferentemente de outros ramos da produção industrial, não visa ao lucro. Seus produtos são comercializados a preço de custo e seu consumidor não é tratado como “cliente” e sim como fã ou colecionador.

16) O ritmo ligeiro da indústria cultural tem como resultado a produção em série, de baixo custo e possível de ser acessada por boa parte da população.

Questão 18

Considere a seguinte afirmação: “A democracia no Brasil é algo muito recente e ainda está se consolidando. Ela continuará crescendo se as regras institucionais para as eleições e o exercício do poder forem ampliadas, para possibilitar a participação da população, e se os movimentos sociais tiverem mais liberdade para lutar pela manutenção dos direitos fundamentais e a criação de novos direitos. Somente quando a maioria da população tiver educação de qualidade, condições de se alimentar adequadamente e condições de vida social decente poderemos ter democracia no Brasil. Enquanto isso, temos uma democracia ‘capenga’”. (TOMAZI, Nelson. Sociologia para o ensino médio. São Paulo: Atual, 2007, p. 124).

Sobre a análise exposta, assinale o que for correto. 01) Podemos deduzir do texto que, para o autor, a

qualidade de um regime democrático pode variar no tempo e no espaço. Ele nos sugere que a presença e a estabilidade do sistema eleitoral são apenas indicadores mínimos para definir o grau de democracia que existe em uma determinada sociedade.

02) Podemos concluir do texto que, em uma democracia, os partidos políticos não são tão importantes. Assim, a democracia brasileira seria melhor se as regras eleitorais reconhecessem os movimentos sociais como instituições de representação, e não os partidos políticos.

04) Podemos concluir do texto que as deficiências da democracia brasileira têm relação com o fato de que tivemos, ao longo da história republicana, a vigência de longos períodos de regimes autoritários.

08) De acordo com o texto, a consolidação da democracia brasileira não depende de mudanças na estrutura jurídica do Estado.

16) Para o autor, a qualidade de uma democracia pode ser medida observando-se os seguintes indicadores: as regras institucionais vigentes, as condições dadas para a construção de ações coletivas e a maneira como os recursos materiais estão distribuídos.

docsity.com

GABARITO 1 UEM/CVU

Vestibular de Verão/2008 – Prova 3 Sociologia

9

Questão 19

Leia o texto a seguir: “Como problema que inquieta e choca a sociedade, a pobreza aparece no entanto no registro da patologia, seja nas evidências da destituição dos miseráveis que clamam pela filantropia pública ou privada, seja nas imagens da violência que apelam para sua ação preventiva e, sobretudo, repressiva. Num registro ou no outro, a pobreza é encenada como algo externo a um mundo propriamente social.” (TELLES, Vera da Silva. Pobreza e Cidadania. São Paulo: Editora 34, 2001, p. 31-32).

Considerando que o texto está se referindo à sociedade brasileira, assinale o que for correto. 01) A autora apresenta uma análise sociológica sobre a

pobreza no Brasil, alerta para o fato de que esse problema gera violência e defende que ações privadas filantrópicas poderiam preveni-lo.

02) A autora afirma que, no Brasil, há uma naturalização da pobreza. Assim, nossa sociedade geralmente não considera os condicionantes sociais e históricos do fenômeno em questão.

04) A identificação do Estado como um pai, muito presente no imaginário social brasileiro, corresponde àquilo que, no texto, a autora denomina “filantropia pública”.

08) A autora apresenta uma análise sociológica sobre a forma como a sociedade brasileira concebe a pobreza. Com isso, ela procura esclarecer alguns dos fatores que, historicamente, contribuem para sua reprodução.

16) Podemos concluir do texto que, em nossa sociedade, as situações de pobreza são entendidas, sobretudo, como violação de direitos de cidadania.

Questão 20

Nas décadas de 1950 e 1960, os estudos da Cepal (Comissão Econômica para a América Latina) motivaram um intenso debate sobre a condição subdesenvolvida de países como o Brasil. Sobre esse assunto, assinale o que for correto. 01) Pesquisadores como Celso Furtado afirmaram que as

economias capitalistas não seguem uma trajetória evolucionista. Assim, o subdesenvolvimento não seria uma etapa anterior ao desenvolvimento, mas resultado de processos históricos autônomos.

02) No período indicado acima, os estudiosos do subdesenvolvimento defendiam que o Estado deveria intervir na economia como caminho para o desenvolvimento. Esse diagnóstico influenciou as políticas econômicas implantadas em vários países da América Latina.

04) A Cepal foi instituída pela ONU (Organização das Nações Unidas) no final da década de 1940, com o objetivo de formular planos de desenvolvimento para a América Latina.

08) No período histórico em questão, o Brasil alcançou um grau significativo de industrialização, a exemplo do setor automobilístico. A geração de emprego nesse e em outros setores da economia nacional foi suficiente para romper as barreiras do subdesenvolvimento.

16) Os estudiosos do subdesenvolvimento preconizavam que, além da industrialização, o Estado deveria promover reformas sociais para alcançar o desenvolvimento.

docsity.com

comentários (0)
Até o momento nenhum comentário
Seja o primeiro a comentar!
Esta é apenas uma pré-visualização
3 shown on 9 pages
baixar o documento